14 Março 2019      12:58

Está aqui

Estudantes de Reguengos de Monsaraz em greve às aulas pelo clima

No Alentejo, pouco é conhecido acerca de Greta Thunberg. São as redes socias que engrandecem o nome desta jovem de 16 anos. Greta é bem conhecida nos países nórdicos, através da sua participação na Cimeira das Nações Unidas sobre o clima. Foi a partir daí que nasceu o movimento #SchoolStrike4Climate. Em novembro, a Austrália parou para assistir a uma greve nunca vista. Seguiu-se a Alemanha, Suiça, França, entre muitos outros países.

Como surge este movimento em Portugal?

Em janeiro de 2019, duas jovens de Palmela colocaram a hipótese de trazer o movimento da greve às aulas pelo clima para Portugal em cima da mesa. Iniciaram a criação de uma rede de contactos por todo o país, chegando nesse mesmo mês até mim, por intermédio da Associação de Jovens Estudantes. Foi então que pensei que Reguengos de Monsaraz não poderia ficar indiferente a este movimento. A nossa cidade, irá então juntar todos os alunos do agrupamento de Escola de Reguengos de Monsaraz, às 10h30, do dia 15 de março.

Iremos marchar pelas ruas da cidade, sensibilizando os habitantes, dos perigos que estamos a ser sujeitos, se nada for feito. Iremos fazer uma pausa na Praça da Liberdade, para transmitir uma mensagem a todos os que estiverem presentes.

Qual o objetivo do movimento?

Queremos mostrar que, mesmo sem termos poder económico e muitos sem poder votar, somos capazes de se erguer em nome do nosso planeta. Queremos que os governos, façam deste problema, a sua prioridade.

Exigimos o melhoramento eficiente e drástico do sistema de transportes públicos, para que se consiga a substituição de transportes particulares pelos de transporte público; a produção elétrica passar a 100% assegurada por energias renováveis até 2030; a proibição da exploração dos combustíveis fosseis em Portugal, entre muitos outros.

E porquê uma greve?

Realizamos uma greve, porque é o nosso futuro que está em causa. Os nossos pais perguntam-nos diariamente o que aprendemos na escola? Respondemos que aprendemos a cuidar do nosso futuro! E se perguntarmos aos nossos pais, o que fazem os nossos governadores pelo nosso futuro, não nos conseguem dizer coisas boas, porque os governadores estão de braços cruzados à espera que tudo “caia do céu”!

Então é com esta greve, que pretendemos mostrar que nos importamos. Como Greta disse no seu discurso: “Se o propósito de ir à escola é prepararmo-nos para o futuro, então façam o favor de, pelo menos, nos garantir um futuro para podermos prosperar.”

É triste ver como o mundo irá ficar se nada for feito. Queremos que os nossos chefes de estado percebam que quem vier não tem culpa dos atos que não foram praticados em prol do planeta.

Quem é Greta Thunberg?

Greta Thunberg é a jovem sueca, de 16 anos, que faz das alterações climáticas, uma prioridade.

Participou na Cimeira das Nações Unidas sobre o clima, na Polónia, onde referiu que se “a minha mensagem é que se não nos preocuparmos com a crise ambiental e se não agirmos agora, então não haverá nenhuma outra questão pertinente no futuro.” Foram palavras como estas, que inspiraram os jovens de todo o mundo.

Amanhã, 15 de março, sexta, decorrerá esta greve - organizada pela Associação de Estudantes local -e que se espera reuna centenas de alunos na Praça da Liberadde, em Reguengos de Monsaraz, para que juntos se manifestem por uma mudança de políticas e comportamentos que afetarão o nosso futuro e de toda a Humanidade.

Ainda vamos a tempo de mudar e alterar um rumo de autodestruição que temos seguido até aqui. As alterações climáticas existem, são uma realidade e é preciso mudar já!

 
Por Rui Paixão
 
Gente que Conta é uma rubrica do diário digital Tribuna Alentejo. Se tem uma história para contar, uma posição que queira defender, envie um mail para redacao@tribunaalentejo.pt
 
 
 
Siga o Tribuna Alentejo no  e no Junte-se ao Fórum Tribuna Alentejo e saiba tudo em primeira mão
 
 
 
 
CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.