Está aqui

Empresas

Primeira bicicleta portuguesa para cargas nasce no Cartaxo

A primeira bicicleta portuguesa para cargas está a ser desenvolvida no Cartaxo pelo jornalista Luís Costa Branco e o empresário Luís Rato. Este veículo vai servir, sobretudo, para as empresas de logística nas áreas urbanas, mas também estará disponível para consumidores particulares, sendo que as primeiras unidades vão chegar ao mercado ainda neste semestre.

Autarquias alentejanas com novas medidas de apoio às empresas

A economia e as empresas vivem uma altura particularmente difícil e são várias as autarquias alentejanas que buscam ajudar o seu tecido empresarial.

Rui Nabeiro é o líder nacional com melhor reputação em 2021

O empresário alentejano Rui Nabeiro é o líder nacional com melhor reputação em 2021.

O resultado surge de um estudo “Relevância e de Reputação e Relação Emocionada” da consultora OnStrategy e que analisou, junto dos cidadãos nacionais, quem são os líderes empresariais portugueses mais relevantes e reputados em 2021.

Empresa sueca do setor da exploração mineira instala-se em Aljustrel

A empresa EPIROC, fundada na Suécia a partir da Divisão de Construção e Minas da Atlas Copco, decidiu investir em Aljustrel e instalar-se-á na Zona Industrial do concelho.

Em nota publicada online, a autarquia refere que “é com particular satisfação” que partilha a “preferência desta empresa de dimensão mundial por este território, uma vez que o seu estabelecimento irá contribuir para o reforço do tecido empresarial e para a criação de emprego”.

Municípios alentejanos com programas de apoio financeiro a empresas e famílias

Reguengos de Monsaraz vai apoiar as famílias, associações, instituições sociais, empresas e empresários através isenção total do pagamento do valor da tarifa fixa de abastecimento de água aos consumidores domésticos nos meses com estado de emergência, com início no processamento referente aos consumos de janeiro e, segundo as previsões, até março.

Liderança – A mutação no bom sentido

Se há conceito em constante mudança, é o conceito de Liderança. É o tema preferido junto de académicos ligados aos recursos humanos e à gestão, e é muito popular no meio profissional, gerando um sem número de artigos, teorias e metodologias, enriquecendo inequivocamente a forma como as equipas de trabalho são geridas um pouco por todo o mundo. A sua evolução enquanto objeto de estudo é tão rápida quanto as mudanças ocorridas no mercado de trabalho, profundamente permeável às características únicas de cada uma das chamadas gerações de trabalho.

Por um Alentejo +RESILIENT

Chama-se +RESILIENT e é um projeto europeu de cooperação transnacional que pretende promover a melhoria das políticas e práticas do sector social, combinando inovação social e inovação digital.

Quer seja no sector público ou no sector privado, o programa pretende contribuir para o reforço da capacidade dos atores públicos e privados do sector.

Este é um projeto cofinanciado pelo Programa INTERREG – MED e está a ser desenvolvido por uma parceria de 14 instituições de 8 países da Região do Mediterrâneo, contando ainda com 12 parceiros associados.

Alentejo vai receber mais 3,5 ME para empresas

Foi ontem divulgado pelo Ministério da Coesão Territorial o reforço de verbas dos Programas Operacionais Regionais para ampliar ou criar novas áreas de acolhimento empresarial.

De um bolo total de 25,5 milhões de euros para investimento em todo o país, o Alentejo vai beneficiar de 3,5 milhões de euros.

No comunicado do ministério de Ana Abrunhosa está ainda estabelecida uma regra de ouro:  só serão apoiados municípios que comprovem uma elevada taxa de compromisso dos seus lotes industriais.

Núcleos Empresariais Alentejanos querem internacionalizar as empresas

Os Núcleos Empresariais Alentejanos querem internacionalizar empresas agroalimentares alentejanas.

Para atingir este objetivo, os núcleos empresariais de Évora, Beja e Portalegre, montaram o projeto Alentejo Global Export e que tem o programa que pretende garantir o apoio necessário às empresas que pretendam angariar novos clientes externos. Conta com um pacote de investimento na ordem dos 700 mil euros, com recurso a fundos comunitários.

Incubadora de empresas de Portalegre vai ampliar e melhorar instalações

O Instituto Politécnico de Portalegre (IPP) lançou concurso público para a empreitada da ampliação das instalações da BioBip, a incubadora de empresas da instituição, refere a Rádio Portalegre.

Albano Silva, presidente do Instituto Politécnico de Portalegre, explicou à Rádio Portalegre que 3,3 milhões de euros em obras vão ser investidos, permitindo aumentar para o dobro as instalações da BioBip.

Desses 3,3 milhões de euros, 1,5 milhões de euros destinam-se às obras de ampliação do edifício e o restante para a aquisição de novos equipamentos.

Páginas