Está aqui

Centro de Arte e Cultura da Fundação Eugénio de Almeida

Ciclo de cinema ao ar livre preenche sábados à noite em Évora

As noites de sábado em Évora vão receber um ciclo de cinema ao ar livre, com a projeção de “filmes exemplares”, alguns musicados ao vivo, já a partir do próximo dia 3 de julho, até 28 de agosto, adianta a agência Lusa.

O ciclo Cinema Paraíso é promovido pelo Centro de Arte e Cultura (CAC) da Fundação Eugénio de Almeida (FEA) e vai ter lugar no Jardim Tardoz daquele equipamento cultural, sempre ao sábado, às 21h30, com entradas livres, mas limitadas à lotação da plateia, de acordo com a organização.

“Eu estou no Museu?” representa retratos de professores e alunos de Évora

A exposição “Eu estou no Museu?”, composta por uma sucessão de retratos, em suporte digital, de professores, educadores, crianças e jovens de instituições de ensino de Évora, está patente no Centro de Arte e Cultura (CAC) da Fundação Eugénio de Almeida (FEA).

Segundo a Renascença, esta mostra é o resultado de um desafio lançado aos estabelecimentos de ensino pelo Serviço Educativo da FEA, para que recebessem, nas suas instalações, um conjunto de sessões que incidem sobre as exposições “Ilhéus”, de Moira Forjaz e “Strata”, de Deanna Sirlin, ambas patentes no CAC.

Évora recebe exposição para celebrar proximidade com Moçambique

A exposição “Ilhéus”, com mais 40 retratos fotográficos de habitantes da Ilha de Moçambique e da autoria de Moira Forjaz, vai estar em exibição no Centro de Arte e Cultura (CAC) da Fundação Eugénio de Almeida (FEA) em Évora, a partir de 19 de setembro.

De acordo com a Lusa, a mostra é de entrada gratuita e estará patente até ao final do primeiro trimestre do próximo ano.

Há um novo ciclo de exposições para ver em Évora

No Centro de Arte e Cultura da Fundação Eugénio de Almeida (FEA), em Évora, há, desde ontem, um novo ciclo de exposições.

São três novas exposições, com foco no objeto: «Fahrenheit, a consagração de Babel», «Boundless Objects» e «Arquiteturas Pintadas – figuração pós-conceptual espanhola».

Évora: Exposições em dose dupla na FEA

No Centro de Arte e Cultura Eugénio de Almeida, em Évora, e até 29 de setembro, há duas exposições que não vai querer perder: Studiolo XXI, Desenho e afinidades e Maria Lino, Lâmina olhar animal.

ÉVORA: 18 MULHERES EM EXPOSIÇÃO COLETIVA

Serão obras de 18 artistas, 18 mulheres que abrirão, em março, a temporada de exposições no Centro de Arte e Cultura da Fundação Eugénio de Almeida, em Évora.

Este ano, a programação do centro tem por tema as "Periferias" e marca também o início de José Alberto Ferreira como diretor artístico deste espaço eborense.