Está aqui

União Europeia

Consumo na União Europeia está a "devorar" as florestas nos trópicos

A ANPlWWF e a WWF lançam hoje o relatório “Em crescimento? O impacto continuado do consumo da UE na natureza a nível global”, que alerta para o enorme impacto que o consumo na União Europeia tem sobre a desflorestação tropical. Portugal é o 6º país da UE com maior consumo per capita associado a desflorestação nos trópicos e 9º país com mais desflorestação importada dos trópicos associada

Erasmus+ do Politécnico de Portalegre classificado como “boa prática”

O projeto europeu Eramus 3Economy+ desenvolvido pelo consórcio de três instituições de Ensino Superior públicas - Politécnico Portalegre, Universidade de Granada e Universidade de Malta - foi distinguido pela Comissão Europeia como “Good Practice Example”.

Este projeto que envolve o Instituto Politécnico de Portalegre obteve uma classificação de 92 pontos em 100 possíveis, atribuídos pela agência espanhola que gere programa Erasmus+ (SEPIE).

Universidade de Évora com projeto para adequar tecnologia às culturas em estufas

É a partir da transferência de conhecimento em agricultura de precisão, em particular na produção em estufas e com foco nas necessidades e desafios específicos do sector que a equipa do projeto Next Generation Training on Intelligent Greenhouses (NEGHTRA) conta vir a contribuir para o aumento da eficiência dos sistemas de produção e do seu potencial económico e que, Fátima Batista, Professora do Departamento de Engenharia Rural da Universidade de Évora (UÉ) e investigadora no MED, considera “aspetos fundamentais para este sector face aos desafios ambientais e societais com que atualmente no

Alentejo: Estimular a inovação, o empreendedorismo e economia com base no mar

Uma organização da ADRAL e da CCDR Alentejo pretende estimular a inovação, o empreendedorismo e economia com base no mar.

Decorrerá on-line, a 7 de abril, o “Regional Learning Camp” intitulado “Como estimular a inovação e empreendedorismo na economia do mar?” e surge no âmbito do projeto MISTRAL – Mediterranean Innovation Strategy for Transnational Activity of Clusters and Networks of the Blue Grow, cofinanciado por fundos comunitários do programa INTERREGUE MED.

O Alentejo tem de ir a Bruxelas!

Há já vários anos, no «Terreiro do Paço» de Bruxelas, um conjunto de finos pensadores europeus, descobriram, na ânsia de afirmação da qualidade e diferenciação da sua sábia e bem preparada linha de pensamento, que os fundos europeus já tinham dado o que havia a dar para as chamadas obras do «betão»! Era chegada a vez das etéreas obras do saber, da investigação e do desenvolvimento.

Jovens de Évora discutem futuro da União Europeia

Os jovens de Évora vão discutir o futuro da Europa e da União Europeia durante o dia de hoje, quarta-feira, a partir das 17h00, no evento online destinado à comunidade jovem “Warming Up – Que futuro para a Europa?”.

Este evento, criado pelo Centro Europe Direct Alentejo Central e Litoral, com o apoio da Câmara Municipal de Évora, pretende dar voz aos jovens e escutar a sua visão sobre temas relacionados com a União Europeia, assim como compreender as suas expetativas em relação à Europa.

Eurodeputado alentejano quer reforçar a relação União Europeia/Estados Unidos

O eurodeputado alentejano, Carlos Zorrinho, defendeu esta semana, em Bruxelas, o reforço das relações entre a União Europeia (EU) e os Estados Unidos (EUA).

“A tomada de posse da nova administração Americana é uma oportunidade para uma reconfiguração geoestratégica global e para o reforço das relações entre os Estados Unidos e a União Europeia, num contexto de pandemia e de ameaça crescente do populismo e do autoritarismo no mundo”, afirmou Carlos Zorrinho, para quem “o mandato de Trump deixa marcas que não se apagam com a sua derrota eleitoral.”

Zorrinho elogia progressos na coordenação europeia de resposta à pandemia

“Mais do que nunca os cidadãos europeus estão atentos às respostas políticas daqueles que elegeram para os representar”, afirmou ontem o eurodeputado eborense Carlos Zorrinho ao intervir no debate do Parlamento Europeu sobre as Conclusões do Conselho Europeu de 15 e 16 de outubro.

Vinhos do Alentejo ganham certificado restrito na China

Esta semana, foi firmado entre a China e a União Europeia um acordo que concede ao vinho alentejano uma certificação de qualidade no mercado chinês, um acordo do agrado da Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA).

Este acordo confere a proteção a 100 indicações geográficas europeias e a 100 chinesas, estando os vinhos do Alentejo entre as seis iguarias portuguesas que fazem parte da lista europeia.

Vinhos alentejanos protegidos no acordo entre a UE e a China

Os vinhos com indicação geográfica do Alentejo, entre tantos outros produtos nacionais, passaram a ser protegidos no acordo fechado entre a União Europeia e a China, que pretende combater a imitação e usurpação de 100 indicações geográficas europeias no mercado chinês e 100 indicações geográficas chinesas no mercado europeu.

Páginas