18 Junho 2016      11:39

Está aqui

400 ANOS DO AQUEDUTO DE ÉVORA ORIGINAM INTERVENÇÃO PERFORMATIVA

Os alunos da Licenciatura em Teatro da Universidade de Évora aceitaram o desafio e puseram a imaginação e criatividade a trabalhar para dar origem a uma intervenção performativa. O mote eram os 400 anos do Aqueduto da Água de Prata, em Évora, e o resultado é o espetáculo “Sete Águas” e a que vai poder assistir este sábado, pelas 19:00h, no Largo de Chão das Covas em Évora.

“Sete Águas” é uma sucessão de pequenas cenas alusivas à presença do Aqueduto em Évora, com base na pesquisa e seleção de algumas histórias, acontecimentos, personagens carismáticas e lendas de origem histórica. Estes dados foram trabalhados pelos alunos do curso, numa modalidade de espetáculo participativo, com conceção e coordenação de Isabel Bezelga, Filipa Almeida, Helena Baronet e Ana Tamen.

O espetáculo conta com o apoio do município, da DAC/ EArtes da Universidade de Évora, da Confraria da Moenga e da Associação do Imaginário e conta com a participação de Joana Ferreira Leonardo; Ana Sofia Nóbrega; Tiago Carrasco; Ana Sofia Cunha; Carolina Figueiredo; Milene Pratas; Simão Góis; José Santos; Mafalda Mósca; Juliana Fonseca e Raquel Crisóstomo.

 

Imagem do site VISITEVORA.NET

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.