3 Novembro 2019      11:48

Está aqui

Woodstock vive (!) nos tempos de Donald Trump

Pelos padrões de 2019, o nome infame de Ronald Reagan leva, apesar de tudo, a memória colectiva para uma época de normalidade (talvez regularidade seja melhor palavra). Mas centremo-nos na infâmia: esta não remete exclusivamente para os anos subsequentes a 1980, quando foi eleito Presidente dos EUA, mas também para o final dos anos 60, quando defendeu com unhas e dentes o recrutamento em força na Califórnia, da qual era Governador (não, não foi Schwarzenegger o primeiro actor com parcos recursos dramáticos a ocupar o lugar – sendo que, felizmente, pouco mais os aproxima). Enviar jovens de 20 anos com poucos meios económicos para o inferno do Vietname tornou-se numa missão de vida, que curiosamente não continuou enquanto Presidente (é do tempo de Reagan a implementação definitiva da militarização profissional, depois de avanços e recuos nas décadas anteriores, ao sabor das guerras); mais cedo ou mais tarde, raciocínios eficazes percebem que não é preciso obrigar ninguém a fazer nada, basta acicatar os instintos certos de um certo tipo de homens.

Woodstock: Joan Baez subiu ao palco perto da uma da manhã, na madrugada de sexta para sábado, 16 de agosto, na companhia de Richard Festinger e Jeffrey Shurtleff (que a seguiu na voz); os três de guitarra em punho, como convinha ao tempo e ao modo. Uma das canções que então tocaram, He`s A Drug Store Truck Drivin` Man, foi dedicada com a dose certa de ironia cínica ao então futuro POTUS.

E que pena que tal momento de puro delírio, já com 50 anos, não possa ser visto em tempo real como espelho dos dias de hoje, enfim, como reflexo límpido (cintilante e sincero) através de uma ligação directa ao presente de Donald Trump.

Mais uma razão para a existência física de Buracos de Verme. Dentro de 2.500.000 anos alguns estarão cá para ver… E já não importará, pois nesse tempo já o timing ou o mundo se perderam.

-

"He's a drug store truck drivin' man
He's the head of the Ku Klux Klan
When summer comes rolling around
We'll be lucky to get out of town

He's been like a father to me
He's like the only DJ you can hear after three
And I'm an all night singer in a country band
And if he don't like me, he don't understand

....

 

He's got him a house on the hill
And he can play country records till you've had your fill
He's a lawmans' friend, he's an all night DJ
Sure don't think much like the records he plays

....

 

He don't like resistance I know
And he said it last night on a big TV show
And he's got him a medal he won in the war
It weighs five hundred pounds and it sleeps by the door"

 

 

Imagem de bethelwoodscenter.org

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.