16 Maio 2019      11:37

Está aqui

Marvão pede 1,1 milhões de euros para novas escavações na cidade romana de Ammaia

Município, Comunidade Intermunicipal (CIMAA) e Fundação Cidade de Ammaia uniram-se num consórcio para apresentar uma candidatura ao Portugal 2020 no valor de 1,1 milhões de euros para dar início a novas escavações na cidade romana de Ammaia, candidatura que deverá merecer aprovação ainda este ano.

O projeto prevê um período de três anos de escavações naquela que é uma das maiores atrações turísticas da região e que pretende reforçar o interesse dos visitantes no chamado triângulo turístico de Marvão, Castelo de Vide e Portalegre, por ser considerar subaproveitada.

A Cidade Romana de Ammaia foi fundada provavelmente nos finais do século I a.C., ao tempo de Augusto, e obteve o estatuto de "Civitas" durante o reinado de Cláudio. A florescente cidade em breve receberia o estatuto de município ("terminus ante quem") sob o reinado de Lúcio Vero e viria a desenvolver-se como um importante núcleo urbano devido à sua localização e à exploração dos recursos minerais e naturais da região, como o quartzo e o ouro, tendo caído em declínio no século V. Aquele conjunto arqueológico é Monumento Nacional desde 1949. Em 1994 tiveram início as primeiras escavações arqueológicas sistemáticas. A partir de 1997, os trabalhos de estudo, escavação e conservação passaram a ser organizados pela Fundação Cidade de Ammaia.

 

Siga o Tribuna Alentejo no  e no Junte-se ao Fórum Tribuna Alentejo e saiba tudo em primeira mão

 

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.