Está aqui

Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo

Unidade de Saúde do Baixo Alentejo reage às denúncias do PCP de Beja

O PCP de Beja denunciou ontem em comunicado a "degradação" dos serviços de saúde do Baixo Alentejo, com a falta de médicos e enfermeiros, assim como a falta de condições nas urgências do Hospital de Beja e ainda a falta de material de consumo corrente como pensos e fraldas,

Em reacção a Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo emitiu hoje um comunicado onde reconhece "dificuldades" na contratação de novos profissionais da saúde para a região, mas esclarece que pretende continuar a procurar "soluções concretas para os problemas".

Serviços de Saúde do Baixo Alentejo "degradam-se dia-a-dia"

O PCP de Beja denunciou em comunicado a falta de material básico nos serviços de saúde do Baixo Alentejo, a falta de recursos humanos e material básico, como reagentes para análises no hospital de Beja, fraldas no Serviço de Psiquiatria e pensos em centros de saúde da região.

BAIXO ALENTEJO INTEGRA ESTUDO INTERNACIONAL NA ÁREA DA CIRURGIA COLORRETAL

O Serviço de Cirurgia Geral da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA) vai integrar um estudo prospetivo multicêntrico e internacional denominado Ileus MAnaGement INtErnational – IMAGINE study, com o intuito de "Caraterizar a incidência do íleo pós-operatório e seu manuseamento clínico numa coorte internacional de doentes submetidos a cirurgia colorretal eletiva e avaliar o efeito e a segurança da utilização de anti-inflamatórios não esteroides (AINEs) após cirurgia colorretal."

3,3 MILHÕES DE EUROS PARA INVESTIMENTOS NA SAÚDE NO BAIXO ALENTEJO

A construção de um novo Centro de Saúde na Vidigueira e a aquisição de novos equipamentos para o hospital de Beja vão absorver cerca de 3,3 milhões de euros de investimento na área da saúde no Baixo Alentejo. Só para o novo centro de saúde estão previstos mais de 1,6 milhões, que são cofinanciados por fundos comunitários e cujo concurso internacional vai, segundo a Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo, ser lançado brevemente.

BEJA: 1 MILHÃO PARA SERVIÇO DE IMAGIOLOGIA

Foi lançado esta semana um concurso público, pela Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo, no valor base de 1.036.000€, e que visa a aquisição de equipamentos de imagiologia.

Os equipamentos que melhorarão os serviços de Imagiologia da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo são: equipamento de RX convencional, RX portátil com detetor digital, um mamógrafo, equipamento para tomografia computorizada, ecógrafos e uma estação de diagnóstico de imagiologia

 

Imagem de novostipmr.com

BEJA JUNTA ESPECIALISTAS PARA DEBATER SUICÍDIO

Segundo Ana Matos Pires,  diretora do serviço de psiquiatria da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo, o suicídio é um comportamento e não uma doença, sendo um problema de saúde pública, devido às suas consequências.

Ana Matos Pires considera urgente estudar e iniciar um combate e prevenção ao suicídio no Baixo Alentejo porque é um fenómeno da região que precisa de esclarecimentos mais aprofundados e foi uma das promotoras da chegada da Campanha Setembro Amarelo a Beja.

BEJA: DEPUTADOS DEBATEM SAÚDE MENTAL

Os três deputados eleitos pelo Baixo Alentejo vão debater o tema da Saúde Mental, hoje, a convite da  Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA), no âmbito da Semana da Saúde Mental, numa organização feita em parceria com o Plano Nacional de Saúde Mental, a Associação Psiquiátrica Alentejana, a ARIS da Planície e a Hapinez.

 A sessão decorre às 18h00, na Misericórdia de Beja e conta com Nilza de Sena (PSD), Pedro do Carmo (PS) e João Ramos (PCP).

BEJA QUER REACTIVAR OBSERVATÓRIO DO SUICÍDIO

A diretora do serviço de psiquiatria da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA), Ana Matos Pires, revelou à Voz da Planície que, em 2017, Beja vai ser o primeiro distrito a comemorar o “Setembro Amarelo”, ou seja, o mês da prevenção do suicídio. A revelação foi feita na semana em que se assinala o Dia Internacional do Combate ao Suicídio, o passado Sábado, dia 10 de Setembro.

BAIXO ALENTEJO: GREVE DOS ENFERMEIROS OBRIGA A SERVIÇOS MÍNIMOS

O coordenador da Direção Regional do Alentejo e dirigente nacional do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses, Edgar Santos, divulgou os números de adesão à greve de enfermeiros da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA).

“A taxa de adesão foi de 64% no turno da manhã”, foram números proferidos pelo sindicalista Edgar Santos, à Agência Lusa. Este número ocorreu de manhã, com valências a funcionar com serviços mínimos de enfermagem, como o bloco operatório.

GOVERNO PROMETE 1,5 MILHÕES PARA HOSPITAL DE BEJA

O compromisso foi assumido pelo Secretário de Estado da Saúde, Manuel Delgado, numa visita ao Serviço de Imagiologia do Hospital José Joaquim Fernandes de Beja, num plano de investimento de 1,5 milhões de euros para reequipamento da unidade.

Este investimento, segundo o governante, estará dependente de uma candidatura a fundos comunitários do Portugal 2020, que financia em 85% e as verbas próprias da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo. Para Manuel Delgado, o reequipamento tem condições de ser feito num espaço de um ano e meio.