Está aqui

Curiosidades

Há cinco anos os chocalhos alentejanos eram declarados património da humanidade raro

Há precisamente 5 anos, a 1 de dezembro de 2015, a UNESCO declarava o  fabrico de chocalhos como Património Cultural Imaterial com Necessidade de Salvaguarda Urgente.

A candidatura foi coordenada pelo antropólogo Paulo Lima, que contou com a colaboração de uma equipa da qual faziam parte, entre outros, a historiadora Ana Pagará, o fotografo Augusto Brázio e o realizador David Mira, e liderada pela Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo em colaboração com a Câmara Municipal de Viana do Alentejo e a Junta de Freguesia de Alcáçovas.

Restauração da independência teve "mão alentejana"

Em Portugal, a dinastia castelhana dos Filipes governou de 1580 a 1640.

Ao longo destes anos, o reino de Portugal foi espoliado e soterrado em impostos para financiar as guerras e caprichos castelhanos, levando o povo português a uma situação de quase desespero. Com fome e com o mal-estar instalado, começaram a surgir revoltas contra a situação e o Alentejo, em vários momentos, e de várias formas, teve um papel central na Restauração.

Caminho de Santiago Nascente no Alentejo renasce em projeto ibérico

A Upstream – Valorização do Território, uma empresa portuguesa de consultoria na área do Turismo, acaba de lançar o projeto “Caminhos Ibéricos de Santiago (CIS)”, que inclui nove itinerários jacobeus, entre os quais a Via Badajoz – Estremoz (Via da Prata – Caminho Nascente Alentejo), avança o jornal O Minho.

De acordo com a empresa, “o projeto investiga, divulga e promove os caminhos de Santiago transfronteiriços, que se desenvolvem na raia ibérica, com ênfase para os menos percorridos e que atravessam as regiões do interior”.

Kat Piwecka, a fotógrafa polaca apaixonada pelo Alentejo

Foi num dia de junho que Kat Piwecka chegou a Portugal pela primeira vez. O intuito da fotógrafa polaca era realizar um trabalho sobre o Algarve para uma revista do seu país.

Kat revelou que não foi preciso muito para sentir que tinha descoberto a sua segunda casa, bastou uma brisa de vento na face no mesmo dia em viu escrita num barco a frase „se podes sonhar, podes concretizar“.

A fotografa de celebridades internacionais e jornalista de viagens ficou apaixonada. E o que acontece quando uma mulher se apaixona? Magia.

OCDE revela: Alentejo é a região portuguesa com menos capacidade de teletrabalho

Um estudo, realizado por economistas da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Económico (OCDE), refere que em Portugal cerca de um terço dos postos de trabalho são compatíveis com o teletrabalho, colocando-nos à frente dos Estados Unidos e da Itália. A nível interno, o Alentejo é a região nacional com menos capacidade nesta área.

Sines volta a ser o “Município Mais Azul” do Alentejo

O município de Sines voltou a ser distinguido com o galardão “Município Mais Azul” do Alentejo, obtendo a melhor pontuação nas atividades de educação e sensibilização ambiental associadas ao programa Bandeira Azul na época balnear de 2020.

De acordo a autarquia, este galardão foi atribuído pela Associação Bandeira Azul da Europa e “vem reconhecer o investimento da Câmara Municipal de Sines em educação ambiental”. Recorde-se que em 2019 o município já tinha recebido o mesmo galardão.

Plátano de Portalegre com 182 anos vence Árvore do Ano

O Plátano do Rossio, em Portalegre, cognominado o Bem-Amado, é o grande vencedor do concurso nacional Árvore do Ano 2021, organizado pela UNAC – União da Floresta Mediterrânica e que contou com 10 árvores de todo o país a concurso.

O Plátano, o maior da Península Ibérica, com 182 anos de idade, venceu com 2401 votos.

Duas portuguesas na exploração de 17 países ao mar profundo

Depois de Marte, é, provavelmente, o mais enigmático local que a Humanidade não pisou: o mar profundo. Simbolicamente batizado de Challenger 150, em alusão ao ponto mais profundo do planeta (o Challenger Deep), um novo programa com cientistas de todo o mundo propõe-se trazer à superfície o conhecimento que ainda se esconde nas profundezas dos oceanos.

Gins alentejanos conquistam medalhas de ouro e prata nos EUA

O Gin Black Pig Costa Alentejana, produzido numa destilaria em Santo André, ganhou quatro prémios na competição USA Spirits Ratings, incluindo a medalha de ouro, adianta o Público.

Em 100 pontos possíveis, o júri de especialistas deu ao Gin Black Pig Costa Alentejana 99, valendo-lhe a medalha de ouro. Entre os melhores do ano, conseguiu ainda o prémio para melhor relação qualidade-preço e a melhor embalagem.

Outra proposta da marca também ganhou a medalha de ouro, o gin Black Pig Montado Alentejano, que recebeu 90 pontos do painel de avaliação.

Silêncio, para eu me lembrar de tanta coisa com que já sonhei

(Espelho) - Tanta pressa! Ou está simplesmente a evitar-me?

(Giuseppe) - Geralmente não quero falar. Há demasiado barulho. É um ruído de fundo constante sobre esse vírus da má sorte, que nos desgasta mesmo que não prestemos muita atenção. Todos os dias, mesmo várias vezes ao dia: número de pessoas infectadas, número de exames realizados, número de pacientes hospitalizados, número de pacientes mortos.

Páginas