Está aqui

Sociedade

Tempo sem senso

O tempo mandou avisar que leva tudo, insistindo que nem o que parece cruel o é. Que tudo acabará por ter um sentido, por mais impiedoso que pareça.

Deito-me com o olhar dirigido para as nuvens, que formando desenhos inconstantes, parecem dançar com o azul claro do céu. Isso é bom, certo? Está claro simbolizando tranquilidade. Fecho os olhos e quem está a nadar agora sou eu. É a minha vez de sonhar com um mundo utópico; será que ele chegará para mim?

És um abutre!

Esta é a história de Feliciano Fortunato da Silva Feliz. Não é uma história qualquer, mas uma fábula que procura apelar ao vosso sentido de compaixão mais profundo por uma criatura que apesar do nome, foi sempre o oposto. Nascido abutre, era tão feio como a própria ave. Tinha no seu bico e face todas as características negativas que faziam dele temível. Nasceu careca e sem penas. Dotado apenas de uma leve penugem, as penas lá foram crescendo. Em todos os lugares menos na cabeça. Sempre foi discriminado, por todos.

Alentejo coberto com rede de alerta de radioatividade

O Alentejo estará também coberto por uma rede de alerta de radioatividade que irá cobrir o território nacional continental.

Serão 24 estações fixas as que, até final deste ano, vão garantir a monitorização de radioatividade no ar e na água, neste caso, nos três principais rios nacionais, cobrindo o norte, centro e sul do país.

Esta rede, a RADNET, é gerida pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e as estações vão medir em contínuo a radiação gama (radiação eletromagnética, a mais perigosa para o ser humano, geralmente associada à energia nuclear) no ar.

Cientifique-se a Política

Se é verdade que conhecimento é poder, é verdade que Ciência e Política têm naturezas e propósitos distintos, porém, indissociáveis. Enquanto que a finalidade científica é a de acumulação de conhecimento, a finalidade política é a de atribuição de valor a esse conhecimento, alocando-o à luz de ideologias e questões filosóficas, sociais, culturais, económicas e tecnológicas. A malha que cientistas e políticos tecem em conjunto é o derradeiro capital social e económico que determina a prosperidade dos países.

A escola que sobra depois da pandemia

Sobre a escola e a educação, depois da pandemia, há uma pergunta que sobressai: Haverá equidade na Educação, em Portugal, depois de 2020?

Parece que a longa quarentena, que foi muito útil para fazer arrumações em tantos lares, não terá sido assim tão útil para outras arrumações.

Somos todos agentes de saúde pública

“Tu és um agente de saúde pública” esta é a mensagem base da nova estratégia de comunicação da Direção Geral de Saúde (DGS) e que pretende explicar novamente que cuidados se devem ter nesta fase quase generalizada de desconfinamento, quer seja nos ambientes laborais, quer seja na vida privada com a necessidade de resistir à vontade de organizar e frequentar festas ou de reinventar os momentos de lazer.

A campanha estará disponível a curto prazo e contou com as vozes de Rui Unas e Catarina Miranda nos spots, tendo o dedo da agência de publicidade Addmore.

Covid-19: multas e novas regras já estão em vigor

Entra já em vigor, este sábado, a aplicação das contraordenações por incumprimento das práticas sociais que visam conter a pandemia da Covid-1, após a publicação, ontem, em Diário da República, do decreto-lei as regulamenta.

Mantodea

Chamava-se Mantodea. Tinha 28 anos e um curso universitário. Era uma criatura de pernas longas e um vestido verde longo de gala, uma mulher linda! Sabia que o era. E fazia uso disso. Mantodea depois de acabar o curso mudou de cidade e foi viver para o Algarve. Antes, em Beja, sempre fora uma rapariga discreta. Numa cidade de insectos, Mantodea fez o seu percurso de forma muito discreta. Andou de um lado para o outro e em Beja era uma pessoa que passava despercebida. Nunca ninguém notou que Mantodea era, verdadeiramente, uma assassina. Nem eu sabia.

Covid-19: Estragaram tudo e em pouco tempo

O País viveu cerca de mês e meio em estado de emergência, seguidos de dois meses em estado de calamidade. Será que os resultados são bons? Já estamos a entrar no verão, o qual trás associado o período de gozo de férias e a época de visita de muitos turísticas, a vinda dos nossos emigrantes, mas também a abertura de fronteiras. Será que estamos preparados para esta nova e diferente etapa?

Temperaturas outra vez a subir no Alentejo

Depois da quebra de temperatura que se sentiu desde quarta-feira, este fim de semana os termómetros voltam a subir e podem chegar perto dos 40ºC no Alentejo, de acordo com as previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Páginas