Está aqui

Artigos publicados

Rescaldo Laranja

Este fim-de-semana decorreu o 37º congresso do PSD, que consagrou Rui Rio como Presidente do Partido e procedeu à eleição de órgãos nacionais.

Contrariamente ao que a comunicação social tem feito crer, Rui Rio alcançou uma importante vitória neste congresso. A vitória de se manter fiel ao que disse e prometeu na campanha para a liderança do Partido, a de tentar fazer com que o Partido não seja um grupo de amigos de alguém.

A HISTÓRIA REPETE-SE

Mais uma vez, num dia 10, todos ficámos parados em frente ao televisor a sofrer pela nossa selecção, pelos defensores da nossa bandeira.

Mais uma vez, todos sofremos com os inúmeros remates que teimavam em não entrar.

Mais uma vez o nosso coração abrandou quando vimos o melhor do mundo lesionar-se e ter que abandonar o jogo.

Mais uma vez as palavras Portugal é campeão europeu voltaram a repetir-se.

À JUSTIÇA O QUE É DA JUSTIÇA

Já por diversas vezes me tenho pronunciado relativamente ao perigo da mediatização dos processos em Tribunal, independentemente dos arguidos.

Esta semana, na sequência do processo em Tribunal em que juízes da Relação foram constituídos arguidos, vários programas se debruçaram sobre a temática. Ouviram-se advogados, jornalistas, consultores, entre outros.

A CULPA NÃO PODE CONTINUAR A MORRER SOLTEIRA

Esta semana, soube-se a notícia de uma mulher que foi assassinada pelo marido no período que decorria entre o inquérito e o julgamento de processo de violência doméstica.

Do que foi possível apurar, a medida de coação proposta e aplicada, não foi a suficiente para impedir o desfecho agora conhecido.

Infelizmente, esta não é uma situação comum.

MEDIATISMO PERIGOSO

Na sequência da estreia do programa “Super Nanny”, muitas têm sido as críticas de vários sectores, tendo existido inclusivamente pronúncia da comissão de protecção de crianças e jovens em risco de Loures.

Não sendo a psicologia a minha área, a opinião que aqui darei será pessoal e, de modo nenhum, profissional.

Segundo a apresentação do programa, o objectivo será educar ou mudar a forma de educação de crianças com comportamentos cujos pais não conseguem controlar.

O NASCER DA VERDADEIRA OPOSIÇÃO?

No passado Sábado, Rui Rio venceu as eleições internas do PSD, sendo agora o Presidente do Partido.

Embora tal eleição não tenha ainda efeitos imediatos, pois ainda se realizará o congresso que consagrará Rui Rio como Presidente e elegerá os restantes órgãos nacionais, dentro e fora do PSD já se fazem ouvir as vozes que apontam para uma nova oposição.

O ANO QUE NOS ESPERA

Sendo esta a minha primeira crónica de 2018, não poderia deixar de abordar a temática das expectativas para o ano que agora começa.

ACÇÃO SOCIAL EM PORTUGAL

Esta semana uma reportagem da TVI denuncia a gestão feita pelos representantes da Associação Raríssimas, mostrando exemplos de desvio de fundos para benefício pessoal da sua Presidente.

Confrontada com estas acusações, veio a associação recusar as mesmas, justificando os elevados custos com roupas de marca e veículos automóveis, com a necessidade da boa apresentação da sua representante.

Ora, tendo em conta o objecto social da instituição em causa, o normal seria que todos os fundos fossem colocados à disposição dos seus representados e não dos seus representantes.

O HOMEM DO LEME

Esta semana perdemos talvez um dos maiores ícones da música nacional. Não apenas enquanto membro fundador da maior banda de rock nacional, mas também enquanto músico e enquanto pessoa.

Muitos se admiraram pela dimensão da homenagem que lhe foi prestada no momento da despedida mas, pessoalmente, a mim não me causou surpresa nenhuma. Falo não apenas enquanto fã de Zé Pedro e dos Xutos mas como alguém que gosta de estar atenta aos sinais que a sociedade vai enviando.

A IMPORTÂNCIA DE PARAR

Esta semana, numa reunião de empresários, entre vários pontos, foi referida a importância de, diariamente, tirarmos um momento para estarmos connosco próprios.

Um momento apenas nosso para estudarmos, lermos, ouvirmos notícias, escrever, entre outros. Algo  que nos preencha e faça sentir bem.

Parecendo algo banal e que todos deveríamos saber, o que é facto é que andamos tão centrados nos nossos trabalhos, nos nossos estudos ou nos nossos projectos que acabamos de nos esquecer de nós próprios e, mais tarde ou mais cedo, isso acaba por nos atingir.

Páginas