21 Dezembro 2015      17:56

Está aqui

INVESTIGADOR DE ÉVORA É DOS MAIS CITADOS NO MUNDO

Chama-se Miguel Bastos Araújo, tem 46 anos, é investigador na Universidade de Évora, coordenador do Centro de Investigação e Biodiversidade e Recursos Genéticos, titular da Cátedra "Rui Nabeiro" em biodiversidade,  É um dos líderes mundiais no estudo das alterações climáticas e dos seus impactos na biodiversidade. Em 2013 foi galardoado com três prémios internacionais: MacArthur and Wilson Award, pela International Biogeography Society (IBS), que o reconhece pela notável e inovadora contribuição à biogeografia; Ebbe Nielsen Prize, concedido anualmente pelo Global Biodiversity Information Facility (GBIF), que distingue investigadores que combinam a sistemática e a informática da biodiversidade de forma inovadora; e o Wolfson Research Merit Award, pela prestigiosa Royal Society, em reconhecimento do seu trabalho científico excepcional. 

Agora surge na lista anual da Thomson Reuter como um dos investigadores mais citados no mundo em 2015, na categoria Ambiente e Ecologia, o que coloca a Universidade de Évora como a única portuguesa nesta exclusiva lista.

Miguel Aráujo reage com modéstia à distinção, partilhando o sucesso com a Universidade de Évora mas ambicionando ir mais longe.

“Naturalmente, os rankings valem o que valem, mas o facto da Universidade de Évora estar em posição de destaque só é possível graças à soma do trabalho individual e coletivo de muitos docentes e investigadores desta casa”, diz Miguel Araújo. “O desafio que temos pela frente é fazer com o resultado do nosso trabalho seja maior que a soma das partes. Isso implicaria empreender um salto qualitativo na forma como nos organizamos internamente e apresentamos a nossa investigação ao exterior”, completa. 

Imagem de capa daqui.

Mais detalhes da informação aqui.

 

1 Comment

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.
Humberto Baião (não verificado)    3 anos 4 meses
Comentário: 
Já agora e sem retirar mérito ao prof Miguel, que digam também ser filho do antigo reitor, Jorge Araújo, e o único a beneficiar dos milhões que o comendador Nabeiro injectou em exclusivo na cadeira que ele, Miguel, lecciona na Universidade de Evora ..... informar é dar uma informação tão completa quanto possivel..... BOM NATAL