Está aqui

Opinião

Não é louco?

Não é louco? Como o tempo passa tão depressa e eu permaneço sentada nesta pedra que tanto marca a minha pele? Não é fascinante? Como o céu continua com o seu azul mais clarinho, embora as minhas emoções demostrem o contrário. Não é de outro mundo?

Decidi levantar-me.

O vento dança com o meu cabelo e deixo-os caírem num amor profundo. Os meus pés estão enterrados na terra e um castanho molhado com uma textura não agradável agarra o meu pé como eu te agarrava a ti.

Não é louco?

O espelho ficou em casa, eu não

Caro diretor e queridos leitores, 

Deixei o espelho em casa sem que ele tivesse que refletir ninguém, mas certamente estão acontecendo muitas coisas dentro dele, que saberemos quando voltarmos, dentro de alguns dias.

Eu precisava de viajar, não de fazer turismo.

O viajante é um peregrino não religioso.

A curiosidade que o move é respeitosa.

Ele quer fazer parte de algo que procura.

Ele também quer que seja uma jornada para dentro de si, para dentro do que ele já foi ou que gostaria de ser.

Ele quer ser mudado pela viagem e, por isso, vai.

Era uma vez uma couve que queria ser alface...

Era uma vez uma couve que queria ser alface porque o tempo é mais ameno no verão, mas que enquanto semente se enganou e acabou longe de casa a ser comida por um esquilo.

A importância do jogo no desenvolvimento das crianças

A exploração e a interação com o meio ambiente podem ser facilitadas através do jogo.

O jogo permite receber um conjunto de sensações corporais e executar vários movimentos que facilitam o desenvolvimento das capacidades das crianças (e.g., cognitivas, físicas, emocionais ou sociais) e transformam o comportamento motor dos mais pequenos ao longo do seu ciclo de vida. Jogos simples de “faz de conta”, de simulação, de contacto físico, de exploração ao ar livre, com recurso a manipulação e exploração das propriedades de objetos, são promotores deste tipo de desenvolvimento.

O conto de um sapato que fugiu...

O conto de um sapato

que fugiu

do

dono

a sete

pés

e perdeu o

irmão gémeo

Sabia que a primeira reunião dos capitães de abril decorreu no Alentejo?

A primeira reunião dos capitães de abril decorreu a 9 de setembro de 1973 no Monte do Sobral em Alcáçovas / concelho de Viana do Alentejo

No dia 9 de setembro de 1973, há precisamente 48 anos, decorreu a primeira reunião que juntou os capitães de abril.

Segundo relatos dos seus principais intervenientes, o ponto de encontro ocorreu nos jardins do Templo de Diana, em Évora, mas porque o local era demasiado visível, deslocaram-se para o Monte Sobral, uma quinta de Alcáçovas, concelho de Viana do Alentejo.

A minha aldeia

Vinte e cinco casas

três ruas

duas travessas

o largo da igreja

o sino que toca, de hora em hora,

descansa na madrugada silenciosa.

 

Há sons que caminham

pelas estradas não alcatroadas,

de terra batida, de calçada.

 

O eco desafia a velocidade do som

e repete-se, repete-se, repete-se

até que as velhinhas entendam

à segunda ou à terceira vez

a vida citadina dos seus filhos

que o sonho desfez.

 

Aqui o céu está mais perto da terra

11 de setembro de 2001 - "America under attack"

Atacaram as torres gémeas e derrubaram o sentimento ilusório de segurança no Ocidente.

Há 20 anos, às 8:46h (13:46h hora de Lisboa) o voo 11 da companhia americana “American Airlines”, com destino inicial para Los Angeles, embateu na Torre Norte do World Trade Center (WTC).

O avião, que tinha levantado voo às 7.59h, em Boston, levava a bordo 11 membros da tripulação e 81 passageiros, 5 dos quais terroristas. Pouco depois, ainda sem que o mundo dispusesse destas informações.

A história de uma princesa que...

... queria ser uma fada madrinha e acabou por ser um pirilampo porque chocou contra um cabo elétrico e ficou quase que como electrocutada.

Era uma vez uma história que junta muitos elementos. Era uma vez um conto de fadas, ou melhor, uma princesa que queria ser fada em vez de ser princesa e que teve um final trágico. Bem, certamente já tereis percebido pelo título o desfecho final da nossa história.

Realmente, quem se lembra de escrever uma crónica ou mini conto e conta logo no título tudo o que vai acontecer? Eu!

A importância dos 542 anos Tratado das Alcáçovas

O Tratado das Alcáçovas é provavelmente o primeiro tratado de paz escrito em toda a Humanidade. Não só tem essa relevância histórica, como é um dos primeiros documentos promotor da globalização.

Temos a sorte de ter sido celebrado em Alcáçovas. Esse grande acontecimento com data de 4 de setembro de 1479, está umbilicalmente ligado às epopeias dos descobrimentos, e merece ser bem tratado. Merece relevância nacional e internacional, ao mesmo nível que, há muito tem, o Tratado de Tordesilhas.

Páginas