Está aqui

UNESCO

Castro Verde é Reserva Mundial da Biosfera há 5 anos

Celebra-se na próxima terça-feira, dia 14 de junho, o 5º Aniversário da Classificação de Castro Verde como Reserva Mundial da Biosfera, pela UNESCO.

Com esta classificação o concelho de Castro Verde tornou-se a 11.ª Reserva da Biosfera Mundial e a primeira a sul do rio Tejo, em Portugal, a ser inscrita na Rede Mundial de Reservas da Biosfera da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO).

Festas do Povo de Campo Maior são Património da Humanidade

As Festas do Povo de Campo Maior, no distrito de Portalegre, foram hoje classificadas como Património Cultural Imaterial da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).

Festas de Campo Maior apreciadas para Património Imaterial

O comité da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) começa hoje, segunda-feira, a apreciar a candidatura das Festas do Povo de Campo Maior a Património Cultural Imaterial, avança o Correio da Manhã.

O processo de candidatura teve o seu início em 2014 por uma equipa multidisciplinar de sociólogos, historiadores e antropólogos, sendo promovido pela Câmara Municipal de Campo Maior, pela Associação das Festas do Povo de Campo Maior (AFPCM) e pela Entidade Regional de Turismo (ERT) do Alentejo e Ribatejo.

Bonecos de Estremoz assinalam 4 anos de Património da Humanidade

A Produção de Figurado em Barro de Estremoz – mais conhecidos como bonecos de Estremoz – faz hoje quatro anos, um aniversário que será assinalado pelo município de Estremoz numa sessão transmitida online.

Os bonecos de Estremoz foram distinguidos pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), a 7 de dezembro de 2017, como Património Cultural Imaterial da Humanidade.

Mourão em homenagem ao Cante alentejano

Dia 27 de novembro celebra-se o 7º Aniversário da Classificação do Cante Alentejano como Património Cultural Imaterial da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO).

Como forma de valorizar homens e mulheres que pelo concelho de Mourão e por todo o Alentejo mantêm viva a identidade, as tradições e a cultura do povo alentejano, a Câmara Municipal de Mourão vai assinalar a data com um espetáculo com quatro grupos corais do concelho: Grupo Coral da Granja, Grupo Coral da Luz, Grupo Coral Flores de Abril e Grupo Coral Granjarte.

Campo Maior: Festas do Povo podem ser Património Mundial já em dezembro

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) aceitou a candidatura das Festas do Povo de Campo Maior a Património Cultural Imaterial, que será analisada no decorrer da 16.ª sessão do Comité do Património Mundial, a realizar entre 13 e 18 de dezembro, em Colombo, Sri Lanka.

Vinho de Talha candidato a Património Cultural Imaterial da UNESCO

A Câmara Municipal de Vidigueira, que se encontra a liderar a candidatura da Produção Tradicional de Vinho de Talha a Património Cultural Imaterial da Humanidade (UNESCO), fez a apresentação do dossiê relativo à candidatura e do projeto Rota do Vinho da Talha às entidades parceiras, numa altura em que a inscrição no Inventário Nacional do Património Imaterial já está concretizada.

Estremoz inaugura novo Centro Interpretativo do Boneco de Estremoz

O Centro Interpretativo do Boneco de Estremoz vai ser inaugurado no próximo dia 9 de agosto, pelas 11:00, no Palácio dos Marqueses da Praia e Monforte, naquela cidade alentejana.

Em comunicado, a Câmara Municipal de Estremoz refere que a sessão contempla o descerramento da placa evocativa do momento, além de um momento musical com Rui Moura e uma visita guiada ao espaço pelo responsável técnico do projeto, Hugo Guerreiro.

Tapete de Arraiolos como Património Imaterial entra em consulta pública

O processo de inscrição da confeção do tradicional Tapete de Arraiolos no Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial está desde a passada terça-feira, dia 8 de junho, em consulta pública, segundo um anúncio publicado em Diário da República (DR). 

De acordo com a agência Lusa, que cita a comunicação da Direção-Geral do Património Cultural (DGPC), o processo de consulta pública que agora se iniciar vai decorrer durante 30 dias e a decisão será tomada no prazo de 120 dias após a conclusão do período da consulta pública.

Elvas: Aqueduto da Amoreira será recuperado e requalificado

 A recuperação e requalificação do Aqueduto da Amoreira, um dos ex-libris de Elvas, representará um investimento de 1,9 milhões de euros.

O auto de consignação desta empreitada foi assinado, esta semana, prevê-se um prazo de execução de 18 meses.

Páginas