Está aqui

Teatro

Conferência prescreve arte para a saúde mental em Évora

Uma conferência intitulada “Cultura, comunidade e saúde: As artes e a criatividade na construção de comunidades saudáveis” vai realizar-se no próximo dia 22 de junho no Teatro Garcia de Resende, em Évora.

Segundo a agência Lusa, esta iniciativa sobre a saúde mental e o contributo das artes para comunidades mais saudáveis é organizada pela Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central (CIMAC), no âmbito do seu programa Transforma.

Espetáculo “Caixa de Perguntas” estreia hoje em Mértola

Estreia hoje, sexta-feira (09), às 22:00, o espetáculo de teatro de rua “Caixa de Perguntas”, levado à cena nas ruínas do cais do minério, na Mina de São Domingos, pela Companhia Cepa Torta.

O texto e a encenação são de Miguel Maia, sendo esta a maior produção do MALACATE, um projeto de intervenção artística criado para a Mina de São Domingos, escreve-se em comunicado.

Nos últimos meses, este espetáculo tem também mobilizado vários habitantes da Mina de São Domingos, durante as várias fases de investigação, criação, construção de figurinos e cenários e ensaios.

Festas de Santo António arrancam hoje em Reguengos de Monsaraz

O dia de hoje, sexta-feira (09), marca o início das Festas de Santo António na cidade de Reguengos de Monsaraz.

Biblioteca de Reguengos de Monsaraz com 3 espetáculos da BIME

A Bienal Internacional de Marionetas de Évora (BIME), organizada pelo Centro Dramático de Évora (CENDREV), leva até à Biblioteca Municipal de Reguengos de Monsaraz três espetáculos nos próximos dias, informa o município, em comunicado.

Bonecos de Santo Aleixo são anfitriões da BIME em Évora

A 16.ª Bienal Internacional de Marionetas de Évora (BIME) começa hoje, terça-feira, e irá receber 27 companhias nacionais e estrangeiras. Os Bonecos de Santo Aleixo, títeres tradicionais do Alentejo, são os anfitriões do evento.

Montemor-o-Novo é palco de artes performativas internacionais

A 8.ª edição da Plataforma Portuguesa de Artes Performativas (PT.23) vai apresentar 18 dos mais aclamados espetáculos de dança, teatro e performance criados em Portugal nos últimos dois anos, a partir de hoje, terça-feira, em Montemor-o-Novo e Lisboa.

Segundo a agência Lusa, a PT.23 prolonga-se até ao próximo sábado, é organizada pela estrutura cultural O Espaço do Tempo e conta com cerca de 80 programadores nacionais e internacionais.

Gestão de Évora Capital Europeia da Cultura 2027 será definida em breve

O modelo jurídico da estrutura de gestão de Évora Capital Europeia da Cultura 2027 deverá ficar decidido entre julho e agosto, revelou a coordenadora da equipa de missão, Paula Mota Garcia.

Segundo a agência Lusa, Paula Mota Garcia falava numa sessão de apresentação, em Lisboa, do projeto Évora Capital Europeia da Cultura 2027, onde explicou que está a ser equacionado o modelo jurídico de gestão mais adequado, estando em cima da mesa hipóteses como a criação de uma associação cultural ou sociedade anónima.

Festival Futurama percorre o Baixo Alentejo

A 2.ª edição do Festival Futurama, onde “as tradições locais e o património” se aliam “à criação contemporânea e ao global”, vai passar, nos próximos fins de semana, pelas localidades alentejanas de Castro Verde e Beja.

O certame tem direção artística de John Romão e apresenta cerca de 20 propostas artísticas e transdisciplinares, entre música, artes visuais e dança.

Évora organiza Festival de Dança Contemporânea

O Festival Internacional de Dança Contemporânea (FIDANC) vai decorrer em Évora, de 9 de setembro a 7 de outubro, com um programa que inclui espetáculos, performances, exibição de filmes, ‘workshops’ e conversas de onze criadores.

Segundo a agência Lusa, o evento é organizado e programado pela Companhia de Dança Contemporânea de Évora (CDCE), com o apoio de várias entidades.

Beja veste-se “a rigor” para reviver o período romano

O Festival Beja Romana tem início hoje, quinta-feira, e irá prolongar-se até domingo na cidade alentejana.

Em comunicado, a Câmara Municipal de Beja refere que o objetivo é “promover a relação da comunidade com o seu passado como forma de estimular o sentimento de pertença, fomentando o conhecimento da história e do património de Beja no período romano”.

Páginas