Está aqui

Terras Sem Sombra

Descobrir a bolota, uma dádiva do Montado, em Arraiolos

A bolota, de paladar único, é um fruto cujas propriedades começam agora a ser redescobertas: sem glúten, com alto poder antioxidante, uma gordura semelhante à do azeite e compostos assaz úteis à saúde. O “pão dos pobres” ganha protagonismo como um alimento do futuro, o que constitui também um sinal de esperança para a recuperação do montando, em particular o de azinho, já que as bolotas da azinheira são as mais doces.
 

Resgatar o passado islâmico em Mértola

O fim-de-semana Terras sem Sombra de 15 e 16 de Fevereiro, em Mértola, propõe um regresso ao passado, com os pés bem assentes no presente e o olhar no futuro. O programa de música apresenta a excelência ímpar do Canto Gregoriano interpretado a solo a cappella pelo contratenor espanhol José Hernández Pastor. A acção de Património convida a olhar o território através do legado do Islão e, no âmbito da Salvaguarda da Biodiversidade, redescobrem-se práticas agrícolas sustentáveis. 

E hoje o Alentejo volta a ter “Terras sem Sombra”

Será já esta noite, sábado, que o Alentejo terá o Festival Terras Sem Sombra de regresso.

O primeiro concerto desta nova temporada musical do premiado festival internacional alentejano terá lugar na igreja de São Cucufate, em Vila de Frades, Vidigueira, esta noite, pelas 21:30h.

Este programa será exclusivamente dedicado a Hildegarda de Bingen, e surgirá pela mão do   grupo coral Tiburtina Ensemble, de Praga, da República Checa e que é composto integralmente por cantoras.

A direção estará a cargo da soprano e harpista Barbora Kabátková.

Música Checa abre em Vidigueira a temporada do Festival Terras sem Sombra

O grupo Tiburtina Ensemble apresenta-se na Igreja Matriz de São Cucufate, em Vila de Frades (Vidigueira), no próximo dia 18 de janeiro, pelas 21h30.

Campo Maior é palco do Prémio Internacional Terras sem Sombra

A vila alentejana de Campo Maior recebe a 30 de novembro a cerimónia de entrega do Prémio Internacional Terras sem Sombra 2019, presidida pelo Duque de Lafões, D. Afonso de Bragança. Os galardoados nas três categorias do Prémio – Música, Património Cultural e Biodiversidade – serão anunciados nos próximos dias.

A entrega do Prémio Internacional Terras sem Sombra decorrerá a 30 de novembro (17h30) no Centro Cultural de Campo Maior, a culminar a temporada de 2019 do Festival Terras sem Sombra (TSS).

Vila Galé vai dar descontos a espetadores do festival alentejano Terras sem Sombra

A associação Pedra Angular, promotora do Festival Terras sem Sombra - e o Grupo Hoteleiro Vila Galé fecharam um acordo que permite obter descontos nos hotéis alentejanos daquele grupo em Beja, Évora e Elvas aos espetadores do festival alentejano Terras sem Sombra.

Prémio Internacional Terras sem Sombra tripartido

O júri do Prémio Internacional Terras sem Sombra decidiu atribuir o prémio a “três casos exemplares”, ao nível global, nas áreas que são os pilares do festival: a promoção da música; a valorização do património cultural; e a salvaguarda da biodiversidade. 

Assim, os galardoados, foram o músico Péter Eötvös, a cidade de Albarracín e a associação que defende a diversidade das castas de videira portuguesas.

O ALENTEJO COMO DESTINO DE ARTE E NATUREZA PROMOVIDO EM MADRID

O mês de junho em Madrid é especial porque é nele que se ditam a tendências da arte e moda e, pasme-se, da gastronomia, para a próxima temporada. E quem define a tendência a nível de moda gastronómica é a Escuela de Arte da Universidad Carlos III e do Circulo de Bellas Artes que tem lugar, há uma década, no centro da capital espanhola.

TERRAS SEM SOBRA ENCERRA NA CATEDRAL DE BEJA COM BACH

Após 7 meses de duração, a edição de 2017 do Festival Terras sem Sombra realiza o concerto de encerramento n acatedral de Beja, a 17 de Junho.

Foram sete meses de solistas e agrupamentos de referência internacional num programa, estratégico para a afirmação do Alentejo como destino de arte e natureza, em que Espanha foi o país convidado. 

VATICANO ESTÁ A DIVULGAR MUNDIALMENTE O BAIXO ALENTEJO

A Rádio Vaticana, a emissora de rádio oficial da Santa Sé, está a promover mundialmente o festival alentejano Terras sem Sombra, que considerou um festival de referência em três vertentes, no património, música e biodiversidade. Segundo declarações da organização trata-se de um reconhecimento do Vaticano pelo "esforço que a região tem vindo a fazer, desde há décadas, na salvaguarda do património religioso em territórios de baixa densidade, unindo-o à promoção de uma reflexão sobre o papel da espiritualidade na arte e à nobre causa da conservação da natureza."

Páginas