Está aqui

Agência Portuguesa do Ambiente

Alcácer do Sal pede desassoreamento do rio Sado

O presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença, solicitou ao presidente do Conselho Diretivo da Agência Portuguesa do Ambiente (APA), Nuno Lacasta, a sua intervenção no desassoreamento de troços do rio Sado.

Em comunicado, a autarquia refere que, no ofício enviado à APA, é solicitada a “intervenção tão breve quanto possível, no sentido de promoverem o desassoreamento dos troços do rio Sado, em particular e de forma mais urgente, junto à cidade de Alcácer do Sal no troço de cerca de 1000 metros, entre a Ponte Rodoviária e a Ponte do IC1”.

Quanta água gasta uma torneira aberta num minuto?

O Grupo Águas de Portugal - grupo a que as Águas do Alentejo pertencem, a Agência Portuguesa do Ambiente e a ERSAR estão a promover uma campanha de sensibilização que visa informar os utilizadores e consumidores da importância de reduzir os consumos e fazer um uso eficiente da água no contexto de seca que se vive em Portugal.

Sob o mote “Um minuto por dia, vamos fechar a torneira à seca”, esta campanha reforça que uma torneira aberta durante um minuto pode gastar até 12 litros de água, o suficiente para garantir as necessidades básicas diárias de 1 milhão de portugueses.

Reformulação da central solar de Cercal do Alentejo é “pura cosmética”

O Movimento Juntos pelo Cercal criticou a reformulação de “pura cosmética” do projeto de construção da central solar, a ser construída no concelho de Santiago do Cacém, alertando para os prejuízos que vai causar.

Em comunicado, o movimento, citado pela agência Lusa, argumenta que “a reformulação, ao que parece, foi pura cosmética e destinou-se, não a dar resposta aos vários problemas que este projeto acarreta, ao nível da ecologia, da sustentabilidade, da socioeconomia, mas a dar a sensação de que o que estava mal, agora, foi corrigido”.

Nova Central Solar no Alentejo fornece energia limpa a 141 mil casas

A Agência Portuguesa do Ambiente (APA) acabou de aprovar a versão revista do projeto da Central Solar de Cercal do Alentejo que, com uma capacidade instalada estimada de 275 MW, irá fornecer energia limpa a 141 mil casas, através da produção de 596 GWh de energia, por ano.

De acordo com a Green Savers, a Aquila Clean Energy, empresa que vai implementar o projeto, tinha feito alterações no âmbito da Declaração de Impacte Ambiental (DIA) favorável, mas condicionada, emitida no ano passado.

Portugal consome água de “dois Alquevas”

Portugal consome o equivalente a “dois Alquevas” de água anualmente, destinando-se cerca de 75% desta a rega na agricultura, onde é desperdiçado mais de um terço das reservas de água, anunciou o vice-presidente da Agência Portuguesa do Ambiente (APA), Pimenta Machado.

Grândola quer mais duas praias para responder à “elevada procura”

A Câmara Municipal de Grândola revelou que continua a reivindicar, junto da Agência Portuguesa do Ambiente (APA), a criação de novas praias no concelho, com os respetivos equipamentos de apoio, e a revisão da capacidade autorizada para as atuais praias.

Em comunicado, a autarquia esclarece que esta capacidade autorizada para as praias atuais “há muito não corresponde à elevada procura”. Além disso, o município adianta que “deu um parecer desfavorável” à proposta contida no Programa da Orla Costeira Espichel-Odeceixe (POC-EO), cuja revisão ainda se encontra a decorrer.

Abertura ao mar da Lagoa de Santo André não se realiza este ano

A operação de abertura ao mar da Lagoa de Santo André, no concelho de Santiago do Cacém, não se vai realizar este ano devido à situação de seca extrema, revelam a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

Em comunicado, citado pela agência Lusa, as entidades indicaram que a operação, que permite, anualmente, ligar a lagoa ao mar, não se realiza este ano por causa da “situação de seca extrema, que afeta em particular o sul de Portugal”.

21 municípios já aderiram ao “Alentejo – Clima em Escassez Hídrica”

Até agora, já aderiram ao projeto “Alentejo – Clima em Escassez Hídrica” 21 municípios alentejanos, incluindo 20 câmaras municipais e uma entidade gestora da água.

A informação é avançada na página de Facebook do projeto, que refere que uma das atividades no âmbito desta iniciativa consiste “na criação e dinamização da uma rede colaborativa ao nível das autarquias, enquanto espaço de partilha, discussão e de ação em relação às problemáticas das alterações climáticas e escassez hídrica”.

Central de Cercal do Alentejo está em “contraciclo” com alterações climáticas

A porta-voz do PAN, Inês Sousa Real, criticou a “luz verde” dada à Central Fotovoltaica de Cercal do Alentejo, em Santiago do Cacém, que está “em contraciclo” com o combate às alterações climáticas.

Central Solar em Cercal do Alentejo obtém parecer ambiental favorável

O projeto de uma central solar, que prevê a instalação de 553 800 painéis fotovoltaicos, em Cercal do Alentejo, no concelho de Santiago do Cacém, obteve Declaração de Impacte Ambiental (DIA) favorável, mas com condicionantes.

De acordo com a agência Lusa, o Título Único Ambiental, emitido pelo Governo, a 29 de julho, refere que a DIA teve decisão favorável, mas condicionada, por parte da Agência Portuguesa do Ambiente.

Páginas