Está aqui

Política

Falta de investimentos em infraestruturas científicas e tecnológicas

O Governo devia ter adotado medidas que permitissem o arranque de investimentos em infraestruturas científicas e tecnológicas.

Esta matéria é decisiva para o País.

Assunção Cristas está hoje em Beja para apresentar cabeça-de-lista

Esta noite, pelas 21h, no Beja Parque Hotel, a líder máxima do CDS-PP, Assunção Cristas, apresentará oficialmente a cabeça-de-lista do CDS-PP pelo distrito de Beja às próximas legislativas.

A escolha dos centristas para encabeçar a lista por Beja foi Inês Palma Teixeira, empresária criada em Beja e que reside em Cascais.

 

Imagem de static.lvengine.net

CDS já escolheu candidatos a deputados para o Alentejo

Depois de termos conhecido os nomes da CDU que vão encabeçar as listas pelos círculos eleitorais alentejanos nas próximas eleições legislativas, foi agora a vez do CDS apresentar os seus candidatos.

Assunção Cristas anunciou os candidatos e, quando chegar o dia das eleições, a 6 de outubro, espera chegar aos 18 deputados conseguidos em 2015.

Nesta nova lista, há 14 novos cabeças de lista; no Alentejo, em Portalegre, será José Manuel Rato Nunes o candidato. Em Évora e Beja os candidatos serão Paulo Pessoa de Carvalho e Inês Palma Teixeira, respetivamente.

As alterações climáticas - a urgência em intervir

"Se cada um varresse a calçada da sua casa, no fim do dia a rua toda estaria limpa." - Jean Vien Jean

 

Como resultado do relatório especial sobre o clima, o Painel Intergovernamental para as Alterações Climáticas, foi lançado um enorme alerta à humanidade sobre a gravidade da situação existente.

Já sabemos o discurso do Presidente da República

No seu discurso do 10 de junho, Marcelo Rebelo de Sousa, dedicará o tema à exaltação do povo e de Portugal, e refere o facto de sermos uma pátria de caráter “universal”.

Nos discursos de Marcelo, “Portugal” será mesmo a palavra mais usada: 20 vezes nas cerimónias militares e 51 no discurso para os portugueses e lusodescendentes no estrangeiro. Segue-se “povo” e “pátria”, repetidas 21 e 12 vezes, respetivamente.

A campanha

No exato dia em que se iniciou a campanha para as Europeias, Olinda Serpentina tomou uma decisão. Era importante participar ativamente na campanha para as eleições de quem toda a gente falava. O seu dever cívico de mulher alentejana e comprometida com causas, diversas, independentemente da sua finalidade, desde que fossem boas e corretas, falou mais alto e gritou-lhe ao ouvido até. Olinda Serpentina tinha de participar na campanha eleitoral. Era imperativo que defendesse as ideologias que estavam em jogo. Tinha de ser mesmo. Não fazia sentido de outra maneira.

Porque o voto “ainda” é uma arma

Sabendo que nenhuma questão responde a todas as outras, o levantamento de algumas interrogações, a que tenho assistido nesta campanha eleitoral, para além de nada esclarecer, só contribuem para desinformar e lançar duvidas que, pouco ou nada, têm a ver com o momento que vivemos. Apresentando o nosso tempo grandes vulnerabilidades e, continuando a viver em sociedades marcadas pelas desigualdades, os esclarecimentos tornam-se fundamentais para o clarificar de posições.

Hoje já se vota em Évora com Secretária de Estado a assistir

Esta tarde, em Évora, a Secretária de Estado Adjunta e da Administração Interna, Gabriela Oneto, irá assistir - na Escola Secundária André de Gouveia - a uma simulação de eleições e que irá testar o voto eletrónico, em estreia nacional no próximo fim de semana, aquando da realização das eleições para o Parlamento Europeu.

O Governo mentiu e fez um golpe de teatro de má qualidade

Relativamente ao tempo de serviço dos professores e toda a crise política que se instalou em torno do tema, não passou de uma farsa e de uma enorme mentira promovida pelo Sr. Primeiro-ministro.

É talvez a maior farsa que eu já vivi em termos políticos. Note-se bem, o Governo votou contra a reposição integral do tempo de serviço dos professores, reposição essa que tinha negociado e aprovado nos últimos orçamentos do Estado. Negociada obviamente com os partidos que ao longo destes anos dera suporte ao Governo (PS, BE, PCP e PEV).

No meio de um furação político, António Costa mantém agenda e vem ao Alentejo

Com a sombra de demissão do Governo a pairar no ar, o Primeiro-Ministro, e também líder socialista, António Costa, estará hoje pelo Alentejo em campanha eleitoral.

Páginas