26 Dezembro 2018      09:46

Está aqui

8 das 100 melhores fotografias do norte-americano Space.com são do Alentejo

Das 100 melhores fotografias do espaço de 2018 selecionadas pelo portal norte-americano Space.com, 10 são de Miguel Claro, o conhecido fotógrafo do céu de Alqueva e 8 delas são mesmo do Dark Sky Alqueva, classificado pela UNESCO como "Starlight Tourism Destination".

O portal, www.space.com, de notícias ligadas ao espaço e astronomia, ciência e tecnologia, faz assim figurar ao lado de imagens de Marte, da Via Láctea, de uma aurora boreal no Alasca ou de um pôr do sol em Nova Iorque, 8 imagens do céu alentejano de Alqueva.

O "Dark Sky Alqueva", que integra Alandroal, Barrancos, Moura, Mourão, Portel e Reguengos de Monsaraz, foi o primeiro destino turístico do mundo para ver as estrelas a obter a certificação.

Desde 2008 que o Dark Sky® promove o turismo científico em Alqueva e atrai cada vez mais visitantes à região, não só para observar o céu, mas também para outras actividades noturnas como passeios a cavalo, passeios pedestres pelas oliveiras milenares, provas cegas de vinho, corridas, canoagem, orientação, observação de aves e da vida selvagem, yoga, fotografia, entre outras.

Uma observação astronómica guiada permite dar a conhecer a esfera celeste com as suas constelações e objectos do céu profundo, como nebulosas, enxames de estrelas, galáxias, etc, seja para quem nunca “observou” o céu seja para quem já o fez mas quer aprofundar conhecimentos.

O Dark Sky® já realizou em co-organização com a Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz a Dark Sky® Party Alqueva em Monsaraz e com a Câmara Municipal de Mourão a Starlight Party Alqueva, onde foi possível assistir a palestras, workshops, observações astronómicas e participar na Dark Sky® Run.

A procura pelo produto astroturismo está a crescer a um ritmo de 12,8 % ao ano, com base nos dados recolhidos através da implementação do Sistema de Indicadores de Sustentabilidade (ETIS).

Para além destes dados, destaca-se igualmente o crescimento da procura de astroturistas alemães, holandeses, franceses, ingleses e espanhóis, países onde o Dark Sky® tem estado a concentrar esforços de promoção.

Para além do território já certificado, o Dark Sky® cresceu para o lado espanhol, e expandiu-se no lado português abrangendo agora os concelhos de Mértola e Évora. Tendo o céu por base, novos projectos estão em desenvolvimento na área da arqueoastronomia, e no combate à poluição luminosa.

 

Imagem de capa Miguel Claro/Reserva Dark Sky

 

 

Siga o Tribuna Alentejo no  e no Junte-se ao Fórum Tribuna Alentejo e saiba tudo em primeira mão

 

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.