Está aqui

Sociedade

Leviatã

Há muitos, muitos, anos atrás, quando ainda não havia escrita, escrevia-se com os dedos nas paredes das grutas, coisas como animais e desenhos, pessoas, nuvens, sois. Enfim, escrevia-se só aquilo que se via. Não se sonhava muito nessa altura. As pessoas que sonhavam à noite, tinham mais pesadelos e os sonhos maus eram sobre objetos, monstros ou coisas correntes. Ninguém sonhava com filmes. Na época não havia filmes nem cinema. Nem livros havia. Já tinha dito acima que não havia escrita.

711 anos de Sextas 13, Ignorância e Fanatismo

Foi a 13 de outubro de 1307, numa sexta-feira, que teve início, em França, a perseguição aos Templários, por ordem do rei de França, Filipe IV, “o Belo” e com a anuência e apoio do Papa Clemente V.

Depois de 188 anos em Jerusalém, a marcar a presença Cristã e a proteger os peregrinos, foram acusados de heresia pelo rei francês e foram perseguidos, torturados e mortos, passando as suas posses e bens para a coroa francesa e não sendo um “empecilho”na gestão política do Vaticano.

Vasilhas

A teoria predominante na época era a de contraciclo. Isto quer dizer que em vez de se encher as vasilhas, a ideia era esvaziá-las, derramá-las fazendo o maior barulho possível. Maria, mulher matulona, grande e cheia de energia, era a que trabalhava no negócio das vasilhas. Ela sabia o que fazia. Gritava vorazmente aos clientes e atraía a sua atenção. Arranjava assim clientes com fartura que compravam as vasilhas vazias. O reclamo funcionava. A gritaria sobrepunha-se à dos outros vendedores com iguais vasilhas.

Monte Novo

O Alentejo é uma região plana e longa na sua maioria, abruptamente interrompida por algumas montanhas a meio e no fim. No fim de cima e no fim de baixo. O Alentejo é cheio de cores, conforme o tempo em que o olhamos e a maneira como o encaramos. O Alentejo tem cidades, tem vilas, tem aldeias e tem montes, tem vidas e relações, gente igual e gente diferente.

O Aeroporto de Beja tem de ser uma âncora para o desenvolvimento do Alentejo

Há poucos dias atrás tive a oportunidade de colocar algumas questões ao Presidente Executivo da ANA - Aeroportos de Portugal sobre a falta de aproveitamento do Aeroporto de Beja.

Esta oportunidade não podia ser desperdiçada! Parecia-me fundamental tentar perceber, através de um dos principiais protagonistas do setor, qual o seu pensamento sobre esta matéria.

No sentido de tentar perceber o que é que a ANA pretende fazer com o Aeroporto do Beja, coloquei-lhe as seguintes questões:

1 - Há alguma aposta para passageiros?

2 - Há algum investimento nesse sentido?

O atlas espantadiço de Ayn Rand

Digo o que posso e devo, dadas as circunstâncias -

Começo por copiar da introdução de um texto anterior (e eis uma auto-citação):

“Ler um elevado número de excertos desse amontoado de páginas de pseudo-saber que é Atlas Shrugged, qualquer coisa como O Atlas Que Encolheu os Ombros e Foi à Vidinha Dele, de Ayn Rand, é uma experiência atroz (e contudo necessária) que pode afectar o precioso mecanismo das conexões cerebrais e causar danos permanentes.”

Fim de auto-citação.

Às pinguinhas

Toda a família fazia tudo às pinguinhas. Na casa, tudo começava e nada era acabado. Era uma família de meias coisas. A única até esse dia que tinham feito até ao fim, eram mesmo os filhos. Esses tinham acabado bem e eram meninos e meninas robustos e robustas. Eram quatro ao todo, dois moços e duas moças.

Não parece, mas acabou o verão e é tempo de recomeçar

O verão acabou! As temperaturas não o mostram - previsões de 40ºC para Évora e Beja – mas, no hemisfério norte, o Outono já começou, eram 2:54h.

Dizia Scott Fitzgerald em “O Grande Gatsby” que "a vida começa de novo quando fica crocante no outono”.

Pacheco Pereira

Pacheco Pereira: A devassa de um modo de vida sob a forma de homenagem (que o visado não precisa e, estamos certos, tão pouco ambiciona).

 

Pelo menos Pacheco Pereira (PP) diz o que pensa!

Diz o que diz para lá da conveniência partidária ou do, e aqui sejamos convenientes, espírito da sua época.

Não é escravo da direita ou da esquerda - não defende em exclusivo as posições que melhor se adequam a qualquer dessas tendências. E não se inibe de opiniões fortes, pelo que nem sempre o centro é o seu projecto.

Concelhos alentejanos unidos pela Igualdade de Género

No próximo 30 de setembro, Ferreira do Alentejo, Aljustrel, Castro Verde, Almodôvar e Ourique vão estar unidos na organização do Dia Intermunicipal para a Igualdade de Género, numa iniciativa que pretende sensibilizar a comunidade para a prática desportiva de vários tipos de modalidade de forma mais igualitária, entre homens e mulheres.

Páginas