Está aqui

Educação

Universidade de Évora em projeto Erasmus com Politécnicos de Setúbal e Beja

A Universidade de Évora irá trabalhar em conjunto com a Universidade do Algarve, o Instituto Politécnico de Beja e o Politécnico de Setúbal, no âmbito do Consórcio Erasmus Al Sud, que contempla ações destinadas à comunidade interna, com maior enfoque, no caso dos estudantes, na mobilidade para efeitos de estágio.

3 milhões de euros para contratar mais "cérebros" para a Universidade de Évora

Foi assinado, esta semana, entre a Autoridade de Gestão do Alentejo 2020 (ALENTEJO 2020) e a Universidade de Évora (UÉ) os Termos de Aceitação no âmbito da Contratação de Recursos Humanos Altamente Qualificados e que envolve um financiamento global de quase 3 milhões de euros.

Amianto nas escolas alentejanas tem os dias contados

O Governo aprovou, em Conselho de Ministros no dia 7 de junho, o Programa de Estabilização Económica e Social e o Programa Nacional de Reformas, que preveem a remoção de todas as estruturas com amianto nas escolas públicas, e as escolas alentejanas não são exceção.

Esta medida vem responder em definitivo a “uma preocupação de saúde pública, que foi gradualmente atendida, mas que exige agora uma resposta mais contundente, plena e universal”, garante o despacho publicado em Diário da República.

10 histórias para ensinar às crianças o que são as emoções

Quando a editora me desafiou a escrever 10 histórias simples que ajudassem as crianças a compreender as suas emoções, fiquei entusiasmada com a ideia, embora soubesse que a tarefa não iria ser fácil.

Por um lado, não é simples lidar com as emoções, sobretudo quando se é criança e se tem pouca ou nenhuma experiência em reconhecer o que se sente ou o que desencadeou determinada emoção.

Santarém regista taxa zero de abandono escolar

Pelo quarto ano consecutivo, os Agrupamentos de Escola do concelho de Santarém registaram uma taxa zero de abandono escolar.

Os números são revelados pela BIME – Plataforma de Informação Edu, que agrega informação administrativa relativa às escolas públicas, e que divulga que, nos últimos dez anos, o concelho de Santarém apenas registou o abandono escolar por parte de sete alunos, num total de mais de sete mil alunos/ano.

Ponte de Sor lança Prémio Literário José Luís Peixoto 2020

Apesar pandemia de COVID-19 e consequente Estado de Emergência, o Município de Ponte de Sor e a Biblioteca Municipal empenharam-se em encontrar soluções para a continuidade do Prémio Literário José Luís Peixoto 2020 e, embora com algumas alterações excecionais ao regulamento e que surgiram fruto destes tempos inesperados, o concurso irá decorrer.

As alterações são as seguintes:

Moura avança com ampliação de 2,5 milhões de euros em centro escolar

O Município de Moura aprovou o projeto de Execução de Arquitetura e Especialidades do Centro Escolar dos Bombeiros Voluntários de Moura.

Universidade de Évora cria unidade orgânica na área da medicina e saúde pública

A Universidade de Évora (UÉ) acaba de dar um passo significativo para desenvolver os ensinos e a investigação na área da Saúde respondendo ao aprovado no seu plano estratégico, no qual a área “Percursos de Vida e bem-estar” foi definida como área âncora. A criação de uma Unidade Orgânica na área da Saúde foi aprovada pelo Conselho Geral e considerada “histórica” por Ana Costa Freitas, Reitora da UÉ.

Combate ao analfabetismo no Baixo Alentejo

O combate ao analfabetismo é a grande prioridade para a Associação Portuguesa de Educação e Formação de Adultos (APEFA) e o foco está sobre o Baixo Alentejo e o Algarve, duas regiões que apresentam uma elevada taxa de analfabetismo, acima da média nacional.

Dados do Censos 2011 revelaram que serão cerca de 50 mil habitantes no Alentejo não sabem ler nem escrever, apesar de uma queda abrupta na última década – de 17,45% para 10% - o Baixo Alentejo continua a ser a região portuguesa com maior taxa de analfabetismo.

Irrigação solar – um projeto internacional com marca alentejana da Universidade de Évora

A Universidade de Évora é a única universidade portuguesa a integrar um consórcio de energias renováveis, constituído por entidades de seis países diferentes.

Com mais dez parceiros, a academia alentejana faz parte do “SolAqua”, um projeto multinacional - Portugal, Espanha, França, Itália, Marrocos e Roménia - que visa aumentar a quota de energias renováveis na Europa com uma combinação entre tecnologia fotovoltaica e hidráulica com irrigação de alta eficiência.

Páginas