Está aqui

Direção Regional de Cultura do Alentejo

Igreja da Cartuxa de Évora vai ser classificada como monumento

A Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) acabou de publicar, em Diário da República, o processo de ampliação da classificação como monumento nacional da Igreja da Cartuxa de Évora, para incluir o conjunto do mosteiro.

De acordo com a agência Lusa, João Carlos dos Santos, diretor-geral do Património Cultural, indicou que o seu despacho, de 12 de abril deste ano, determina a abertura do procedimento de ampliação da classificação da Igreja da Cartuxa e de redenominação para Conjunto Monástico da Cartuxa de Évora.

Viana do Alentejo e Grândola com 36 megálitos em classificação

Um total de 17 monumentos megalíticos do concelho de Viana do Alentejo e um total de 19 monumentos no concelho de Grândola integram o processo de classificação do megalitismo alentejano como conjunto de interesse nacional.

De acordo com os municípios, o processo foi desencadeado pela Direção Regional de Cultura do Alentejo e totaliza 2049 monumentos dispersos por vários concelhos. O objetivo é “a salvaguarda deste património face à destruição que tem sido alvo em resultado de práticas agrícolas associadas a explorações superintensivas”.

ONG pedem suspensão de obras na Casa do Alcaide-Mor de Estremoz

A demolição da fachada e de grande parte da Casa do Alcaide-Mor de Estremoz, para transformar a estrutura num “hotel de charme” integrado num conjunto de “villas” com piscina e áreas de lazer, está a ser contestada por quatro organizações não-governamentais (ONG) ligadas ao património, que pediram à cultura a suspensão do licenciamento da obra.

Candidatura de Évora a Capital Europeia da Cultura 2027 entregue com alecrim

A candidatura de Évora a Capital Europeia da Cultura (CEC) 2027 foi enviada para análise pelo júri internacional e propõe a região do Alentejo como “centro de cultura e de pensamento”, adianta a Lusa.

O dossiê, composto por 20 volumes, foi depositado na manhã de ontem, terça-feira, nos CTT para envio postal, ambicionando a candidatura “tornar a cidade e a região num centro de cultura e de pensamento sobre a ação da Humanidade a partir da cultura holística do Alentejo”, indicou a equipa de missão de Évora 2027.

Encontro da Rede de Museus do Baixo Alentejo acontece em Almodôvar

O 5.º Encontro da Rede de Museus do Baixo Alentejo, este ano com o lema “os Bastidores dos Museus: modelos e práticas”, vai decorrer na próxima sexta-feira, dia 29 de outubro, no Cineteatro Municipal de Almodôvar.

Ana Paula Amendoeira, diretora Regional de Cultura do Alentejo, vai marcar presença na sessão de abertura, ao lado de Rui Cortes, representante do Grupo Coordenador da Rede de Museus do Baixo Alentejo, Fernando Romba, primeiro secretário da Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo, e Ana Carmo, vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Almodôvar.

Alentejo: 6 equipamentos integram a Rede de Teatros e Cineteatros Portugueses

A Direção Regional de Cultura informou que o Alentejo conta com seis equipamentos culturais na lista das primeiras entidades da RTCP - Rede de Teatros e Cineteatros Portugueses.

O  Armazém 8 - Casa das Artes, em Évora; o Centro de Artes e do Espetáculo de Portalegre, o Cine Granadeiro, em Grândola; o Cineteatro Sousa Telles, em Ourique; o Cineteatro Curvo Semedo, em Montemor-o-Novo e o Pax Julia - Teatro Municipal, em Beja, são os seis equipamentos culturais alentejanos que integram a lista das primeiras entidades RTCP.

Évora exibe 43 filmes de 20 países em Festival de Curtas-Metragens

O Festival Internacional de Curtas-Metragens de Évora (FIKE), cuja edição de 2020 foi cancelada devido à pandemia, vai regressar à cidade alentejana em setembro, com um total de 43 filmes de 20 países em competição.

Em comunicado enviado à agência Lusa, a organização indicou que, nesta 17.ª edição, que se realiza entre 20 e 25 de setembro, vão estar 43 filmes, nas categorias de ficção, documentário e animação.

Villa romana descoberta nas obras da ferrovia em Évora

Uma ‘villa’ romana, datada entre os séculos III e V, foi identificada perto de Évora, durante trabalhos arqueológicos nas obras de construção da nova ferrovia, levando a Infraestruturas de Portugal (IP) a alterar o projeto.

Fonte da empresa pública disse à Lusa que a IP “alterou o projeto no local” para que “a execução dos trabalhos necessários à construção do novo troço ferroviário não afete o sítio e respetivos contextos arqueológicos”.

A mesma fonte salientou que, com esta alteração, está garantida “a preservação do sítio em toda a sua extensão”.

Basílica Real de Castro Verde será classificada como Monumento Nacional

A Basílica Real de Castro Verde vai ser classificada como Monumento Nacional, revelou o município em comunicado.

Segundo a autarquia, o processo está em curso e foi anunciado pela Diretora Regional de Cultura do Alentejo (DRCA), Ana Paula Amendoeira, no âmbito da assinatura do auto de consignação “da fase mais importante das obras de reabilitação”, que se realizou esta terça-feira nos Paços do Município.

Teto da Basílica Real de Castro Verde restaurado em 310 mil euros

As obras de restauro do teto pintado em madeira da Basílica Real de Castro Verde arrancam hoje, segunda-feira, numa intervenção avaliada em 310 mil euros e que deverá demorar cerca de um ano, anunciou a Paróquia.

A fonte, citada pelo Correio Alentejo, adianta que todo o culto, “nomeadamente dominical”, irá passar para a Igreja dos Remédios, sendo igualmente interrompidas as visitas turísticas à Basílica Real e ao seu Tesouro.

Páginas