28 Outubro 2019      18:50

Está aqui

Foral de Évora tinto e branco com nova imagem

A tradição da produção vinho em Évora e na sua região remonta a tempos imemoriais. A Fundação Eugénio de Almeida – Adega Cartuxa - quis honrar esta tradição vinícola e comemorar os 500 anos do Foral de Évora lançando no ano 2000 a primeira colheita do vinho Foral de Évora Tinto.

No rótulo o vinho Foral de Évora Tinto e Foral de Évora Branco (que surgiu dois anos depois) era representada uma imagem do brasão real de D. Manuel que outorgou o histórico Foral de Évora.

Em 2019, a Fundação Eugénio de Almeida decidiu atualizar o rótulo sem no entanto desvirtual o conceito primitivo, juntando o sabor da história à arte única de fazer vinho. Os novos rótulos - para os vinhos branco e tinto - apresentam cores mais suaves, com um design mais contemporâneo, abulindo elementos redundantes do rótulo anterior, como a repetição do brasão da cidade, harmonizou a paleta cromática, e introduziu o texto do foral manuelino.

Os vinhos Foral de Évora (branco e tinto) traduzem, na sua essência, o terroir de Évora. O Foral de Évora Tinto é produzido a partir das castas Trincadeira, Alicante Bouschet e Aragonez, e o Foral de Évora Branco a partir da casta Assario.

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.