Política Nacional

O Alentejo continua a perder população

O Alentejo continua a perder população. Se já desconfiava desta situação, as estatísticas demográficas do Instituto Nacional de Estatística (INE), e que foram divulgadas ontem, sexta-feira, vêm confirmar a suas suspeitas.

O Alentejo é mesmo a região portuguesa que maior perda de população sofreu em 2018, só a Área Metropolitana de Lisboa viu a sua população aumentar ligeiramente.

A nível nacional, o país segue a tendência de decréscimo dos últimos oito anos e tem menos 14 mil do que em 2017, um total de 10.276.617.

 

Imagem de stavgorod.ru

Jerónimo de Sousa, hoje, em Beja

Jerónimo de Sousa, Secretário-geral do PCP, participará hoje, sábado, às 14h50, na Reunião DORBE com Comissões Concelhias da Organização Regional de Beja, no Auditório do IPDJ – Instituto Português do Desporto e Juventude, na Rua Professor Janeiro Acabado, em Beja.

Só a intervenção inicial do Secretário-geral do PCP é aberta à Comunicação Social.

Corticeira Amorim vai desenvolver interiores do primeiro comboio português

A CP juntou a Faculdade de Engenharia do Porto, o Instituto Superior Técnico e empresas como a Corticeira Amorim, a Efacec ou a Siemens para criar o primeiro comboio português. A notícia, que está a ser avançada pelo Público, refere que o primeiro comboio português vai ter o motor desenvolvido pela Efacec, a caixa pela Salvador Caetano, os moldes, cablagens e portas pela Associação de Fabricantes Indústria Automóvel, os interiores pela Almadesign e a Amorim e o grupo Sermec, especialista em metalomecânica de precisão e que trabalha com a Airbus.

Mais de 1 milhão de portugueses sofre de diabetes

Nos últimos três anos verificou-se ainda um número muito  elevado  de novos casos de diabetes diagnosticados anualmente em Portugal, revelam os dados apurados pelo Observatório Nacional da Diabetes (OND) da Sociedade Portuguesa de Diabetologia (SPD) e  que publicamos no Dia Mundial da Diabetes, hoje, 14 de novembro.

Lítio: a forma e o conteúdo

É compreensível que as populações locais reajam com desconfiança às notícias de que negócios extrativos estão previstos para as suas localidades, sobretudo quando não são claros os benefícios locais que daí possam advir. Penso que foi isto que aconteceu na receção ao secretário de Estado da Energia em Boticas na passada segunda-feira.

Portugueses são recordistas a utilizar o telemóvel durante a condução

 A Liberty Seguros e a Prevenção Rodoviária Portuguesa (PRP) apresentaram hoje os dados sobre a utilização de telemóveis durante a condução extraídos do estudo “Global Driving Safety Survey”, desenvolvido pela Liberty Mutual para avaliar o comportamento e as atitudes dos condutores em seis países onde a seguradora está presente – Portugal, Espanha, França, Irlanda, Reino Unido e Estados Unidos.

Sines vai investir 1,4 milhões em expansão de zona industrial

A Câmara Municipal de Sines abriu um concurso público para execução da empreitada de expansão nascente da ZIL II - Zona de Indústria Ligeira. A empreitada, com um preço-base de 1,3 milhões de euros, tem como objetivo criar condições para receber mais 43 empresas na principal zona sob gestão municipal para acolhimento de atividades económicas.

Não há água suficiente para a produção de arroz em Alcácer do Sal

Vale do Gaio e Pego do Altar estão novamente com um nível de armazenamento de água demasiado baixo para poderem fornecer de água as plantações de arroz em Alcácer do Sal, o que está a deixar os produtores de arroz da região alarmados, apesar dos transvases garantidos pela barragem de Alqueva, que estes se queixam de ter de pagar.

Autarca e Bombeiros de Borba recebidos pelo Governo

O Ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, o Secretário de Estado Adjunto e da Administração Interna, Antero Luís, e a Secretária de Estado para a Integração e as Migrações, Cláudia Pereira, receberam hoje o Presidente da Câmara Municipal de Borba, o Comandante do Corpo de Bombeiros da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Borba e o Comandante do Comando Territorial de Évora da Guarda Nacional Republicana para avaliação da situação de segurança no concelho de Borba.

Quebra nacional na reciclagem. Baixo Alentejo pode ter encontrado a solução

A Resialentejo, empresa intermunicipal responsável pelo Sistema de Tratamento e Valorização de Resíduos Sólidos Urbanos (RSU) do Baixo Alentejo está a implementar um sistema de tarifas inovador na medida em que passará a aplicar tarifas de gestão de resíduos associadas à produção de resíduos indiferenciados, em vez de as aplicar no consumo de água, o que vai tornar o tratamento de lixos mais barato para o consumidor e aumentar a reciclagem, que está em queda por toda a europa.

Páginas