Está aqui

NATO

Troia torna-se centro de desenvolvimento económico

A Zona Livre Tecnológica (ZLT) da Marinha, em Troia, é um espaço de testes que “vai contribuir para promover a economia nacional, a inovação e desenvolvimento tecnológico”, afirmou a ministra da Defesa Nacional.

Helena Carreiras, que falava aos jornalistas numa visita ao trabalho a ser desenvolvido no Centro de Experimentação Operacional da Marinha (CEOM) e na ZLT, destacou “este contributo grande que as Forças Armadas e a Marinha, neste caso em particular, estão a dar para promover a economia nacional, a inovação, o desenvolvimento tecnológico”.

A esquerda Portuguesa pós guerra

Parte da esquerda portuguesa, com exceção do Livre, por isso talvez não seja parte mas grande parte, claudicou no assunto Putin. Não na condenação ao ataque, mas no acreditar que este se realizasse. Faço já a minha declaração de interesses, dizendo que fui um dos que não acreditei. Tal como numa outra publicação minha, defendi que a montante do ataque não considerei a Rússia como culpada única, acreditei numa via diplomática de forma a evitar a continuação do avanço da Nato ainda para mais próximo da Rússia e um referendo vigiado para a independência de Donetsk e Lugansk.

Tróia acolhe centro de inovação da NATO

Portugal foi o país escolhido para acolher dois centros de inovação em Defesa no âmbito do Acelerador de Inovação da NATO, “Defence Innovation Accelerator for the North Atlantic” (DIANA), revelou o Ministério da Defesa Nacional em comunicado.

Segundo a mesma fonte, um “Accelerator Network Site” e um “Test Centre” vão ser instalados na Arsenal do Alfeite, em Almada, e no Centro de Experimentação Operacional da Marinha, em Tróia, respetivamente. O Governo indica ainda que estas infraestruturas deverão iniciar operações em 2023.

O Leste Europeu no centro do Mundo

Em 1919 foi assinado o tratado de Versalhes pelos aliados vencedores da 1ª Guerra Mundial, e pela vencida Alemanha. Este tratado que impunha o pagamento de avultadas despesas à Alemanha como responsável máxima pela guerra na Europa é visto por muitos como o grande responsável pela escalada de Hitler até ao poder e consequentemente da 2ª Guerra Mundial. Esta introdução serve como metáfora ao que considero ter sido uma humilhação praticada pelos EUA e Nato à Rússia desde a queda da União Soviética.

A Informação Não é Poesia

Por Júlio Roldão *

A cobertura jornalística, em directo, da invasão da Ucránia pela Rússia está a ser feita sem qualquer filtro –  basta sublinhar que estão a ser filmados e mostrados nas televisões cadáveres abandonados em ruas de localidades ucranianas e que estão a ser dadas como confirmadas informações recolhidas por cidadãos anónimos, auto-proclamados jornalistas por possuírem um telemóvel que filma e tem acesso à Internet.

Exercício da NATO em Beja foi adiado

Estava previsto realizar de 10 a 22 de maio, em Beja, o exercício “Tiger Meet” com militares da NATO. Devido à atual situação de pandemia Covid-19, o mesmo foi adiado para julho de 2020.

A Base aérea alentejana iria receber cerca de três mil militares, 100 aeronaves de 20 esquadras.

Esta era a 56ª edição do NATO "Tiger Meet", o maior encontro mundial de Esquadras de voo Tigres.

Quando se realizar, em julho, será a terceira vez em Beja, e pela quarta em Portugal, numa organização da Esquadra 301-Jaguares, da base aérea 5, em Monte Real.

Festival de jatos de guerra da NATO "rasga" céus de Beja e espera 100 mil espetadores

Beja vai receber em maio um festival aéreo que conta com mais de 100 jatos de guerra e 3000 militares de 16 países aliados, com uma previsão de 100 mil espetadores, a 17 de maio. Falamos do Nato Tiger Meet de 2020, que celebra ao mesmo tempo 0 68º aniversário da Força Aérea Portuguesa.

Tigres de todo o mundo vão voar em Beja

De 10 e 22 de maio, Beja vai ser a casa da 56ª edição do NATO "Tiger Meet", o maior encontro mundial de Esquadras de voo Tigres.

Na base aérea 11, são esperados cerca de três mil militares e 100 aeronaves de 20 esquadras, numa iniciativa que se realiza pela terceira vez em Beja, e pela quarta em Portugal, numa organização da Esquadra 301-Jaguares, da base aérea 5, em Monte Real.

Estarão representados 14 países, 12 da NATO e dois convidados: a Suíça e a Áustria.

Tropas Aliadas preparam guerra em Vendas Novas

Decorre já o maior exercício anual pelo Exército português, o ORION 19 e que envolve 7 países da NATO, num total de 1300 militares e 180 viaturas.

Os exercícios decorrem desde dia 19 e estender-se-ão até ao final do mês, sendo realizadas operações militares no concelho de Vendas Novas, além de Abrantes e Santa Margarida.

Beja é base de cenário de guerra da NATO

“Si vis pacem, para bellum” é um provérbio romano (em latim), que pode ser traduzido como "se quer paz, prepare-se para a guerra” e é isso que vai juntar as várias vertentes militares de vários países da NATO, em Beja.

Páginas