30 Dezembro 2018      13:38

Está aqui

Um atraso estruturante

(O atraso mental estruturante) – (ou a perturbação e pele de galinha) – (ou o empreendedorismo híper-democrático versão youtuber):

 

Encontro de alienígenas – Sábado à noite –

Será que por uma vez podemos dizer que vivemos tempos estranhos sem incorrer num óbvio e recorrente exagero? Sim, podemos e devemos dizer que sim, afinal o caso é extremo.

Crescemos numa época onde o atraso mental estava directamente ligado a uma disfunção cognitiva. Havia algures uma falha que desequilibrava os termos, digamos que um balançar excessivo e não manobrável – Que não permitia caminhar pela estrada que os demais (uma boa parte – a maior parte) reconheciam como o caminho mais lógico. Aparecia em toda a parte como convidado inesperado, tal como a Morte para Jim Morrison, se nos é permitido usar livremente as palavras de um excessivamente são (pois também os há): ele mesmo. Imponderável, a solicitar o nosso amor sempre que necessário. Amor desmesurado no caso que mais nos importa.

Nesses tempos (para quem neles foi educado), não se poderia vislumbrar um mundo em que o atraso mental viesse a ser a estrada para sucesso. Condição inimitável para lá do horizonte de eventos.

Agora, visto de fora, com a mais do que compreensível incredulidade estampada no rosto, animais atormentados que nos tornámos (os de antes), enfim, o navio dos loucos aparenta estar totalmente descontrolado, só que mais ninguém nota. O atraso mental tornou-se constitutivo, estruturou-se, por assim dizer.

O que permite perceber padrões e tirar uma ou outra conclusão:

O atraso mental estruturante dá votos, o atraso mental estruturante dá likes, o atraso mental estruturante dá visualizações, o atraso mental estruturante empurra na direcção do infinito e mais além, e o sujeito de uma das causas não é distinguível do da outra, seja ela qual for. O atraso mental estruturante volatilizou as hierarquias e os graus de importância.

Há algo de espontâneo / inconsciente no comportamento padrão que podemos divisar, mas não mecânico em sentido estrito; digamos que, dada a repetição abstrusa de gestos e sons, e porque estes provêm de seres orgânicos, tal parece evidenciar uma (re)aproximação ao macaco.

 

Imagem de plantaojti.com.br

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.