Está aqui

História

Avis quer homenagear D. João I e procura a obra perfeita

O Município de Avis quer homenagear o rei D. João I com obra de arte de pública. Para tal, a autarquia alentejana lançará um concurso que tem como objetivo a criação de uma obra de arte pública destinada a homenagear uma figura que, não sendo alentejana, tem uma forte ligação ao Alentejo e a Avis.

João era filho bastardo de D. Pedro I e de uma dama galega. Logo à sua nascença, foi-lhe destinado o mestrado da Ordem de Avis, sendo educado para ser o comendador-mor da Ordem e dando início a ligação referida.

Nova campanha de escavações expõe mais da cidade romana em Marvão

Decorre na antiga cidade romana de Ammaia, em Marvão, nova campanha de escavações e que quer deixar à vista parte do antigo anfiteatro desta cidade romana, no coração da Serra de São Mamede.

Esta nova campanha – que decorrerá durante cerca de três anos - é composta por arqueólogos portugueses e espanhóis que centram a escavação na identificação do perímetro do edifício e escavação e estudo dos compartimentos associados à arena, como os locais onde se guardavam os animais para as célebres lutas contra humanos, ou onde os gladiadores se preparavam os combates.

Em Ourique, há 881 anos, Afonso Henriques fez-se “rei dos portugueses”

A 25 de julho de 1139, há 881 anos, após a batalha de Ourique, D. Afonso Henriques assumiu o título de “rei dos portugueses”.

Reza a história que seria também este o provável dia de aniversário de D. Afonso Henriques, sendo também dia de S. Tiago, patrono da luta contra os mouros.

Nesta batalha, que terá decorrido nos campos alentejanos perto de Ourique, enfrentaram-se os exércitos de Afonso Henriques e, em número superior, o exército muçulmano composto de homens dos reinos Mouros de Sevilha, Badajoz, Elvas, Évora e Beja.

Alentejo criou uma rota de milhares de anos

Já está criada e em pleno funcionamento a nova rota turística do Alentejo a “Rota do Megalitismo”.

O megalistismo nacional é de grande relevo a nível da Europa e o Alentejo concentra grande parte dos monumentos da Península Ibérica.

Assim, a Entidade Regional do Turismo do Alentejo e Ribatejo criou a “Rota do Megalitismo” – lançada esta semana na Anta-Capela em São Brissos, em Montemor-o-Novo, e no Cromeleque dos Almendres, em Évora – e que integra o projeto “Rotas do Touring Cultural do Alentejo e Ribatejo”.

Hoje é dia de Portugal porquê?

Hoje, 10 de junho, é Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas. Sendo a História de Portugal rica em datas célebres, porquê esta? Porquê hoje?

A resposta está logo na própria designação do dia “Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas” e esta escolha aconteceu por ter sido este, alegadamente, o dia da morte de Camões, um dos expoentes máximos da Língua e Literatura nacionais, em 1580. Sendo também ele uma voz dos Descobrimentos e de ligação de Portugal ao mundo português espalhado por todo o globo, a escolha recaiu assim na data de hoje.

O dia D foi há 76 anos

Em linguagem militar significa o dia da decisão, o dia de início de uma operação militar de combate.

A sua utilização remonta à Primeira Grande Guerra e foi utilizada pelo exército norte-americano “D-Day”. Hoje em dia, a expressão vulgarizou-se de tal modo que é utilizada de modo geral por toda a sociedade para enunciar um dia em alguma coisa se desenvolverá ou acontecerá.

Hoje, 6 de junho, celebra-se o aniversário de um dos “Dias Ds” mais importantes da história do mundo: os 71 anos do Desembarque na Normandia, por parte das tropas aliadas, em plena 2ª Guerra Mundial.

Como se celebra o 25 de Abril pelo Alentejo

Dadas as restrições sociais impostas pela COVID-19, este é um abril diferente, e também as celebrações da revolução dos cravos foi adaptado em algumas autarquias.

Quando o sol foi posto ao centro

“Portanto, concluo que o nosso modo de chegar ao conhecimento, como chegamos lá e o número de coisas que conhecemos, é infinitamente superado pelo conhecimento divino; mas não por esse motivo o desvaloriza o suficiente para considerá-lo absolutamente nada; de facto, quando considero quantas coisas maravilhosas os Homens estudaram e operaram, reconheço e compreendo claramente que a mente humana é a obra de Deus e a mais excelente.“ —  Galileu Galilei

 

122 anos de Marvão celebrado com novas luzes

Celebra-se esta semana, sexta, dia 24 de janeiro o 122º aniversário da restauração do concelho de Marvão.

Estremoz cria carta arqueológica e quer aumentar número de turistas

O Município de Estremoz vai criar a carta arqueológica do concelho. Entre os diversos objetivos desta iniciativa estão o registar e valorizar do património arqueológico existente e usá-lo para potenciar o turismo e o desenvolvimento económico, além de ser um auxílio no que toca ao ordenamento do território.

Esta semana o projeto deu o primeiro passo após a assinatura de um protocolo de colaboração entre a Câmara Municipal de Estremoz e a Escola de Ciências Sociais da Universidade de Évora (UÉ).

Páginas