9 Março 2016      12:31

Está aqui

ÉVORA NÃO QUER COMBOIOS DE MERCADORIAS A ATRAVESSAR A CIDADE

O novo traçado ferroviário que ligará Sines a Badajoz está a causar mau estar em Évora e já levou o presidente da autarquia, Carlos Pinto de Sá a declarar que não aceita que a linha dos transportes de mercadorias atravesse a cidade, em plena zona urbana. Pinto de Sá defende a existência da linha mas não aceita que esta atravesse a cidade, já que este traçado pretende recuperar a antiga linha de Estremoz.

Segundo o autarca não é aceitável que a zona urbana seja cortada por uma linha que terá uso intensivo, calculando que serão cerca de 60 os comboios de mercadorias que cruzarão a cidade diariamente.

Imagem de capa da Rádio Campanário.

2 Comments

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.
Manuel Paulino (não verificado)    2 anos 11 meses
Comentário: 
Évora não quer o quê? Desde quando é que uma freguesia foi legitimado a decidir o que a cidade e o concelho querem? Porque é que a Câmara, em vez de se limitar a ouvir (?) um setor da população não houve o concelho todo, cujos interesses deveria defender? Depois disso, poder-se-ia dizer então o que Évora quer ou não quer.
Fernando Dias (não verificado)    2 anos 10 meses
Comentário: 
Até parece que a tribuna é o Correio da Manhã com este titulo. Um pouco mais de rigor. E menos sensacionalismo jornalístico.