11 Outubro 2019      15:08

Está aqui

História Curiosa da Medicina- Uma sugestão Tribuna

Na Grécia Antiga, Hipócrates – “o pai da medicina” – acreditava que a única maneira de saber se uma mulher estava grávida era introduzir uma cebola na vagina e mantê-la lá durante a noite. Se no dia seguinte o legume conservasse o seu sabor, isso queria dizer que estava grávida. Poderiamos escolher um exemplo menos gráfico para apresentar esta História Curiosa da Medicina, mas este serve bem para mostrar as histórias que nos traz o médico espanhol e divulgador científico, Pedro Gargantilla. Um livro que permite perceber que a evolução da medicina passou, não apenas pela pesquisa cientifica, mas também, e muito, pelo acaso e pela curiosidade.

Sabia que uma das descobertas que mais vida salvou foi a importância da lavagem das mãos por parte de médicos e enfermeiros? E que o primeiro ensaio clínico foi realizado no século XVIII pelo médico James Lind a bordo do navio Salisbury a 12 doentes com escorbuto? Os dois marinheiros que comeram diariamente duas laranjas e um limão ficaram curados, enquanto os restantes, que receberam outros tratamentos, não... E que a mais antiga cirurgia conhecida é a trepanação, que consistia em fazer um furo num dos ossos do crânio para que o espírito maligno que tinha invadido a cabeça do paciente pudesse ser libertado?

Do instinto do homem pré-histórico que lambia as suas feridas ou as cauterizava com fogo, até às guerras biológicas, passando pelas grandes epidemias, os remédios milagrosos, os primeiros hospitais, os médicos mais famosos, tudo isto e muitas histórias curiosas é o que vai encontrar neste livro.

PEDRO GARGANTILLA MADERA (Madrid, 1972). Médico, escritor e divulgador científico. Chefe de Medicina Interna do Hospital de El Escorial, em Madrid, e professor de História da Medicina na Universidade Francisco de Vitória, em Madrid. É colaborador habitual em programas de rádio. Escreve semanalmente na secção digital de ciência do jornal ABC e há alguns anos na revista espanhola de divulgação histórica, Clio. É autor de mais de vinte livros dos quais se destacam os ensaios históricos Enfermedades de los reyes de España. Los Austrias (2005), Las enfermedades de los Borbones (2007) e Enfermedades que cambiaron la historia (2016).

Na capa, detalhe da pintura de ENRIQUE SIMONET LOMBARDO

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.