Está aqui

Alentejo

Ministra da Cultura visitou entidades artísticas em Beja esta sexta-feira

A ministra da Cultura, Graça Fonseca, vai estar hoje, sexta-feira, em Beja para visitar o Museu Regional Rainha D. Leonor, onde assistirá à apresentação pública do projeto “Futurama”, da BOCA Associação.

A visita tem início às 15h30, sendo o Futurama “um projeto cultural e artístico que vai arrancar no Baixo Alentejo e que se vai desenvolver, em simultâneo, nos quatro municípios [Beja, Castro Verde, Serpa e Mértola] e com o mesmo programa de atividades”, explica John Romão à Rádio Pax, diretor artístico do Futurama.

Mel de Portel arrecada ouro e prata em Concurso Nacional

O Mel de Portel, do produtor José Manuel Adivinha, e o Mel Serra de Portel, do produtor Pedro Malhadas, ganharam medalhas de ouro e prata, respetivamente, no XII Concurso Nacional de Mel, organizado pela Federação Nacional dos Apicultores em conjunto com a Feira Nacional de Agricultura.

Em nota de imprensa, o município congratula os seus produtores por estas duas distinções, “dois produtores do concelho os quais, ano após ano, são distinguidos e premiados pela excelência dos seus produtos”.

Portalegre investe mais de 1 milhão nos Paços do Concelho

A Câmara Municipal de Portalegre assinou o auto de consignação para a empreitada de reabilitação e reconversão do edifício dos Antigos Paços do Concelho para Centro Documental de Património, num investimento de mais de um milhão de euros.

Festival internacional de teatro do Alentejo começa hoje

A edição de 2021 do FITA – Festival Internacional de Teatro do Alentejo arranca hoje, quinta-feira, em mais de uma dezena de localidades da região, organizado pela companhia bejense “Lendias d’Encantar”.

Segundo a Rádio Pax, o festival havia sido cancelado no ano passado, devido à pandemia, mas este ano a organização decidiu voltar ao evento presencial.

Desemprego aumenta em 2020 em todo o país exceto no Alentejo

Em 2020, a taxa de desemprego aumentou na maioria das regiões da União Europeia (UE) e também em Portugal, com exceção para o Alentejo e Açores, segundo dados divulgados esta quarta-feira pelo Eurostat.

De acordo com a Lusa, o gabinete estatístico europeu refere que o desemprego aumentou em Portugal de 6,5% em 2019 para 6,9% em 2020, mantendo-se abaixo da média da União Europeia (UE 7,1%, face aos 6,7% de 2019).

Música quente, vinho e tapas no Convento do Espinheiro, em Évora

O luxuoso Convento do Espinheiro em Évora prepara-se para celebrar a primavera, o desconfinamento e a cultura com música, no Concerto da Rua das Pretas, a 8 de maio de 2021.
 

Marvão agenda quinzena gastronómica do bacalhau

A Câmara Municipal de Marvão agendou a quinzena gastronómica do bacalhau para o próximo sábado, a pensar nos “vizinhos espanhóis”, na crença de que a fronteira irá reabrir na última fase de desconfinamento, que deverá avançar na próxima segunda-feira, dia 3 de maio.

Em declarações à Rádio Portalegre, o presidente da autarquia, Luís Vitorino, disse que acredita que esta próxima fase de desconfinamento vai trazer uma “lufada de ar fresco” à economia do concelho alentejano, e nada melhor que a gastronomia para que o concelho possa voltar a receber visitantes de Espanha.

Monte Selvagem reabre com novidades mas precisa de ajuda

O parque Monte Selvagem, em Montemor-o-Novo, reabriu ao público com algumas novidades: a visita é agora apenas feita de forma pedestre, e “portanto mais sustentável”, e o número de miradouros disponíveis para os visitantes verem os animais aumentou.

Beja e Portalegre são os distritos com combustíveis mais caros

O preço médio de venda ao público da gasolina simples 95 aumentou 4,3% em março, face ao mês anterior, sendo que Beja e Portalegre são dos distritos com os combustíveis mais caros, avançam os dados mais recentes da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE).

De acordo com o jornal ECO, o preço médio passou de 1,532 euros por litro em fevereiro para quase 1,6 euros por litro no espaço de um mês, o que representou o sétimo aumento mensal seguido. Entre janeiro e fevereiro o salto tinha sido já também de 3,4%.

Agricultura intensiva contribui para declínio de sobreiros e azinheiras

Um estudo do Instituto Superior de Agronomia (ISA) analisou o “enorme declínio” de sobreirais e azinheirais no país nos últimos 50 anos e concluiu que a agricultura intensiva tem tido influência no decréscimo de ambas as espécies, avança a Lusa.

A equipa identificou também uma relação entre o aumento da temperatura média anual e a perda de coberto de sobreiros, assim como um decréscimo de azinheiras em áreas onde há uma maior exploração de gado bovino, afirmou a investigadora do Centro de Ecologia Aplicada do ISA responsável pelo estudo, Vanda Acácio.

Páginas