Está aqui

Fundação Cidade de Ammaia

Marvão pede 1,1 milhões de euros para novas escavações na cidade romana de Ammaia

Município, Comunidade Intermunicipal (CIMAA) e Fundação Cidade de Ammaia uniram-se num consórcio para apresentar uma candidatura ao Portugal 2020 no valor de 1,1 milhões de euros para dar início a novas escavações na cidade romana de Ammaia, candidatura que deverá merecer aprovação ainda este ano.

O projeto prevê um período de três anos de escavações naquela que é uma das maiores atrações turísticas da região e que pretende reforçar o interesse dos visitantes no chamado triângulo turístico de Marvão, Castelo de Vide e Portalegre, por ser considerar subaproveitada.

PORTALEGRE: ACADEMIA E FUNDAÇÃO CRIAM GRUPO DE AMIGOS DA AMMAIA

A cidade romana de Ammaia (Marvão, Portalegre) desde que foi (re) descoberta prometeu vir a ter uma monumentalidade relevante. A hipótese tornou-se evidente quando se percebeu que a muralha da cidade "protegia" uma área urbana de cerca de 20 hectares. 

Identificada arqueologicamente na década de 30 do século passado, foi alvo de escavações e estudo a partir de 1994 sob supervisão da Universidade de Évora que, juntamente com o município do Marvão e outros parceiros, veio a constituir a Fundação Cidade de Ammaia, responsável pela investigação e preservação do espaço.

AMMAIA FESTUM, O RENASCIMENTO DE UMA CIDADE ROMANA NO ALENTEJO

A ideia é arrojada mas parece estar à altura de um dos mais relevantes vestígios da sua época no país.

Falamos da cidade romana de Ammaia, fundada entre o ano 40 e 45 da era cristã, localizada em pleno Parque Natural da Serra de São Mamede, no concelho de Marvão, no Alto Alentejo, com uma área de aproximadamente 25 hectares e da vontade da Fundação Cidade de Ammaia e do município do Marvão em divulgar e valorizar o "património valioso" de toda a região.