1 Novembro 2018      12:12

Está aqui

Montepio transforma edifício histórico de Évora em residência universitária

O Montepio repete em Évora uma experiência que já implementou em Lisboa e no Porto, o investimento em residências universitárias para dar resposta à crescente pressão imobiliária criada pelo aumento dos preços do alojamento nas cidades portuguesas e que está a causar problemas aos estudantes universitários deslocados.

Em Évora, o Montepio transformou um edifício histórico em residência universitária, bem no centro da cidade, no n.º 50 na Praça do Giraldo. À semelhança das residências situadas em Lisboa e no Porto, que oferecem várias tipologias de alojamento individual ou partilhado, também a Residência de Évora apresenta diferentes opções. Ocupando os 2º e 3º pisos de um edifício histórico, a nova unidade oferece oito quartos, dos quais seis são duplos e dois são individuais, com um total de 14 camas, sete por cada piso. O 2º piso está destinado à ocupação feminina e o 3º piso à ocupação masculina.

A Residência para Estudantes de Évora disponibiliza ainda wifi gratuito, salas de convívio ou de estudo, cozinha, lavandaria, entre outras comodidades, a um preço inferior a 400 euros, dependendo da tipologia.

 

Siga o Tribuna Alentejo no  e no Junte-se ao Fórum Tribuna Alentejo e saiba tudo em primeira mão

 

 

 

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.