7 Abril 2021      09:46

Está aqui

Falta de turistas está a “apagar” a economia de Marvão

Luís Vitorino, presidente da Câmara Municipal de Marvão

Marvão precisa de turistas “como de pão para a boca”, admite o presidente da autarquia, que voltou a defender a reabertura da fronteira com Espanha, frisando que a falta de turistas está a “apagar” a economia.

Em declarações à Rádio Portalegre, Luís Vitorino diz que o Governo deve tomar medidas em função da evolução da pandemia nas diferentes regiões do país, considerando que “não faz sentido manter as fronteiras fechadas”, sobretudo em territórios com baixa incidência de casos de covid-19.

O autarca sublinha ainda que “todo o comércio da raia vive do turismo” e que, apesar dos poios do Estado, a retoma da atividade é essencial para manter os postos de trabalho.

Luís Vitorino criticou igualmente a limitação de horário no ponto de passagem autorizado na fronteira de Marvão. Recorde-se que os pontos de passagem autorizados destinam-se apenas ao transporte de mercadorias, trabalhadores transfronteiriços e veículos de emergência e socorro.

Desde 31 de janeiro que 71 pessoas foram impedidas de circular na fronteira em Marvão.

 

Fotografia de odigital.sapo.pt

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.