Está aqui

Arte

Santiago do Cacém dedica mural aos peregrinos de Santiago

A primeira fase do mural dedicado aos Caminhos de Santiago, em Santiago do Cacém, já concluída a sua primeira fase.

Da autoria da pintora Madalena Patrício Palminha - também ela peregrina - a homenagem ao Caminho e aos seus Caminhantes está a ser desenvolvida na entrada sul de Santiago do Cacém, local onde tem início a rota dos Caminhos de Santiago na cidade.

Florbela Espanca inspira residência artística em Évora

A Vida e a Morte é a 2ª edição do projeto Residências Artísticas e que reúne 8 jovens artistas mulheres das Artes Visuais numa residência artística de 10 dias, tendo como base de criação a vida e obra da autora Florbela Espanca.

A inauguração da exposição dos trabalhos ocorreu a 1 de outubro no Mercado Municipal de Évora, onde as obras serão expostas até 31 de dezembro do mesmo ano.

As artistas residentes foram Alexandra Barbosa, Beatriz Domingues, Catarina Real, Francisca Sousa, Laura Calado e as alentejanas Filipa Jaques, Joana Piçarra e Joana Calhau.

 

Alvito liga arte, ciência e ecologia no Festival Encontros

O Festival Encontros, organizado pelo Clube da Natureza de Alvito, vai realizar-se nos próximos dias 15 e 16 de outubro no castelo, biblioteca e diversos espaços do centro histórico daquela vila alentejana, numa programação que liga a arte, a ciência e a ecologia.

Era uma vez uma couve que queria ser alface...

Era uma vez uma couve que queria ser alface porque o tempo é mais ameno no verão, mas que enquanto semente se enganou e acabou longe de casa a ser comida por um esquilo.

Évora é palco de arte e cultura com evento “Dias Ibero-Americanos”

A iniciativa “Dias Ibero-Americanos”, da Fundação Eugénio de Almeida (FEA), vai decorrer em Évora, no Centro de Arte e Cultura (CAC) da fundação, a partir de hoje, quarta-feira, revela a agência Lusa.

O evento, promovido por este centro da FEA dedicado à arte contemporânea, tem lugar numa altura em que está patente no espaço a exposição “Do outro lado – A coleção ibero-americana do MEIAC”.

Terras sem Sombra celebra cestaria em Ferreira do Alentejo

O premiado “Festival Terras sem Sombra” continua a querer revelar o melhor do Alentejo e a espalhar e promover cultura.

Desta vez, de 4 a 5 de setembro, será o concelho de Ferreira do Alentejo a receber um programa cultural que tem um dos seus pontos altos num recital de piano por Laurence Aligangade, no Lagar do Marmelo (obra do arquiteto Ricardo Bak Gordon), em Figueira dos Cavaleiros, a 4 de setembro, pelas 21h30.

Viana do Alentejo “Entre Cores e Linhas”

Até dia 10 de outubro, Viana do Alentejo está “Entre Cores e Linhas”.

Esta é uma exposição de Micéu Nunes, patente no castelo da vila alentejana, apresenta um conjunto de telas onde se destacam as cores ímpares de África que determinam a intensidade cromática das suas obras que para além da visão, exploram outros sentidos.

A artista é natural de Moçambique e licenciada em Ciências da Educação e Design de Interiores e Equipamento Geral do I.A.D.E, foi professora de Educação Visual e leciona agora na Universidade Sénior do Torrão, no concelho de Alcácer do Sal.

Mural D’Aires recuperado em Viana do Alentejo

O Mural D’Aires, à entrada de Viana do Alentejo, e que é uma alusão ao reconhecido santuário da vila alentejana, está a ser recuperado pela autarquia.

O Município de Viana do Alentejo está a proceder a trabalhos de manutenção deste mural que é um  “cartão-de-visita”  e tão bem reflete as tradições locais como a fé, a devoção, a peregrinação até ao Santuário de N.ª Sr.ª D’Aires a pé ou a cavalo, a história, o património e a cultura, foi criado em 2018 pelo fotógrafo André Boto, o primeiro português eleito fotógrafo europeu do ano, em 2010, pela Federação Europeia de Fotografia.

Artistas e criativos estão a “transportar arte” para freguesias de Évora

Um total de 23 artistas e criativos está a “transportar arte” para seis freguesias do concelho de Évora, a maioria rurais, através a dinamização de oficinas, para a tornar “acessível a todos”, adianta a Lusa.

De acordo com a coordenadora do projeto, Rita Piteira, “são artistas de várias áreas criativas que se propõem a transportar arte e a gerar acesso em territórios onde ela não chega com tanta facilidade”.

Ana Hatherly, Cruzeiro Seixas, Pedro Calapez e muitos outros expostos em Beja

No novo centro cultural em Beja está patente a partir de hoje uma exposição da Culturgest e com obras de mais de 30 artistas.

Ana Hatherly, Helena Almeida, Cruzeiro Seixas, Dayana Lucas, Jorge Vieira ou Pedro Calapez, são alguns dos artistas expostos no Centro de Arqueologia e Artes de Beja - fruto de um investimento de cerca de três milhões de euros - nesta exposição intitulada “Cangiante – a partir da Coleção da Caixa Geral de Depósitos”, promovida pela Culturgest numa parceria com a Câmara de Beja.

Páginas