Está aqui

Teatro

Hugo Sousa Fora do Contexto em Évora

Dia 29 de Novembro, o comediante Hugo Sousa estará no Auditório Nobre da Universidade de Évora com o seu mais recente espectáculo, "Fora Do Contexto". O comediante está de volta aos palcos para mais uma tour pelo país com o seu novo solo de stand-up comedy, "Fora Do Contexto".

Depois do sucesso da última tour, Maturado, Hugo Sousa regressa aos palcos com o seu humor de observação e muito storytelling. Segundo Hugo, toda a gente se depara com situações caricatas, mal-entendidos e embaraços, porque alguém está Fora do Contexto... Assim é esta tour, uma viagem por esses momentos.

Portalegre celebra cinquentenário da morte do brilhante José Régio

Será um dos versos mais conhecidos da poesia em língua portuguesa “Não sei para onde vou - Sei que não vou por aí!” e pertence a José Régio, o escritor que nasceu em Vila do Conde e que passou boa parte da sua vida em Portalegre, a ensinar.

Este ano, após 50 anos da sua morte, a cidade alentejana tem-se desdobrado em iniciativas, juntamente com Vila do Conde, como exposições, ciclos de cinema, conferências e reedições num programa que durará até 2020.

“Al Mossassa”: o Festival islâmico de Marvão

A 14ª edição do festival islâmico “Al Mossassa” está prestes a encher as ruas da pitoresca vila alentejana de Marvão com recriações históricas, figurantes, um mercado árabe, artesãos a trabalhar ao vivo e até um acampamento militar com exposição de armas, jogos para crianças, cavaleiros em duelos de armas, música e dança exótica, saltimbancos, cuspidores de fogo, encantadores de serpentes, domadores de aves de rapina e artes.

Há 509 anos D. Manuel I atribuía Carta de Foral a Alvalade em Santiago do Cacém

A 20 de Setembro de 1510 era atribuída por D. Manuel I a Carta de Foral a Alvalade. Hoje, a fazer 509 anos, a Vila no Concelho de Santiago do Cacém assinala a data com a iniciativa Alvalade Medieval que, nos dias 13, 14 a 15 de Setembro, recria a vida na época e leva os visitantes numa viagem no tempo.

As ruas da Vila e centro histórico transformam-se para receber el Rey D. Manuel I e o seu séquito. Há mercadores apregoando os mais variados artigos e artesãos que mostra e ensinam a sua arte.

Arte e música no Sete Sóis, Sete Luas em Odemira

Odemira recebe a 27ª edição do Festival Sete Sóis Sete Luas, com a arte e a música do Mundo Mediterrânico e do Mundo Lusófono, com eventos gratuitos, no âmbito da iniciativa Setembro Cultural. Com o apoio do Município de Odemira, o programa integra um espetáculo de rua e espetáculos musicais entre os dias 13 e 15 de setembro e uma exposição de pintura a partir do dia 27 de setembro.

13 set, 21h00, Zona Ribeirinha, espetáculo de acrobacia “Sobre Rodas” de Yldor Llach (Espanha)

Como renasceram as marionetas nas feiras alentejanas

As feiras sempre foram um espaço essencial para a afirmação das comunidades e do seu relacionamento com o exterior, verdadeiras “portas do Mundo”.

Évora estreia ópera sobre o amor impossível de Geraldo sem Pavor e Samira

A cidade de Évora vai ser o palco, e a sua história a protagonista, do espectáculo operático "Geraldo e Samira - Uma Ópera Para Évora".

Nos dias 31 de Agosto e 1 de Setembro o Jardim da Palmeira, em Évora, recebe este épico inédito que não é mais do que um tributo àquela cidade alentejana e à sua importância na independência de Portugal. Um tributo feito de ficção, música e dança que parte dos amores e desamores, alianças e traições de dois dos mais destacados personagens da iconografia eborense: Geraldo Sem Pavor e a moura Samira.

Mulheres tomam a seu cargo o governo da cidade em Évora

Ontem, domingo, 28 de julho, em Évora, as mulheres tomaram a seu cargo o governo da cidade. Poderia bem ser e pode um dia vir a acontecer, mas por enquanto, trata-se apenas, e não é pouco, da comédia grega de Aristófanes (450 aC), que tem como cenário Atenas na Grécia Clássica, onde as mulheres tomam a seu cargo o governo da cidade.

"A Assembleia das Mulheres" foi levada ontem à cena no Largo do Chão das Covas, naquela capital alentejana, e volta hoje, 29 de julho e uma vez mais a 31 de julho, primeiro na Praça do Sertório e depois na Praça 1º de Maio, ambas às 22h.

Bonecas em Évora

Gostava de ser essa pessoa mas não sou. Na capa do livro que imagino pousado na minha mesa de cabeceira está gravado o título Bonecas. Faço um esforço para me lembrar mas não consigo precisar o momento em que a história começa. Imagino-me a dançar uma música que adoro, a mexer o meu corpo, a pensar que não sou a única a ouvir esta música. Não sou a única a dançar e a pensar isto. E grito mais alto para que alguém me possa ouvir. No outro lado do mundo há outra rapariga como eu que neste palco quer falar sobre tudo isto.

Artes À Rua em Évora vai custar meio milhão de euros

O Município apresenta-o com um não festival. Falamos no Artes À Rua, que vai durar dois meses com espetáculos diários pelas ruas e praças da Cidade de Évora, de artistas vindos de 14 países e que vai custar aos cofres da Câmara qualquer coisa como meio milhão de euros.

O evento decorre entre 13 de Julho e 5 de Setembro e inclui música, artes plásticas, fotografia e performance e pretende diversificar-se e internacionalizar-se, no âmbito da candidatura de Évora a Capital Europeia da Cultura.

Páginas