19 Janeiro 2020      09:39

Está aqui

Hospital de Évora: deputados dizem não haver volta atrás

De acordo com os deputados socialistas eleitos por Évora, Luís Capoulas Santos e Norberto Patinho, não há retorno: o Orçamento de Estado para 2020 torna irreversível a construção do Novo Hospital Central do Alentejo.

Os deputados visitaram, este sábado, o local onde vai ser construído o novo Hospital Central do Alentejo, tendo também reunido com a Presidente do Conselho de Administração do Hospital do Espírito Santo, Filomena Mendes, e com o Presidente da ARS do Alentejo, José Robalo.

Há uma dotação inscrita no Orçamento de Estado para 2020 de 11 milhões de euros, uma pequena parte do investimento total e que ronda os 180 milhões de euros, no entanto, consideram que estão reunidas todas as condições para um breve arranque das obras da futura unidade hospitalar.

O Júri do Concurso público internacional para a empreitada de construção do novo Hospital selecionou já a empresa construtora, notificou os interessados do projeto de decisão de adjudicação da empreitada e espera-se que, logo que obtido o Visto do Tribunal de Contas, as obras possam ter início ainda no primeiro semestre de 2020.

Os deputados socialistas, em comunicado, consideram que esta é uma razão acrescida para que todos os deputados dos partidos que têm vindo a defender a conclusão do Hospital votem favoravelmente a proposta de Orçamento de Estado para 2020, atualmente em discussão na Assembleia da República.

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.