Baixo Alentejo

Há seis municípios que vão ter cobertura com 100% de fibra ótica e Beja é um deles

A Altice Portugal dá início a um projeto-piloto em freguesias de seis municípios que, a partir do dia 30 de junho, ficam cobertas com 100% de fibra ótica.

Os primeiros seis municípios a integrar este projeto piloto 100% fibra são Beja, Cartaxo, Seia Seixal, Sintra e Vieira do Minho, num total de mais de uma dezena de freguesias.

Mais duas medalhas para o azeite alentejano

Depois de serem premiados no concurso internacional ‘Olive Japan 2019’, o Azeite Virgem Extra Premium e o Azeite Moura DOP, da Cooperativa Agrícola de Moura e Barrancos (CAMB), acabaram de ser novamente reconhecidos no “World Edible Oils Paris 2019” – a 17ª edição do concurso internacional AVPA-Paris 2019, cujo evento de entrega de prémios se realizou na capital francesa no passado dia 25 de abril.

Conferências de Aljustrel debatem impacto da descentralização no Alentejo

As problemáticas do dito Interior, seu declínio e desenvolvimento, passaram a ser matéria obrigatória no discurso político e público, embora sem consequências claras para um real desenvolvimento desses vastos territórios. Assim pensa a organização das Conferências de Aljustrel, o que justifica trazer ao debate Descentralização de competências nos territórios de baixa densidade e programas nacionais de desenvolvimento como tema central das Conferências de Aljustrel de 2019, pela mão do município.

Beja vai ter nova pista de atletismo de 512 mil euros

O município de Beja já assinou o contrato de empreitada para a requalificação da pista de atletismo do complexo desportivo Fernando Mamede, num investimento de mais de 500 mil euros. Segundo o Presidente da Câmara Municipal de Beja, Paulo Arsénio, após o visto do Tribuna de Contas, ficaram criadas todas as condições para a obra avançar.

A antiga pista está num estado de degradação tão grande que já não permitia a realização de provas federadas. Segundo o autarca o investimento de 512 mil permite que Beja venha a ter uma pista de atletismo ao nível das pistas de topo.

 

Todo o encanto alentejano na Feira do Garvão

A edição 2019 da Feira de Garvão está aqui à porta e contará com todo o encanto e genuinidade alentejana.

De 10 a 12 de maio, a localidade de Garvão, em Ourique, vai receber mais uma edição desta exposição agropecuária onde não faltam animações musicais e culturais e a aliança à tradição alentejana.

Agricultores revoltados com desinformação sobre alterações climáticas

Um comunicado conjunto da Federação das Associações de Agricultores do Baixo Alentejo e da Olivum- Associação de Olivicultores do Sul vem mostrar a posição de desagrado face ao que os agricultores alentejanos consideram a “desinformação” sobre as consequências da agricultura intensiva, nomeadamente, de olivais.

Azeite alentejano lança-se no mercado escandinavo

Os dinamarqueses chamam-lhe olivenolie, os suecos olivolja e, cada vez mais, o azeite faz parte do cabaz alimentar dos consumidores escandinavos. Para dar a conhecer as qualidades do azeite e os benefícios do seu consumo, o CEPAAL – Centro de Estudos e Promoção do Azeite do Alentejo, que representa 28 produtores de azeite desta região portuguesa, prepara-se para viajar rumo à Dinamarca e à Suécia.

Mértola põe a mesa com mel, pão e queijo

Amanhã, em Mértola, a mesa vai estar posta com mel, pão e queijo.

Até domingo, na vila alentejana, decorrerá a XXI Feira do Mel, Queijo e Pão, e que traz também à prova outros produtos, como o vinho, as ervas aromáticas e os enchidos.

Beja alia celebrações do 25 de abril à Ovibeja. PCP contesta

O Município de Beja (PS) está a fazer coincidir as comemorações do 25 de abril com a Ovibeja, que arranca precisamente hoje naquela cidade alentejana. Fogo-de-artifício, concertos e exposições são algumas das iniciativas, que fazem da Ovibeja o epicentro das comemorações do 25 de Abril este ano, numa parceria  entre a Câmara de Beja e a ACOS- Associação de Agricultores do Sul. E para cantar Abril, a noite conta com António Zambujo que abrindo a "Ovinoites", fará as honras da entrada no dia da Liberdade, mesmo antes do fogo-de-artifício da meia-noite.

Margarida, a professora imprevisível, autoritária, sádica e maternal, dá aulas em Santiago do Cacém

A professora Dona Margarida vai dar a sua primeira aula a uma turma do quarto ano, que são os próprios espetadores. A Dona Margarida é imprevisível, autoritária, sádica e maternal, ela dá uma verdadeira anti-aula, demonstrando que, “às crianças”, só resta obedecer, serem inexpressivas, impotentes e não terem nada a dizer. Dona Margarida retrata os regimes totalitários que se multiplicam neste século XXI.

Páginas