23 Outubro 2018      10:20

Está aqui

Baja Portalegre, ou como um evento desportivo se torna o meio de promoção de uma Região

O crescimento e desenvolvimento sustentado que o Alentejo tem vindo a ter nos últimos anos tem sido preconizado por um conjunto de vectores estratégicos que convergem para um dos seus grandes pilares de retorno económico – o Turismo. Com uma extensão demográfica ampla e combatendo a desertificação, a Região do Alentejo, através da sintonia entre organismos, municípios e freguesias, tem conseguido atingir níveis significativos de crescimento. A qualificação e reconhecimento do seu património cultural, etnográfico e histórico tem sido uma das potencialidades que têm projectado este território internacionalmente.

Numa outra perspectiva, a promoção do segmento do turismo através da realização de eventos desportivos tem sido ao longo dos tempos um meio que entidades, associações, municípios, freguesias e clubes encontram para dinamizar a imagem do seu território. “Hoje em dia, o desporto representa uma arma estratégica ao dispor de qualquer nação para promoção da sua imagem. Quanto melhor estiverem organizados os eventos desportivos, maiores serão os efeitos positivos na promoção desse país, em actividades tão diversas como o turismo, o comércio e outras.” (DIAS, Paula : 2006). Nesta linha, encontramos ainda hoje, “autênticos oásis” na nossa região em comparação com a realidade de territórios semelhantes noutras regiões do país. Uma das grandes referências neste âmbito é a Volta ao Alentejo em bicicleta e que se realiza desde 1983.  No entanto, encontramos um outro grande evento desportivo na modalidade de Todo-o-Terreno, que se realiza desde a década de oitenta (1988) - a Baja de Reguengos, inicialmente denominada como Rali TT Esporão. Recentemente a Meia Maratona EDP Running Wonders realizada em Évora tornou-se também um excelente veículo de projeção pela elevada participação e retorno económico.

E é precisamente numa lógica de longevidade, elevada participação, mediatismo internacional e retorno económico que sublinho o contributo inequívoco que a Baja Portalegre tem vindo a promover na Região alentejana ao longo de décadas. É na qualidade que se confere diferença, é no detalhe que se evolui e na comunicação que se cresce, são estes alguns dos ingredientes com que José Megre e seus pares conseguiram fazer desta uma prova de dimensão mundial. Com um historial ímpar e onde figuram os nomes mais sonantes da modalidade a nível nacional e internacional (Serge Bacou, Thierry Charbonnier, Gilles Lalay, Stéphane Peterhansel, David Castera, Cyril Esquirol, Richard Sainct, Alain Perez, Nasser Al-Attiya, Vladimir Vasilyev, Carlos Sainz, Bruno Saby, Jutta Kleinschmidt, Mark Miller, Hiroshi Masuoka, Luc Alphand e Colin McRae). No ano de 2004 Colin McRae levou a Portalegre a presença de 250.000 espectadores. A dimensão internacional confere-lhe uma visibilidade e um mediatismo ímpar, tornando-se um significativo meio de promoção do território, da sua cultura e tradições, da sua riqueza paisagística, da biodiversidade e património. São estes eventos que conseguem exercer na actualidade um papel fundamental no contexto social, político e económico de uma Região, cidade ou vila, aumentando o consumo e promovendo o seu desenvolvimento.

Imagem de capa ACP
 
Siga o Tribuna Alentejo no  e no Junte-se ao Fórum Tribuna Alentejo e saiba tudo em primeira mão
 
 
CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.