Está aqui

Fundos Comunitários

Bombeiros do Torrão ganharam um quartel novo

Já foi inaugurado e está em funcionamento o novo quartel dos Bombeiros Mistos do Torrão e que surge de um projeto da Câmara Municipal de Alcácer do Sal e que foi cofinanciado em 85% por Fundos Comunitários.

que financiou também a totalidade da sua construção com 21.678 euros.

Alvo de obras de ampliação, o quartel que é praticamente novo, teve um custo total de custo 144.514,41 euros e financiada em 85 por cento por fundos comunitários, sendo os restantes com 21.678,00 euros pagos integralmente pelo município.

A execução de Fundos Comunitários é muito poucochinha

Uma informação errada e extremamente preocupante que o Governo português tem tentado fazer passar, tem a ver com a execução do Portugal 2020 e de alguns dos seus Programas Operacionais (Temáticos/nacionais e Regionais).

Já passaram 5 anos e a taxa de execução é de 32,6%. Já passaram os anos de 2014, 2015, 2016, 2017 e 2018 e nem um terço do Acordo Parceria se encontra executado. É a pior execução de sempre! De todos os Quadros Comunitários de Apoio.

Esta execução vem demonstrar com toda a clareza porque é que o investimento em Portugal bate recordes históricos negativos.

Património: Campo Maior é o maior investimento do Alentejo 2020

A requalificação da fortificação abaluartada é a maior obra de recuperação do património no âmbito do Alentejo 2020, como referiu o ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, em visita ao local, e que se fez também acompanhar do secretário de Estado do Desenvolvimento e Coesão, Nelson de Souza.

A recuperação das muralhas campomaiorenses representa um investimento de 5 milhões de euros, o maior de entre um total de 60 milhões de euros do Alentejo 2020 na área do Património.

Campo Maior: Turismo e Património na agenda para 2030

No dia 2 de fevereiro, no Centro Cultural de Campo Maior, decorrerá o Fórum “Pensar Campo Maior 2030” e que é subordinado ao tema “Turismo e Património – Desafios e Oportunidades do Alentejo”.

Esta iniciativa pretende ser um espaço de debate e reflexão coletiva e de onde possam surgir contributos para esclarecer e marcar os melhores caminhos para o desenvolvimento do concelho na próxima década, até final da atribuição de dos fundos comunitários.

Beja com mais um parque de estacionamento e parquímetros com horário reduzido

Foi submetida, este mês, uma nova candidatura da autarquia de Beja para a construção de um novo parque de estacionamento, junto à Estação Ferroviária.

Orçado em 88.614 euros - cofinanciado pelo Programa Operacional Regional Alentejo 2020 – e de acordo com o executivo liderado por Paulo Arsénio, este parque vai facilitar a vida a todos os que utilizam a estação ferroviária da cidade e é de muita importância na mobilidade da população residente e dos visitantes, dada a sua localização, muito próxima de vias diretas ao centro da cidade.

Aljustrel investe 5ME para apoiar empresas

São quase cinco milhões de euros aqueles que a Câmara de Aljustrel vai investir em quatro projetos de áreas de acolhimento de empresas no concelho.

Entre os investimentos encontram-se a expansão da Área de Acolhimento Empresarial e a criação do Centro de Negócios da vila de Aljustrel, orçados em 2,2 milhões de euros e de 1,1 milhões de euros, respetivamente.

A estes, juntam-se a criação da Área de Acolhimento Empresarial da vila de Ervidel, de 996 mil euros, e a requalificação da Área de Acolhimento Empresarial da aldeia de S. João de Negrilhos - 576 mil euros.

Aljustrel, Castro Verde e Castelo de Vide com fortes apostas no setor empresarial

É o maior investimento de sempre no concelho apoiado por fundos comunitários; são cerca de 5 milhões de euros que Aljustrel viu aprovados quatro projetos para áreas de acolhimento empresarial e incubadoras não tecnológicas.

Após o sinal positivo da Comissão Diretiva do Alentejo, estes projetos seguem a estratégia da autarquia de Nelson Brito para a inovação e promoção da atividade empresarial no concelho através da promoção e apoio ao empreendedorismo com base na criação de um ecossistema favorável ao desenvolvimento da atividade empresarial.

Serpa investe 1,2 milhões de euros na rede museológica

O município de Serpa vai investir mais 1,2 milhões de euros na valorização e ampliação da sua rede museológica.

Quase a finalizar os trabalhos de requalificação e melhoramento da Galeria Municipal de Arte Contemporânea, a autarquia deu já início à requalificação do Museu Municipal de Etnografia, orçada em 412 mil euros, num investimento que surge apoiado por fundos comunitários, e que se prevê abra portas em 2020.

Reprogramação do ALENTEJO 2020 aprovada

Já se realizou a reunião do Comité de Acompanhamento do Alentejo 2020 – a nona – e foi aprovado pelos membros deste Comité, o documento de reprogramação do Alentejo 2020.

Páginas