Está aqui

Política

Jornadas do PCP arrancam hoje em Beja

As jornadas parlamentares do PCP começam hoje, segunda-feira, em Beja. Com uma duração de dois dias, o evento focar-se-á nos direitos laborais, sociais e culturais, com iniciativas ligadas à ferrovia, saúde, produção agrícola ou infraestruturas.

De acordo com a agência Lusa, o PCP começa as suas jornadas parlamentares com uma viagem de comboio entre o Pragal e Beja, durante a qual os deputados comunistas Paula Santos e Bruno Dias vão conversar com utentes e trabalhadores sobre “o plano nacional da ferrovia e os investimentos que são necessários realizar”.

Uma crise política. Uma tradição que se rompe!

As derrotas do Partido do Socialista nas legislativas que ocorreram nas últimas duas décadas estiveram associadas a desastres económicos. Esta situação quase passou a ser considerada uma tradição.

Lembramos as situações do famoso «Pântano» de António Guterres e da «Banca Rota» deixada por José Sócrates.

Elvas recebe ministros da Educação de Portugal e Espanha

O ministro da Educação de Portugal, João Costa, e a ministra da Educação de Espanha, Pilar Alegría, vão encontrar-se em Elvas na próxima quarta-feira, 18 de janeiro, noticia o jornal Linhas de Elvas.

Apesar de ainda não ser conhecida a agenda, esta deverá passar pela discussão de vários temas relacionados com a atualidade da Educação e do Ensino nos dois países.

O jornal destaca ainda que esta visita marca o regresso a um concelho já conhecido pelo ministro João Costa, que, a propósito do projeto PAR, esteve, no ano passado, na Escola Básica de Vila Boim.

 

Os portugueses vão perder a paciência com António Costa

São 10 demissões em nove meses. Para um Governo com maioria absoluta é obra! Tivemos novas mexidas na orgânica e um reforço do perfil político. Tenho dúvidas que seja suficiente para estancar a sangria de casos e saídas.

Este governo tem estado sujeito a inúmeras polémicas: desde a opção de Pedro Nuno Santos pela localização do novo aeroporto de Lisboa até às incompatibilidades apresentadas por diversos membros do executivo, passando pelo caos nas urgências hospitalares, que levaram à demissão da então ministra da Saúde, Marta Temido. São casos e mais casos dentro do Governo.

A nobreza da política, muitas vezes deitada à lama...

De uma forma um tanto ou quanto inesperada, iniciei funções políticas em outubro do ano passado. Não sendo um “político profissional”, estes meses têm sido de aprendizagem e de adaptação a uma nova realidade. No entanto, a vontade de participar activamente em termos de serviço público sempre esteve presente.

Jerónimo de Sousa, o constituinte

por Alexandre Carvalho

 

Partiu provavelmente o deputado mais conhecido, e como a maioria do país é apolítica, esse conhecimento fraternal é relevante.

Presidente da Câmara de Vendas Novas considera “irresponsável” o chumbo do orçamento

Luís Dias, presidente da Câmara Municipal de Vendas Novas, eleito pelo PS, considerou, ontem, uma “enorme irresponsabilidade” o chumbo do orçamento municipal para o próximo ano por parte da oposição do PSD e da CDU.

“É de uma enorme irresponsabilidade o chumbo do orçamento que enquadra um ano que já se prevê particularmente difícil, com a subida da inflação, das matérias-primas e do custo de vida, que afeta as famílias e também a câmara municipal”, afirmou o presidente, citado pela agência Lusa.

Presidente da Câmara de Estremoz antevê dificuldades depois do chumbo do orçamento

José Daniel Sádio, presidente da Câmara Municipal de Estremoz, alertou durante o dia de ontem, 1 de dezembro, para as dificuldades que o município vai ter de enfrentar devido ao chumbo da proposta de orçamento municipal para o próximo ano pela oposição.

“O chumbo de um orçamento não é uma brincadeira. Os que andam na política, com mais ou menos experiência, têm de ter responsabilidade e a consciência do problema que colocam em cima, não só do executivo, mas de Estremoz”, disse o autarca do PS, citado pela agência Lusa.

A importância estratégica da TAP

Independentemente como cada um de nós avalia a TAP, a transportadora aérea portuguesa é uma empresa de enorme importância estratégica para Portugal e representa o país no mundo inteiro. Especialmente nos países de língua portuguesa.

Basta estar num país com fortes relações com Portugal (como é o caso do Brasil) para perceber a importância da TAP. A TAP deve estar umbilicalmente ligada á estratégia do País. Desde que obviamente esta estratégia exista.

O erro de Marcelo

Recentemente o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, apresentou um «aviso» público (digamos que um raspanete) à Ministra da Coesão, Ana Abrunhosa, acerca da execução dos fundos europeus.

«Não lhe perdoo» avisou o Presidente da República, «caso venha a descobrir que a taxa de execução dos fundos não é aquela que deve ser». Chegou mesmo a dizer que se não correr bem, vai ter mesmo um dia infeliz.

Páginas