Está aqui

Opinião

Caos ou Iluminação?

Pelos instantes iniciais de Spring Breakers (2012) e Dawn of the Dead (1978)

Tenho para mim que quanto mais uma sociedade se alinhar por valores conservadores mais se vai afastar do seu desígnio enquanto suporte da espécie. Mas também pode ser o caos! Não importa, desde que convenientemente filmado por gente com talento... Como bem sabemos, para os que acreditam no pior, é sempre dos adolescentes e dos que se recusam a permanecer mortos que vem o maior perigo...

 

Donnie Darko (2000): um pensamento súbito

X - Outro lugar

Tanto Amaro como Linda ficaram mais uns dias naquela paz e, no dia em que tiveram de partir, despediram-se com um sentimento de vazio. Linda não estava já em si. Linda já tinha chegado a 80% do lugar onde estaria, no lugar onde ficaria. Esse lugar era um lugar feio, vazio, onde ninguém queria estar. Amaro sabia onde a mulher ficaria, conhecia bem esse lugar vazio.

Aqueles Magníficos Seis

Se os três mosqueteiros são sempre quatro, então os sete magníficos da geração que se seguiu à dos Sete Magníficos (e no que diz respeito aos espíritos analistas já inclui os filhos e os netos desta) são sempre seis. Falamos de actores de cinema, é claro, mas também de contexto afectivo e consciência universal.

Quem são?

Robert Redford (nascido a 18/08/1936 – 82 anos)

Robert De Niro (nascido a 17/08/1943 – 75 anos)

Jack Nicholson (nascido a 22/04/1937 – 81 anos)

Al Pacino (nascido a 25/04/1940 – 78 anos)

IX Koh Mak - Tailândia

O destino seguinte dos dois não estava definido. A decisão, como muitas no passado, tinha sido feita em comum acordo e decidiram os dois que aquela era a melhor opção. A mulher de Amaro tinha pedido expressamente que fossem ambos para um lugar escondido, com o menor número de pessoas possível. Na fase em que se encontrava, apenas o silêncio a ajudaria a aguentar o peso que sobre a sua cabeça se acumulava. A mulher de Amaro, Linda, tinha consciência do seu estado e sabia o que lhe estava reservado.

O Estado da Saúde em Évora

Hoje apresento alguns dados relativamente à atividade assistencial do Hospital Espírito Santo de Évora, EPE. Estes dados são objetivos, pelo que merecem uma reflexão bastante aprofundada.

Esta informação está totalmente disponível no Portal do SNS, de entre os “Tempos Médios de Resposta para Primeiras Consultas Hospitalares com Origem nos Cuidados de Saúde Primários - Consulta a Tempo e Horas (CTH)”, dados de Julho a Setembro de 2018, destacam-se, no HESE, os seguintes:

Exímios preconceitos

Na semana passada li um texto bastante elucidativo sobre questões semânticas, e não só, ligadas ao racismo. Nele, Isabel do Carmo interpreta a palavra racismo de modo similar à interpretação que lhe dei num texto que aqui publicado no ano transato.

Um teste disfarçado de censura

Há poucos dias CDS apresentou uma moção de censura ao Governo. Mais uma vez uma moção chumbada à nascença pelos votos contra de PS, PCP e BE.

Não sendo uma surpresa este tipo de atitude por parte da actual direção do CDS-PP, Assunção Cristas acabou por surpreender, pela negativa, ao ter dificuldades em justificar a própria moção de censura, quase pedindo desculpa por tê-lo feito aquando da sua apresentação.

Não obstante os pontos de discórdia já conhecidos, Assunção Cristas acabou por não recorrer a nenhum para justificar esta iniciativa.

O utente petrificado

(memória informe de um filme de horror cujo título se perdeu):

O utente sente uma dor que tenta esquecer. Mas a dor persiste, aumenta ao ponto de não se prestar a equívocos. Deixou de incomodar e já passou definitivamente a doer. O utente, que passou o dia inteiro a evitar sair de casa, olha em volta e em cada parede vê reflectido o Inferno. Exageramos, é claro, mas nenhum de nós está a sentir aquela dor. Pode, por isso, viver de uma forma que ao utente petrificado está vedada.

A calculadora humana

As crianças prodígio, precoces e de raras capacidades, têm deslumbrado ao longo da História da Humanidade. Uns como Mozart ou Gauss, de quem falámos em “A lenda de Gauss”, tornaram-se expoentes máximos na área em que se revelaram, outros limitaram-se a exibir, por algum tempo, a sua notável capacidade e perderam-se na memória colectiva.

VIII. Hong Kong

A cidade é fantástica. Os prédios são enormes e estão aglomerados uns em cima dos outros. As ruas, no centro, são tão estreitas nos bairros antigos que nelas quase não entra o sol. Há sempre uma azáfama. Desde Causeway Bay até Kowloon, Hong Kong é cheio de variedade. Os cheiros da comida, os aquários com precisa prontos a comer e o mar ao fundo. Atrás, a montanha verde e a China. Hong Kong e Macau são, por tão diversas razões, regiões especiais.

Páginas