Está aqui

Centro de Arte e Cultura da Fundação Eugénio de Almeida

Obras de Ai Weiwei, Niek te Wierik e Sara Leme em Évora

A exposição “A Paisagem É Para Sempre”, que inclui obras de Ai Weiwei, Niek te Wierik e Sara Leme, vai ser inaugurada a 6 de setembro no Centro de Arte e Cultura da Fundação Eugénio de Almeida (FEA), em Évora.

Em comunicado, citado pela Lusa, a fundação revelou que a mostra poderá ser visitada pelo público até ao próximo dia 23 de outubro.

Évora volta a transformar-se em sala de cinema ao ar livre

O Jardim Tardoz do Centro de Arte e Cultura (CAC) da Fundação Eugénio de Almeida (FEA), em Évora, vai voltar a transformar-se numa sala de cinema ao ar livre com o regresso da 3.ª edição de “Cinema Paraíso”, com início a 9 de julho.

De acordo com a Renascença, este ciclo de cinema ao ar livre começa a 9 de julho e termina a 6 de agosto, sempre às 21:30, com entrada livre e acompanhamento musical ao vivo.

ALVEX - AL(entejo) V(irtual) EX(tremadura) na FEA

O Centro de Arte e Cultura da Fundação Eugénio de Almeida inaugura, no dia 19 de fevereiro de 2022, em Évora, a exposição ALVEX, de Maite Cajaraville.

Resultado do acrónimo de AL(entejo) V(irtual) EX(tremadura), ALVEX é fruto da colaboração entre o Centro de Arte e Cultura da Fundação Eugénio de Almeida e o MEIAC (Museu Extremeño e Ibero-Americano de Arte Contemporânea) em diálogo com a artista Maite Cajaraville, e estará aberto a visitas de terça-feira a domingo, a partir do dia 19 de fevereiro, no Centro de Arte e Cultura, em Évora.

Évora promove encontros do seu meio artístico e académico

O Centro de Arte e Cultura (CAC) da Fundação Eugénio de Almeida (FEA) está a organizar uma série de encontros com pessoas do meio artístico, cultural e académico de Évora, que irão decorrer a partir de amanhã, quarta-feira, na cidade alentejana.

De acordo com a fundação, citada pela Lusa, o programa, intitulado “Duas ou três coisas…”, prolonga-se até dia 29 de janeiro e consiste em “encontros com saberes, vozes e perspetivas da cidade, procurando campos de debate que cruzam Évora com os seus horizontes atuais”.

Évora é palco de arte e cultura com evento “Dias Ibero-Americanos”

A iniciativa “Dias Ibero-Americanos”, da Fundação Eugénio de Almeida (FEA), vai decorrer em Évora, no Centro de Arte e Cultura (CAC) da fundação, a partir de hoje, quarta-feira, revela a agência Lusa.

O evento, promovido por este centro da FEA dedicado à arte contemporânea, tem lugar numa altura em que está patente no espaço a exposição “Do outro lado – A coleção ibero-americana do MEIAC”.

Ciclo de cinema ao ar livre preenche sábados à noite em Évora

As noites de sábado em Évora vão receber um ciclo de cinema ao ar livre, com a projeção de “filmes exemplares”, alguns musicados ao vivo, já a partir do próximo dia 3 de julho, até 28 de agosto, adianta a agência Lusa.

O ciclo Cinema Paraíso é promovido pelo Centro de Arte e Cultura (CAC) da Fundação Eugénio de Almeida (FEA) e vai ter lugar no Jardim Tardoz daquele equipamento cultural, sempre ao sábado, às 21h30, com entradas livres, mas limitadas à lotação da plateia, de acordo com a organização.

“Eu estou no Museu?” representa retratos de professores e alunos de Évora

A exposição “Eu estou no Museu?”, composta por uma sucessão de retratos, em suporte digital, de professores, educadores, crianças e jovens de instituições de ensino de Évora, está patente no Centro de Arte e Cultura (CAC) da Fundação Eugénio de Almeida (FEA).

Segundo a Renascença, esta mostra é o resultado de um desafio lançado aos estabelecimentos de ensino pelo Serviço Educativo da FEA, para que recebessem, nas suas instalações, um conjunto de sessões que incidem sobre as exposições “Ilhéus”, de Moira Forjaz e “Strata”, de Deanna Sirlin, ambas patentes no CAC.

Évora recebe exposição para celebrar proximidade com Moçambique

A exposição “Ilhéus”, com mais 40 retratos fotográficos de habitantes da Ilha de Moçambique e da autoria de Moira Forjaz, vai estar em exibição no Centro de Arte e Cultura (CAC) da Fundação Eugénio de Almeida (FEA) em Évora, a partir de 19 de setembro.

De acordo com a Lusa, a mostra é de entrada gratuita e estará patente até ao final do primeiro trimestre do próximo ano.

Há um novo ciclo de exposições para ver em Évora

No Centro de Arte e Cultura da Fundação Eugénio de Almeida (FEA), em Évora, há, desde ontem, um novo ciclo de exposições.

São três novas exposições, com foco no objeto: «Fahrenheit, a consagração de Babel», «Boundless Objects» e «Arquiteturas Pintadas – figuração pós-conceptual espanhola».

Évora: Exposições em dose dupla na FEA

No Centro de Arte e Cultura Eugénio de Almeida, em Évora, e até 29 de setembro, há duas exposições que não vai querer perder: Studiolo XXI, Desenho e afinidades e Maria Lino, Lâmina olhar animal.

Páginas