Está aqui

saúde

COVID-19: Odemira com mais de 2M€ para apoiar empresários e famílias

Odemira tem mais de 2M€ para dar resposta às consequências do coronavírus no concelho e que conta com um do 1º caso confirmado com COVID-19.

Covid-19 - Universidade de Évora disponibiliza equipamento para detetar o vírus

A Universidade de Évora (UÉ) decidiu um conjunto de ações de modo a ajudar no combate ao Coronavírus Covid-19.

Além da doação de materiais de proteção como luvas, máscaras e batas e da possível cedência de um ventilador, a universidade alentejana colocou à disposição da Administração Regional de Saúde do Alentejo, um termociclador, um PCR, um equipamento considerado essencial para o diagnóstico do Covid-19.

Clubes e empresas alentejanas cedem instalações no combate ao Covid-19

Primeiro foi o Juventude Sport Clube, depois a Lusitano SAD, a disponibilizar os complexos desportivos para possível uso pelas entidades de saúde no combate à pandemia Covid-19.

A verdadeira vacina és TU

Este não é um título original, não é meu. Mas é verdade e pode ajudar a perceber o que está em causa nos estranhos dias que vivemos. Esta é uma crise mundial, económica e humana, sem igual na era moderna.

Se estes tempos de crise trazem à tona o melhor sentimento de fraternidade e de humanismo, também é verdade que enfatiza a estupidez humana.

Há, pela net, toda uma nova corrente de especialistas com base em algo quase tão como mau como o Covid-19: o “Covi-dizer”.

Alcácer do Sal conclui nova extensão de saúde

A construção da nova Extensão de Saúde de Palma, em Alcácer do Sal, ficou concluída esta semana concluída, com a pintura da infraestrutura principal.

A instalação desta unidade significou um investimento de cerca de 100 mil euros por parte do Município de Alcácer do Sal e está equipada com dois gabinetes médicos, estando equipada, segundo o município, para prestar serviços médicos à população de Palma. A construção do posto médico contou também com o apoio da União das Freguesias de Alcácer do Sal e Santa Susana.
 

Covid-19 - praias interditadas na Costa Alentejana

Seguindo as diretrizes emanadas e implementadas pelo Governo e que visam conter a propagação do vírus COVID-19, a Capitania do Porto de Sines declarou interditas as atividades desportivas e outras que impliquem aglomerados de pessoas nas praias marítimas dos concelhos de Sines e Odemira.

A medida pretende minimizar a probabilidade de disseminação do vírus e será levantada assim que estejam reunidas as condições de segurança.

 

Imagem de sines.pt

Coronavírus: quando a realidade supera a ficção...

E subitamente, a vida mudou… Nunca pensei escrever algumas linhas sobre a realidade de hoje. Num ápice, tudo aquilo que dávamos como adquirido, nomeadamente os planos, os sonhos, os projetos e as legítimas aspirações relativamente ao futuro ficaram adiados. Infelizmente, muitos deles talvez nunca se venham a concretizar. O país parou. O mundo está a parar…

As teorias da conspiração vão surgindo, para justificar o inesperado aparecimento deste nefasto repto. Na minha perspetiva, foi a natureza que falou mais alto.

O vírus que nos afasta, morre com união

Vivemos tempos daqueles que pensámos só aconteceriam em filmes de ficção científica ou, como disse Rodrigo Guedes de Carvalho, que nos habituámos a pensar que “só acontece aos outros”. A ameaça está aqui, é real e á que combater este inimigo invisível.

Para evitar o contágio do Covid-19 deve seguir um conjunto de várias práticas:

Hospitais alentejanos com heliportos reabilitados

Foi anunciado, esta semana, pelo Governo, a reabilitação de heliportos hospitalares e que abrange os heliportos alentejanos do Hospital de Évora e o do Hospital Litoral Alentejano, em Santiago do Cacém, e que fazem mesmo parte de uma lista de 12 que são considerados prioritários.

No total nacional serão 38 heliportos hospitalares que serão intervencionados e necessitam de melhor a sua operacionalidade e melhorar também a capacidade de resposta do SNS.

As intervenções consideradas prioritárias deverão ficar concluídas até ao final de 2020.

Hospital de Évora: deputados dizem não haver volta atrás

De acordo com os deputados socialistas eleitos por Évora, Luís Capoulas Santos e Norberto Patinho, não há retorno: o Orçamento de Estado para 2020 torna irreversível a construção do Novo Hospital Central do Alentejo.

Os deputados visitaram, este sábado, o local onde vai ser construído o novo Hospital Central do Alentejo, tendo também reunido com a Presidente do Conselho de Administração do Hospital do Espírito Santo, Filomena Mendes, e com o Presidente da ARS do Alentejo, José Robalo.

Páginas