13 Julho 2020      12:14

Está aqui

Refinaria de Sines regista queda na produção petrolífera devido à pandemia

A pandemia da covid-19 provocou uma queda nas vendas e também na produção das refinarias de Sines e de Matosinhos da empresa Galp no segundo trimestre deste ano.

Apesar de apresentar uma subida de 19% na produção entre abril e junho, a petrolífera registou imparidades de 100 milhões de euros na produção de petróleo. De acordo com a empresa e como noticiado pelo Jornal Económico, as vendas de produtos petrolíferos pela Galp afundaram 43% no segundo trimestre face a período homólogo para 2.526 milhões de euros.

Simultaneamente, as duas refinarias da petrolífera em Sines e Matosinhos produziram menos 49% no segundo trimestre face a período homólogo, para 13,4 milhões de barris diários. Durante este mesmo período, a margem de refinação da companhia recuou para dois dólares por barril, menos um dólar face a período homólogo.

Já nas vendas de gás natural e de eletricidade, a Galp também registou quebras de 38% e de 14%, respetivamente. A produção de energia renovável recuou 10% para 6,4 gigawatts hora na única central eólica detida pela empresa.

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.