Está aqui

Artes

Festival “Desdobra-te” tem início hoje e decorre até domingo em Évora

A segunda edição do Festival “Desdobra-te”, dedicado à dança e outras artes e da organização da Associação PédeXumbo, tem início hoje, dia 26 de novembro, com o concerto “Kata e João tocam música bonita para vocês” e os espetáculos “Eu Versus Meu” do bailarino Pedro Sampaio e “Poros” de Madrasta Dance, em Évora.

De acordo com a Renascença, o festival decorre até domingo, e tudo está “pensado para receber os participantes com as regras de segurança, higiene e distanciamento a que devemos obedecer, proporcionando-lhes ao mesmo tempo bem-estar e conforto.”

658 anos de Sines com exposições e programas online

Foi em 1362 que D. Pedro I criou o município de Sines. Este ano, a 24 de novembro, assinalam-se 658 anos de existência e há um programa de celebração, maioritariamente online, para celebrar o dia.

Em Santiago do Cacém há uma inovadora Mala Voadora

Na passada semana, a Ministra da Cultura, Graça Fonseca, foi a Santiago do Cacém onde, juntamente com o Presidente da Câmara Municipal, Álvaro Beijinha, o vereador da Cultura, Jaime Cáceres, a Diretora Regional de Cultura do Alentejo, Ana Paula Amendoeira, e a Entidade Regional de Turismo, representada por João Ferreira, tendo assistido à apresentação do projeto “Mala Voadora”.

Esta estrutura artística vai desenvolver-se na Barragem de Campilhas e está orçada em cerca de quatro milhões de euros.

Delta promove energia e inspiração no pós-Covid e há prémios

Através da sua marca Delta Q, a empresa alentejana lançou o movimento 'A energia que nos inspira', com intenção de ajudar os portugueses a uma nova fase e a adaptarem-se aos desafios que se vivem nesta fase de desconfinamento, promovendo muita energia, positivismo e inspiração.

O movimento 'A energia que nos inspira: 10 dias, 10 cafés' uma campanha online de apoio aos consumidores e parceiros criativos e durará durante o mês de junho.

Mais um professor da Universidade de Évora a vencer o Prémio Pessoa

Chama-se Tiago Rodrigues e é o vencedor do Prémio Pessoa 2019.

Ator, encenador e diretor artístico do Teatro Nacional Dona Maria II, Tiago Rodrigues é também professor na Universidade de Évora, tal como o geógrafo Miguel Bastos Araújo, vencedor no ano passado.

Há um novo ciclo de exposições para ver em Évora

No Centro de Arte e Cultura da Fundação Eugénio de Almeida (FEA), em Évora, há, desde ontem, um novo ciclo de exposições.

São três novas exposições, com foco no objeto: «Fahrenheit, a consagração de Babel», «Boundless Objects» e «Arquiteturas Pintadas – figuração pós-conceptual espanhola».

Marvão aposta em ser referência mundial para a Música, Artes e Ciência

Marvão será um paraíso para a Música, Artes e Ciência  logo assim que termine a instalação da futura Academia Internacional para a Música, Artes e Ciência de Marvão.

Esta academia irá nascer na Quinta dos Olhos d´Àgua - após a celebração de um protocolo com o ICNF – Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas – e que permitirá que um edifício, desativado há vários anos, cuja finalidade era ser a sede do Parque Natural da Serra de São Mamede, seja requalificado e transformado numa casa de música, artes e ciência.

A pintura de Jean Michel Basquiat e outras notas

Artista com poucos estudos, que não pode viver sem a palavra, sempre presente, por vezes abarcando o quase tudo da obra, em fundo branco, bege ou negro.

Os rostos sem qualificação possível, bocas extensas e olhos não raras vezes de sangue. Quanto aos olhos, naquele ponto para lá da perplexidade, mesmo para lá do medo.

Braços abertos ou em súplica, ou por raiva; suprema raiva – conclui-se. Outras tantas vezes apenas latente. Morreu jovem, pois claro.

“Ensino” das Artes: Trampolim para a cidadania

Refletir sobre o “ensino “das artes nas escolas é algo não consensual e que, por vezes, pressupõe alguma erudição. (Entenda-se por erudição o recurso a autores que esclareçam e, em simultâneo, provoquem o debate).

ETHNO Portugal 2018 em Castelo de Vide

O Ethno Portugal é uma residência artística única, que reúne em Portugal a música e a dança tradicional e terá lugar, pelo quinto ano consecutivo, na vila de Castelo de Vide.

De 22 julho a 1 de agosto de 2018, vão juntar-se jovens músicos e bailarinos de todo o mundo, durante 10 dias intensos de amizade, partilha e aprendizagem e que nos anos anteriores contaram com grande adesão de participantes tendo transformado esta iniciativa num sucesso.

Páginas