3 Janeiro 2019      15:14

Está aqui

Viana do Alentejo perdeu e recuperou o estatuto de concelho e celebra-o há 121 anos

Bengalinha Pinto, presidente da Câmara Municipal de Viana do Alentejo

Viana do Alentejo, no Alentejo Central, celebra anualmente a sua própria restauração, datada de 13 de janeiro de 1898. Ou seja, há 121 anos Viana do Alentejo recuperou a sua condição de concelho, depois de a ter perdido em 1895, numa célebre e polémica reforma administrativa levada a cabo pelo governo de João Franco e Hintze Ribeiro, muito semelhante à de 1836 de Mouzinho da Silveira, que suprimiu os concelhos de Aguiar e Alcáçovas e os anexou a Viana do Alentejo.

Na altura o país perdeu 448 concelhos dos 779 que tinha. Muitos nunca mais recuperaram o estatuto. Mas não foi o caso de Viana do Alentejo, muito por acção de um vianense que, em contestação por semelhante medida, acabou por liderar um movimento nacional municipalista tendo então sido eleito Presidente da Comissão de Vigilância e, depois da restauração de Viana a concelho, foi eleito Presidente da Câmara.

Falamos de António Isidoro de Sousa, o célebre agrónomo e veterinário, que acabou por contribuir para a restauração do concelho de Viana do Alentejo, o que aconteceu a 13 de janeiro de 1895, fará agora 121 anos.

Para assinalar a efeméride, o Município de Viana do Alentejo vai atribuir a medalha de honra do Município a duas associações do concelho – Clube Amadores de Pesca de Viana do Alentejo (CAP) e Grupo Coral de Aguiar – durante a sessão solene marcada para as 15h00, no Cineteatro Vianense.

Durante a manhã, terá lugar a Corrida “Viana-a-Par-de-Alvito”, que ligará Viana do Alentejo a Alvito, com partida marcada para as 9h00.

 As comemorações começam logo na sexta-feira dia 11, pelas 18h00, na Igreja da Misericórdia, no Castelo de Viana do Alentejo, com a inauguração da exposição “Reflexos da Noite”, de Marta Algarvio. Natural de Aguiar, esta jovem de 15 anos encontrou nas cores, formas e sentidos para os seus gostos, pensamentos e emoções. Autodidata por natureza, associou o desenho à tela e ao acrílico, procurando explanar o mundo que a envolve.

Já no dia 12, sábado, o Grupo de Teatro Amador da Sociedade União Alcaçovense apresenta no Cineteatro Vianense, a partir das 21h3o, a peça de teatro “O Abelharuco da Joana”.

 

Imagem de capa de Francisco Fadista

 

Siga o Tribuna Alentejo no  e no Junte-se ao Fórum Tribuna Alentejo e saiba tudo em primeira mão

 

 

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.