3 Agosto 2016      06:46

Está aqui

IMI PODE SUBIR COM VISTA DA CASA E EXPOSIÇÃO SOLAR

O coeficiente de “localização e operacionalidade relativa”, que pondera aspectos como a qualidade e o conforto resultado da localização dos imóveis, vai mudar, conforme avança o Jornal de Negócios na sua edição de ontem.

As casas que sejam reavaliadas daqui em diante poderão sofrer ou beneficiar com a mudança, consoante o caso concreto. O secretário de Estado dos Assuntos Fiscais defendeu ontem que as alterações introduzidas no Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) pretendem aproximar o imposto a pagar do valor de mercado do imóvel e trazer mais justiça fiscal. 

"Não há nenhuma inovação de fundo em factores como a exposição solar ou outros serem considerados na avaliação dos prédios para efeitos de IMI. Sempre contaram desde que há avaliações dos prédios para efeitos do IMI", declarou Fernando Rocha Andrade, em declarações à agência Lusa.

Características com uma boa orientação solar ou com uma vista privilegiada, que no mercado imobiliário acabam por valer mais, também vão ser consideradas de forma mais fina no cálculo do valor patrimonial tributário dos imóveis, podendo traduzir-se numa subida do IMI para aqueles prédios que entretanto sejam reavaliados. (…) O Portal das Finanças disponibiliza um simulador onde é possível ter uma ideia aproximada, bastando introduzir os elementos que constam nas cadernetas prediais.

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.