Está aqui

Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo

Unidade de Saúde do Baixo Alentejo diz ter resposta à covid-19 “controlada”

A Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA) encontra-se sem médicos de saúde pública, pois os dois únicos que tinha saíram, mas a resposta à covid-19 está “controlada”, disse à Lusa a presidente da entidade.

De acordo com Conceição Margalha, os dois clínicos, um médico e uma médica, “já saíram” no final de novembro. Já no passado dia 24 de novembro, também em declarações à Lusa, Conceição Margalha tinha alertado para o risco de a ULSBA ficar sem médicos de saúde pública se não fosse possível substituir os únicos dois que tinha e estavam de saída na altura.

Rio de Moinhos vai ter extensão de saúde em investimento de 246 mil euros

A Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA) lançou concurso público para a construção da nova Extensão de Saúde de Rio de Moinhos, no concelho de Aljustrel, num investimento avaliado em 246 mil e 500 euros.

Em comunicado, citado pelo Correio Alentejo, a autarquia de Aljustrel recorda que “esta era uma reivindicação antiga da população desta freguesia”, tendo o município, nesse sentido, cedido o terreno para a edificação do futuro equipamento, elaborado os projetos de arquitetura e de especialidades, e ainda isentado o projeto de controlo prévio.

Instalações do Serviço de Urgência de Castro Verde vão ser ampliadas

O edifício do Serviço de Urgência Básica do Centro de Saúde de Castro Verde vai ser ampliado, numa parceria entre a Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo e a Câmara Municipal.

Em declarações à Lusa, a presidente do conselho de administração da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA), Conceição Margalha, referiu que as atuais instalações deste Serviço de Urgência Básica (SUB) são insuficientes para dar resposta à população dos concelhos de Castro Verde, Almodôvar, Ourique, Aljustrel e Mértola, num total de cerca de 40 mil pessoas.

Beja combate depressão, solidão e tendências suicidas no luto prolongado

A perda de um cônjuge é uma ocorrência frequente nos últimos estádios da vida. Enquanto a maioria dos idosos processa essa perda com sucesso e retorna à vida normal, uma proporção significativa (25,4%) é incapaz de o fazer, por isso, acabam por sofrer de luto prolongado, uma condição em que os sintomas do luto ocorrem mais de 6 meses após a perda e que podem resultar em problemas mentais e físicos, como má qualidade do sono, problemas cardiovasculares, depressão, solidão e tendências suicidas.

Manuel Soares nomeado para administração da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo

Manuel Francisco Soares foi nomeado para o cargo de vogal do conselho de administração da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA). A decisão foi do conselho intermunicipal da Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo (CIMBAL) que, por maioria, indicou o gestor hospitalar, licenciado em Ciências Farmacêuticas, com especialização em Administração Hospitalar e em Gestão de Unidades de Saúde.

Beja investe 1,2 milhões em novo equipamento de TAC

O Serviço de Imagiologia de Beja recebe hoje um novo equipamento de TAC (Tomografia Axial Computorizada), resultado de um investimento um pouco superior a 1,2 milhões de euros, financiado pelo Alentejo 2020 e pelo FEDER.

O Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo acrescenta que este novo equipamento, que começa a ser instalado hoje em Beja, se junta  aos novos equipamentos já em operação de RX Fixo/Convencional, RX transportável, Ecógrafos (de apoio ao Serviço de Urgência e mamografias), e a um novo Mamógrafo, que está a ser instalado.

Alentejo lidera número de suicídios no país

Beja volta a debater o suicídio entre hoje e amanhã no Simpósio anual da Sociedade Portuguesa de Suicidologia.

Segundo Ana Matos Pires, diretora do serviço de psiquiatria da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo, o suicídio é um comportamento e não uma doença, sendo um problema de saúde pública, devido às suas consequências.

Unidade de Saúde do Baixo Alentejo reage às denúncias do PCP de Beja

O PCP de Beja denunciou ontem em comunicado a "degradação" dos serviços de saúde do Baixo Alentejo, com a falta de médicos e enfermeiros, assim como a falta de condições nas urgências do Hospital de Beja e ainda a falta de material de consumo corrente como pensos e fraldas,

Em reacção a Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo emitiu hoje um comunicado onde reconhece "dificuldades" na contratação de novos profissionais da saúde para a região, mas esclarece que pretende continuar a procurar "soluções concretas para os problemas".

Serviços de Saúde do Baixo Alentejo "degradam-se dia-a-dia"

O PCP de Beja denunciou em comunicado a falta de material básico nos serviços de saúde do Baixo Alentejo, a falta de recursos humanos e material básico, como reagentes para análises no hospital de Beja, fraldas no Serviço de Psiquiatria e pensos em centros de saúde da região.

BAIXO ALENTEJO INTEGRA ESTUDO INTERNACIONAL NA ÁREA DA CIRURGIA COLORRETAL

O Serviço de Cirurgia Geral da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA) vai integrar um estudo prospetivo multicêntrico e internacional denominado Ileus MAnaGement INtErnational – IMAGINE study, com o intuito de "Caraterizar a incidência do íleo pós-operatório e seu manuseamento clínico numa coorte internacional de doentes submetidos a cirurgia colorretal eletiva e avaliar o efeito e a segurança da utilização de anti-inflamatórios não esteroides (AINEs) após cirurgia colorretal."

Páginas