21 Outubro 2019      09:29

Está aqui

E agora Catalunha?

A escalada de violência em Barcelona aumenta a olhos vistos. Todos os dias aumenta o número de detenções e de feridos nas manifestações de origem pacífica pela libertação dos políticos detidos aquando do referendo independentista.

Toda a revolta contida desde a detenção dos políticos independentistas acabou por rebentar com a decisão do supremo tribunal de aplicar penas pesadíssimas a estes protagonistas pela independência da Catalunha.

Paralelamente às manifestações, o governo espanhol aperta o cerco aos governantes independentistas alegando que só aceita negociar se estes vierem condenar a violência.

O apelo foi acedido após vários dias de relutância com o governo da Catalunha a condenar a violência não sem vir a lembrar a possibilidade da realização de um novo referendo.

Estamos a assistir a um dos mais importantes episódios da história da Catalunha. Com a decisão do Supremo Tribunal temos a verdadeira censura de atitudes independentistas por parte de quem tem o direito e o palco para as defender.

Ao condenarem políticos por organizarem um referendo com a mesma medida de pena aplicável a crimes como homicídios, o Supremo Tribunal diz tudo sobre a sua posição quanto à independência da Catalunha.

A luta pela independência da Catalunha é já antiga e a postura inflexível de ambas as partes é já conhecida de todos.

Muitos dos argumentos das pessoas que apoiam os atos de violência levados a cabo por pequenos grupos apontam exatamente para este ponto. Se durante tantos anos se tentou chegar a um acordo civilizado e não se conseguiu, esta será a única alternativa.

A história ainda está longe de estar terminada.

A onda de indignação promete aumentar e com ela o aproveitamento de movimentos de minorias que apenas pretendem propagar a violência, desvirtuando a essência pacífica do protesto.

Agora mais do que nunca precisamos de verdadeiros intervenientes das duas partes, capazes de ceder e de se afirmar nos momentos fulcrais.

A Espanha e a Catalunha merecem muito mais do que neste momento os seus representantes estão a demonstrar.

Imagem de capa de https://radioregional.pt

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.