Está aqui

Sines

Hidrogénio verde arranca em Sines em dezembro com 76 milhões

O projeto de hidrogénio verde de Sines, com o nome de Green H2 Atlantic, vai arrancar em dezembro, representando um investimento total de 76,6 milhões de euros, com os fundos europeus a contribuírem com 30 milhões, segundo documentos da Comissão Europeia consultados pelo Jornal Económico.

De acordo com o mesmo jornal, a EDP Renováveis vai ser a empresa a coordenar este projeto, que visa o desenvolvimento e a operação de um eletrolisador com 100 megawatts na cidade de Sines.

EDP atribui até 20 mil euros a projetos sociais em Sines e Santiago do Cacém

O programa EDP Solidária Sines vai financiar 11 projetos que promovam ações sociais nas regiões de Sines e Santiago do Cacém, anunciou a empresa em comunicado, citada pela Executive Digest.

De acordo com a EDP, cada projeto selecionado pelo EDP Solidária Sines, um programa criado através de uma parceria entre a EDP Produção e a Fundação EDP, irá beneficiar de um apoio financeiro até um limite de 20 mil euros.

Repsol e EDP apostam no hidrogénio renovável em Sines e Espanha

A Repsol e a EDP, através da filial EDP Renewables (EDPR), vão trabalhar em parceria na avaliação de novas oportunidades de investimento em projetos de hidrogénio renovável na Península Ibérica.

De acordo com o Dinheiro Vivo, os CEO das duas empresas, Josu Jon Imaz e Miguel Stilwell d'Andrade, assinaram esta semana um memorando de entendimento que marca o início das conversações entre as duas entidades para implementar estes projetos na Península Ibérica.

Conectividade entre Europa, América do Sul e África reforçada em Sines

A Start Campus, empresa responsável pelo desenvolvimento do megacentro de dados Sines 4.0, assinou um acordo com a EllaLink, empresa que recentemente inaugurou a primeira ligação direta de alta velocidade por cabo submarino entre Europa e a América do Sul.

Em comunicado enviado a este jornal, a Start Campus explica que esta ligação “reforça a junção de duas componentes essenciais e que constituem a espinha dorsal da Internet”: “os Megacentros de Dados e os Cabos Submarinos, que garantem 99% da conetividade digital intercontinental”.

“DoNoDoNaDa” sobe ao palco em Sines e Vila Nova de Santo André

A Companhia Certa, da Póvoa do Varzim, vai apresentar o espetáculo “DoNoDoNaDa”, que sobe ao palco em Sines na quinta-feira, dia 7 de outubro, e em Vila Nova de Santo André, na sexta-feira, dia 8 de outubro.

Em comunicado, o Litoral EmCena explica que “DoNoDoNada” é um espetáculo físico e gestual destinado a todo o público, a partir dos 3 anos. Em palco, os personagens, interpretados pelos atores Eduardo Faria, Joana Luna e Joana Soares, “contam” sem palavras uma parábola, inspirados no cinema mudo de Charlie Chaplin e Buster Keaton.

Alentejo gera mais interesse para viver, visitar e trabalhar

O Alentejo foi “a única região de Portugal” onde se verificou um aumento de interesse para viver, visitar e até no domínio dos negócios, revela um estudo desenvolvido pela Bloom Consulting.

A empresa especializada na criação de estratégias de marcas territoriais realizou diversos estudos, nos quais foi possível perceber as perceções e opiniões dos cidadãos nacionais, não só sobre a gestão da pandemia nos municípios, mas também sobre mudanças de comportamentos, as novas exigências e receios em relação a trabalhar, viver e visitar os 308 municípios portugueses.

Polvo vai ser destaque nas ementas de 14 restaurantes em Sines

Os pratos à base de polvo da costa alentejana vão ser destaque nas ementas de 14 restaurantes do concelho de Sines a partir de hoje, sexta-feira, numa mostra gastronómica intitulada “Do Mar à Mesa”.

De acordo com a agência Lusa, a iniciativa é promovida pela Associação de Comércio Local de Sines (ACLS) e vai decorrer até 10 de outubro.

 Segundo a presidente da ACLS, Otília Costa, os objetivos são “potencializar o polvo”, que pode ser confecionado “nas mais diversas formas” para ser servido à mesa dos restaurantes, e “dinamizar a restauração local”.

Ambientalistas querem participação ativa na costa do Sudoeste Alentejano

Várias organizações não governamentais, associações e movimentos de cidadãos do Sudoeste Alentejano pediram a suspensão do processo de consulta pública do Programa da Orla Costeira Espichel-Odeceixe (POC-EO), que termina hoje, sexta-feira.

De acordo com a agência Lusa, o Movimento Juntos pelo Sudoeste, as associações Zero, Arriba, Rewilding Sudoeste e Rota Vicentina, a Tamera – Centro de Investigação e Educação para a Paz e o Triângulo em Transição defendem que o Governo deve suspender a consulta e criar condições para uma participação ativa, estruturada e construtiva.

Repsol contrata para o Complexo Industrial de Sines

A Repsol Polímeros quer contratar 30 profissionais para o Complexo Industrial de Sines.

A maioria destas contratações serão direcionadas para integrarem as áreas de fiabilidade e manutenção e a empresa pretende incorporar 100 pessoas durante o último trimestre de 2021 e ao longo do próximo ano, segundo o jornal ECO.

Com a anunciada ampliação do seu complexo industrial em Sines - um investimento de 657 milhões de euros - a Repsol procura agora engenheiros, encarregados, oficiais e inspetores em diversas áreas.  

Fusion Fuel Green investe 8 milhões em hidrogénio verde em Sines

A empresa portuguesa Fusion Fuel Green prepara-se para avançar com o investimento de cerca de 8 milhões de euros para a produção de hidrogénio verde em Sines, revelou o seu fundador, João Wahnon, à Revista Cargo.

Segundo o responsável, a empresa esperava apenas a luz verde do Programa Operacional para a Sustentabilidade e Utilização Eficiente dos Recursos de Portugal (POSEUR) para o seu projeto HEVO-Sul, a ser levado a cabo em Sines.

Páginas