Está aqui

Fundo Ambiental

Ourique adquire veículo ligeiro elétrico para autarquia

A Câmara Municipal de Ourique candidatou-se ao aviso de concurso da 3.ª Fase do Programa de Apoio à Mobilidade Elétrica na Administração Pública, do Fundo Ambiental, para a aquisição de um veículo ligeiro elétrico, de 5 lugares, da marca Renault Zoe.

Em comunicado, a autarquia refere que esta aquisição teve um custo de 26 550 euros e um cofinanciamento de 12 000 euros pelo Fundo Ambiental.

Resialentejo estuda sistemas de recolha de biorresíduos para Baixo Alentejo

A empresa intermunicipal Resialentejo está a elaborar um estudo para o desenvolvimento de sistemas de recolha de biorresíduos nos concelhos de Almodôvar, Barrancos, Beja, Castro Verde, Mértola, Moura, Ourique e Serpa.

De acordo com o Correio Alentejo, este projeto tem o apoio do Fundo Ambiental, está a ser desenvolvido em parceria com as câmaras municipais e tem como objetivo “definir um plano de ação conjunto para os oito concelhos para a gestão dos biorresíduos produzidos na região, atendendo às especificidades de cada um”.

Protocolo para proteger habitats e espécies ameaçadas em Moura

Esta semana, em Moura, foi assinado o protocolo “Gestão de habitats e espécies ameaçadas e melhoria das condições de visitação no Perímetro Florestal da Contenda”.

Ministro do Ambiente revela os projetos reservados para Sines

O ministro do Ambiente e Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes, fez um ponto da situação da estratégia do hidrogénio para Portugal, destacando sete projetos para Sines, no passado dia 27 de janeiro no parlamento.

Mértola cria projeto que leva compras a casa dos habitantes

A Câmara Municipal de Mértola criou o projeto “Frescos Sobre Rodas”, cofinanciado pelo Fundo Ambiental, que leva as compras a casa dos mertolenses em tempos de pandemia.

Em declarações à Rádio Pax, Jorge Rosa, presidente da autarquia, fala num “projeto muito interessante”, que inicialmente “começou por se destinar apenas a produtos da época”. A iniciativa “tem corrido muito bem” e, por isso, a autarquia decidiu alargar o projeto “a outro tipo de compras que as pessoas vão fazer no comércio local”.

Serras da Cabrela e Monfurado integram-se em projeto de turismo

No Alentejo, o projeto Sustentabilidade e Economia Circular no Turismo (SECTUR) centra-se nas serras da Cabrela e Monfurado, integradas nos concelhos de Montemor-o-Novo, Alcácer do Sal, Viana do Alentejo e Évora.

Este projeto está a ser desenvolvido pela empresa VERde NOVO e pela MARCA – Associação de Desenvolvimento Local.

Estudo de Évora propõe ideias ao Governo para a conservação da biodiversidade

A diretora do Fundo Ambiental e a reitora da Universidade de Évora assinaram, no Ministério do Ambiente, o protocolo de cooperação para a realização do estudo “Biodiversidade 2030: contributos para a abordagem portuguesa para o período pós-metas de Aichi”, avança a Renascença.

Miguel Araújo, professor da Universidade de Évora e coordenador deste novo estudo, espera que este projeto esteja pronto daqui a dois anos, e que seja uma “ponta de lança” para propor novas iniciativas que ajudem na adoção de políticas nacionais na área da conservação da biodiversidade.

Alentejo dispõe de mais de 228 mil euros em verbas para transportes públicos

As Áreas Metropolitanas (AM) e as Comunidades Intermunicipais (CIM) podem, a partir de hoje, quinta-feira, dispor de verbas do Fundo Ambiental, até 94 milhões de euros, para repor a oferta de transportes públicos, refere uma medida de um despacho publicado esta quarta-feira em Diário da República.

A região Lezíria do Tejo é uma das regiões que tem mais verbas disponíveis, com 261.491 euros. Seguem-se as regiões do Alentejo Central (72.034 euros), Baixo Alentejo (61.900 euros), Alentejo Litoral (48.163 euros) e Alto Alentejo (46.129 euros).

REGUENGOS REDUZ PEGADA CARBÓNICA COM VEÍCULOS ELÉTRICOS

O município de Reguengos de Monsaraz tem a partir de agora duas viaturas 100% elétricas para apoio à manutenção dos seus espaços verdes e jardins. Trata-se de dois veículos ligeiros de mercadorias com sistema de caixa basculante e que representaram um investimento de cerca de 40 mil euros comparticipado pelo Fundo Ambiental do Ministério do Ambiente que vai reforçar a estratégia ambiental da autarquia e reduzir a sua pegada carbónica.

 

PONTE DE SOR QUER INVESTIR 409 MIL EUROS EM VEÍCULOS ELÉCTRICOS

São 119 as autarquias que se candidatam a apoios para a aquisição de veículos eléctricos, sobretudo para apoio a serviços ambientais como a limpeza urbana e os jardins num total de 20 milhões de euros disponíveis do Fundo Ambiental. À cabeça destas candidaturas estão o Porto, com uma candidatura de 820 mil euros, Viseu, com 495 mil euros e o município alentejano de Ponte de Sor, com uma candidatura de 409 mil euros.

Ao todo serão retirados 339 veículos de combustão de todo o território.

Imagem de capa da Percolado.