Está aqui

Alentejo

NILZA DE SENA VOLTA A DENUNCIAR "DEGRADAÇÃO" DA ESCOLA DE SERPA

A deputada do PSD eleita por Beja está hoje na Escola Secundária de Serpa, em véspera da audição do Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, no debate da especialidade do Orçamento, para denunciar aquilo que chama de falta de investimento do atual governo nas infra-estruturas escolares.

LABORATÓRIO HERCULES AJUDA A DEVOLVER CORES ORIGINAIS À SALA "DO BEIJA-MÃO" DE MAFRA

Quando passam 300 anos do início da construção do Real Edifício de Mafra, a Sala do Trono oferece a partir da próxima sexta-feira aos cerca de mil visitantes diários as suas magníficas cores originais, numa intervenção que durou 7 meses e que envolveu o Laboratório HERCULES da Universidade de Évora, o mais avançado do seu género na Europa.

ELVAS RECEBE CONGRESSO NACIONAL DE ESCOLAS AGRÁRIAS

O Centro de Negócios Transfronteiriços de Elvas recebe a 18 de novembro o II Congresso Nacional das Escolas Superiores Agrárias (CNESA).

O II CNESA dedicar-se-á à partilha de conhecimento entre investigadores portugueses nas áreas da Agronomia, Ambiente e Recursos Naturais, Ciência e Tecnologia Alimentar e Ciência Animal e é organizado pela Comissão Especializada de Escolas Superiores Agrárias no âmbito do Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos (CCISP). 

VIANA DO ALENTEJO COM 9 CURSOS DA UNIVERSIDADE POPULAR

O novo ano letivo no Polo de Viana do Alentejo da Universidade Popular arranca a 20 de novembro e, para além do Clube de Saúde Sénior, os alunos daquela universidade dispõem de mais 9 cursos – Grupo de Teatro Sénior, Curso de Língua Inglesa, Costura e Diversos, Oficina de Bordados e Costura, Conversas sobre Saúde, Informática, Alfabetização, História e Cultura Local e Saúde e Socorrismo.

BEJA MERECE + AVANÇA PELA "VIA DIPLOMÁTICA"

O Movimento “Beja Merece +”, que junto este fim de semana cerca de meio milhar de pessoas em Beja, numa reunião plenária, apresentou o que chama dos seus "10 mandamentos" e os seus principais objetivos como a conclusão do IP8 e da A26, a electrificação da Linha Ferroviária, um plano de melhorias na área da saúde na região e o aproveitamento do Aeroporto de Beja.

ARMÉNIO CARLOS EM ACÇÃO SINDICAL NA DELTA CAFÉS

O secretário-geral da CGTP-IN, Arménio Carlos, vai estar amanhã, terça-feira, na fábrica da Delta Cafés, em Campo Maior, para uma acção sindical.

A informação é avançada pela União Sindicatos do Norte Alentejano que esclarece que a acção visa "o reforço do diálogo social e da liberdade sindical" e nela se integra uma delegação de dirigentes da União dos Sindicatos do Norte Alentejano e do Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura e das Indústrias de Alimentação, Bebidas e Tabacos de Portugal.

Imagem de capa do Público, de Luís Forra.

ALANDROAL QUER JUROMENHA NO REVIVE

A Fortaleza de Juromenha, no concelho de Alandroal - um concelho com três castelos - é uma antiga fortaleza raiana, com um papel fulcral nas guerras contra Espanha e é um Imóvel de Interesse Público. Situada nas margens do Guadiana, as suas primeiras muralhas foram construídas por ordem de Júlio César no período da ocupação romana, em 44 a. C.

PETRÓLEO NO ALENTEJO: ENI/GALP QUER FURAR

São nove os furos que o consórcio ENI/GALP tinha previsto realizar nas três zonas marítimas offshore, a menos de 50 quilómetros da costa do Parque Natural do Sudoeste Alentejano, na Costa Vicentina.

“INVASÃO” CHINESA FAZ CRESCER TURISMO NO ALENTEJO

O Turismo no Alentejo levava, no final de agosto, oito meses em crescendo situando a região acima da média nacional que também está a crescer.

Para tal, a mais recente “invasão” de turistas chineses ajudou a região a crescer mais de 20%, mais que a média nacional.

O Alentejo apresentou um crescimento em diversos indicadores como no número de dormidas, na receita por quarto disponível, na taxa de ocupação média e nos proveitos por aposentos.

PÊRA-MANCA - A LENDA ESTÁ DE VOLTA

Muitos já ouviram falar. Poucos o viram. O lendário Pêra-Manca tinto está de volta este ano.

Fruto da colheita de 2013 o Pêra-Manca tinto regressa este ano, depois d eem 27 anos de colheita só terem sido produzidas 14 edições. Só há quando a qualidade ímpar lhe é conferida.

Foi assim que começou em 1990, e a tradição é mantida pelos enólogos da Cartuxa, propriedade da Fundação Eugénio de Almeida.

Páginas