Está aqui

Sociedade

Lutaram com a Lei – e a Lei esmagou-os

Quando uma canção passa por nós e a perdemos de vista, sabemos que acabará por voltar – quando tal acontecer, como as águas do rio, já não vai encontrar a mesma pessoa.

-

I Fought the Law (Bobby Fuller)

I'm breakin' rocks in the hot sun

I fought the law and the law won

I fought the law and the law won

Robbin' people with a six-gun

I fought the law and the law won

I fought the law and the law won

-

Coelhinho da Páscoa

Porque escrever sobre um coelhinho da páscoa? Resposta difícil, de longo e largo espectro, como alguns antibióticos. Tentarei responder, decifrando algumas das mais impressionantes histórias e narrativas que a propósito dos coelhinhos da Páscoa foram escritas e contadas. Desde tempos imemoráveis, quando ainda não se escrevia, quando ainda era a oralidade que contava, os coelhinhos da páscoa fazem parte do imaginário coletivo.

Évora: Corrida e Caminhada pelas crianças com cancro

“Acreditar faz-me mais forte” é o lema do Projeto Acreditar – Associação de Pais e Amigos de Crianças com Cancro, criada em 1994, e que no próximo dia 30 de agosto (quinta-feira) vai ser ajudada, em Évora, através de uma caminhada e corrida, a partir das 21h30, na Praça de Giraldo.

Deu o corpo às balas

O guarda-redes deu, literalmente, o corpo às balas.

Foi assim que o comentador de um canal de televisão se referiu à defesa corajosa do guarda-redes do Peru num jogo do mundial de futebol.

Todos sabemos que o mundo da bola é prodigo em dribles à gramática, mas este é um drible que está na moda, um drible que chega às quatro linhas de Portugal inteiro.

Mas é uma finta dramática, daquelas que partem os rins aos defensores da língua portuguesa.

Pedreiras de Borba e Vila Viçosa assaltadas

Aconteceram, esta quarta-feira, diversos assaltos a pedreiras dos concelhos de Borba e Vila Viçosa e que visaram o roubo de cabos de cobre.

Não é a primeira vez que acontecem assaltos nestes concelhos para roubar cobre sendo que, esta leva de assaltos mais recente, deixaram mesmo inoperacional uma das empresas extratoras e com um prejuízo na ordem dos 120 mil euros.

As forças de segurança estão a par da situação, mas não há detidos até ao momento.

 

Imagem de amantesdeviagens.com

 

 

Ateísmo e pessimismo, uma coabitação necessária…e conveniente

O multifacetado George H. Smith (norte-americano, nascido no Japão ocupado em 1949), escritor, orador, académico, notório ateu e libertário, coloca a racionalidade na vanguarda da frente de combate contra o efeito religioso, e fá-lo razoavelmente bem na sua obra mais famosa, Atheism - The Case Against God. Dá para todos os lados por igual, aparentando a distância necessária que permite a discussão em termos precisos (i.e., a validação pela norma do método), mas tudo se resume a uma lógica tão evidente quanto vulgar:

Tribunal de Beja e Doutoramentos nos Politécnicos são “passos positivos”

O deputado socialista Pedro do Carmo – eleito pelo círculo de Beja – considera que os avanços para a construção do novo Tribunal de Beja e os Doutoramentos nos Politécnicos são “Passos positivos”.

Após a autorização da despesa de cerca de quatro milhões de euros para a construção do novo Palácio de Justiça de Beja, em comunicado enviado à redação, o deputado alentejano considera que “estão assim criadas condições para o lançamento do concurso público para a celebração do respetivo contrato de empreitada”.

Quando a cinza substitui o pó, as coisas deixam de fazer sentido. As gotas de água não o transformam em barro, nem servem para colar ou construir algo novo. As gotas de água não chegam a tocar o pó do chão.

NO

Filme “NO” (2012)

Foram Farpas, onde se disse sobre SI, NO e, ainda, milagres que nunca o foram.

Esclareça-se: o milagre é económico, e refere-se ao Chile nos tempos de Pinochet, que insuportavelmente haveria de morrer de velho.

Resposta exige-se.

Porquê?

Extrato bancário

Olha, sabes quando nos conhecemos? Lembras-te desse momento? Eu era o funcionário do Banco e tu eras a menina doce e gentil de olhos azuis, que timidamente se aproximou do balcão para fazer um depósito em euros e trocar um cheque da segurança social, ou das Finanças, já não me lembro bem. Parece que no momento em que te via a minha gravata saltou do lugar e transformou-se numa serpente encantada que dançava ao som da música surda que tu emanavas dos teus olhos e da tua pele. Lembras-te?

Páginas