Está aqui

Obras

Obras do Hospital Central do Alentejo entram em “velocidade cruzeiro”

As obras de construção do novo Hospital Central do Alentejo, em Évora, entraram em “velocidade cruzeiro” e deverão estar concluídas “no final de 2023”, revelou à Lusa Maria Filomena Mendes, presidente da Administração Regional de Saúde (ARS).

De acordo com a responsável, “a obra está a progredir a bom ritmo e a avançar como era expectável e estamos a fazer tudo para cumprir os prazos”. Além disso, o “prazo a cumprir” é o hospital estar “em condições de funcionamento a 31 de dezembro de 2023”.

Obra em Hostel de Beja descobre parte da antiga cidade

As obras no Beja Hostel, resultante da junção das antigas instalações da Pensão Tomás e do Café Triagá, levaram à descoberta de parte da antiga cidade em abril do ano passado. Tal obrigou a alguns ajustamentos no edifício, e as obras devem recomeçar ainda este mês.

De acordo com o Jornal de Notícias, a Direção Regional de Cultura de Alentejo começou a acompanhar o processo para que as constantes descobertas arqueológicas não fossem destruídas, o que levou a que fossem alterados os sistemas de águas e esgotos.

Ministra da Saúde visita obras do novo Hospital Central do Alentejo

A ministra da Saúde, Marta Temido, visitou as obras do novo Hospital Central do Alentejo (HCA) na passada quinta-feira.

De acordo com o portal do SNS, Marta Temido participou na reunião de obra que envolveu vários elementos da Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo, do Hospital Espírito Santo de Évora, de equipas de empreiteiros e da fiscalização, assim como da equipa de Eduardo Souto de Moura, arquiteto que assina o projeto.

Beja prevê conclusão de obras no Mercado Municipal em 2022

A Câmara Municipal de Beja espera concluir a empreitada de beneficiação do Mercado Municipal no terceiro trimestre do próximo ano, “desde que não apareçam outros constrangimentos”.

Segundo a Rádio Pax, o município indica que “após algumas indefinições, situações imprevistas e dúvidas de projeto que condicionaram significativamente a obra no seu início”, “os trabalhos estão a decorrer com normalidade”.

Évora: Parque Tecnológico do Alentejo inicia obras de ampliação

As obras de ampliação do Parque do Alentejo de Ciência e Tecnologia (PACT), em Évora, já arrancaram, num projeto de quase nove milhões de euros da autoria do arquiteto Carrilho da Graça, avança a Lusa.

Parque do Alentejo de Ciência e Tecnologia em Évora vai ser ampliado

O Parque do Alentejo de Ciência e Tecnologia (PACT), em Évora, vai adjudicar já este mês a construção do primeiro edifício que permita ampliar o espaço, e já há interesse de empresas para quase toda a área.

O gestor do PACT, João Assunção, disse à Lusa que o concurso público para a construção deste edifício foi lançado no início de fevereiro, com um valor de 2,2 milhões de euros, e a obra vai ser adjudicada “até final deste mês”.

Obras na ferrovia prometem aproximar Alentejo da Europa

As obras de construção da nova linha férrea entre Évora e Elvas/Caia, inserida no futuro Corredor Internacional Sul, prosseguem sem percalços, apesar da pandemia de covid-19.

De acordo com a Renascença, a nova Linha de Évora, que começa a tomar forma, vai ter uma extensão total de cerca de 100 quilómetros e integra o chamado Corredor Internacional do Sul (CIS), entre Sines, Poceirão e Badajoz. São 100 quilómetros que deixam a região alentejana mais perto da Europa, e “a maior obra ferroviária dos últimos 100 anos em Portugal”.

Em Portalegre a rotunda vai abaixo e dá lugar à bandeira

Desde novembro de 2019 que é conhecida a intenção da autarquia de Portalegre em demolir o monumento aos dadores de sangue, na rotunda poente da Avenida de Badajoz.

Como o TA noticiou à data, estava previsto no orçamento da Câmara de Portalegre para 2020 gastar cerca de 50 mil euros nesta demolição da enorme estrutura - da autoria do Arquiteto Manuel da Fonseca em homenagem aos dadores de sangue e inaugurada em 2005 - que se situa na rotunda junto a um hipermercado e bombas de combustível.

Castro Verde recorre a crédito de 600 mil euros para financiar obras no concelho

A autarquia de Castro Verde vai contrair um empréstimo bancário de 600 mil euros para financiar várias obras no concelho, como a ampliação do cemitério municipal, disse hoje, terça-feira, à agência Lusa o presidente da câmara.

O autarca António José Brito afirma que vai recorrer ao crédito e contrair o empréstimo porque “desde o princípio deste mandato que deveria ter recebido cerca de 2,4 milhões de euros [de Derrama], que não recebeu”.

Castelo de Vide tem o orçamento “mais elevado de sempre” para 2021

O orçamento da Câmara Municipal de Castelo de Vide para 2021 é superior a 11,1 milhões de euros, sendo “o mais elevado de sempre”, afirmou à agência Lusa o presidente do município.

António Pita, que está a cumprir o segundo mandato, eleito pelo PSD, disse que este “é um orçamento histórico por ser de longe o mais elevado de sempre, com mais de 11,1 milhões de euros, graças à receita prevista por via de fundos comunitários”.

Páginas