Está aqui

Barrancos

Minas de Aparis em Barrancos voltam a ser alvo de prospeção após 46 anos

As minas de Aparis, em Barrancos, que fecharam em 1975, voltarão a ser alvo de prospeção pela portuguesa Indice Crucial, que garantiu uma licença para a prospeção e pesquisa na área durante cinco anos.

De acordo com o Observador, esta licença tem ainda possibilidade de prorrogação, para provar se existe potencial remanescente na mina, que chegou a ter todo um bairro para os mineiros e uma escola, onde terão morado cerca de 500 pessoas.

Proteção e a valorização do barranquenho aprovada por unanimidade na AR

O plenário da Assembleia da República (AR) aprovou, ontem, por unanimidade, as propostas do PS e do PCP para o reconhecimento e proteção do barranquenho e de toda a sua identidade cultural.

Este dialeto raiano - muito marcado e influenciado pela língua espanhola - típico do concelho de Barrancos, vê agora aberto o caminho para que seja protegido e valorizado como a marca cultural única e uma característica intrínseca do povo barranquenho, podendo agora passar a ser reconhecido como língua oficial.

"Onde a vida acontece" em Barrancos

O Quinteto de Metais Alentejano, um ensemble de referência na sua área artística, apresenta-se esta sexta-feira, 18 de Junho, às 11h, no Cineteatro de Barrancos.

O concerto “Cantigas de Animais”, de entrada livre, tem um cariz didáctico e destina-se a todas as idades. “Cantigas de Animais” é a proposta do Quinteto de Metais Alentejano para o concerto que apresenta no Cineteatro de Barrancos, 18 de Junho, pelas 11h.

Festival Terras Sem Sombra arranca este fim de semana em Barrancos

Os Les Abbagliati vão atuar no próximo dia 19 de junho em Barrancos, no que marca o arranque da 17.ª temporada do Festival Terras sem Sombra, num fim de semana que inclui ainda uma visita ao património edificado e paisagístico da vila e uma ação de sensibilização para a geodiversidade.

De acordo com a organização, citada pelo portal Sul Informação, esta edição tem como mote “através do Incêndio: Contingências, Expectativas e Superações na Música Ocidental (Séculos XVI-XXI)”, apresentando, em diferentes palcos alentejanos, intérpretes vindos de dois países europeus.

Escolas alentejanas têm mais alunos que concluem estudos no tempo esperado

É nos primeiros anos de escola, logo no 2.º ano, que os alunos têm maiores dificuldades, de acordo com os dados do Ministério da Educação que revelam que 5% das crianças reprovou no 1.º ano de escolaridade. Contudo, os municípios com uma percentagem perfeita de conclusões no tempo esperado localizam-se no Alentejo, avança a Lusa.

Castelo de Noudar será reabilitado

No concelho de Barrancos, o imponente castelo de Noudar verá em breve as suas muralhas serem reabilitadas.

Esta reabilitação já está em concurso público e representa um investimento de cerca de 490 mil euros, financiada por fundos comunitários no âmbito do Alentejo 2020.

Barranquenho vai ter Centro de Interpretação

O “barranquenho” terá agora mais garantias de ser preservado com a criação do Centro de Interpretação.

Iniciativa da autarquia, o centro vai nascer num edifício “senhorial” a par da Biblioteca Municipal e há já uma equipa de especialistas - que inclui a Universidade de Évora e de uma Universidade de Madrid - a trabalhar para a criação  deste museu.

O barranquenho resulta do contacto entre o português meridional, ou alentejano com as variedades meridionais andaluzas e estremenhas, em Espanha.

Deputados do PS querem proteger o Barranquenho

O Partido Socialista quer que o Barranquenho seja protegido e valorizado como "expressão da diversidade cultural de Portugal, marca da identidade de uma comunidade", defendem os deputados eleitos pelo PS do Baixo Alentejo.

Abertura imediata das novas instalações da GNR em Barrancos e Serpa

O contexto pandémico influenciou muitas das dinâmicas que faziam parte dos nossos quotidianos e de momentos importantes das vivências das populações e dos territórios. Apesar da pandemia, existirem pilares do cumprimento das funções do Estado que devem ter as melhores condições possíveis para o desempenho de funções por quem de direito.

Barrancos, Alvito e Fronteira entre os que menos recebem em receitas de IVA

Os municípios de Barrancos, Alvito e Fronteira são os que menos recebem em receitas de IVA, com 55,5 mil euros, 56,9 mil euros e 57,5 mil euros respetivamente, avança o Diário de Notícias.

O jornal adianta ainda que os 308 municípios portugueses vão receber, no próximo ano, uma verba de 59,5 milhões de euros (2,7 milhões a menos que o ano passado) correspondente a 7,5% do IVA gerado em cada concelho. Adicionalmente, as áreas de Lisboa e do Porto recolhem as maiores fatias do Orçamento, totalizando 23,3 milhões de euros.

Páginas